quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Participe da live da Campanha Salarial 2018 e esclareça suas dúvidas em tempo real

Participe da live da Campanha Salarial 2018 e esclareça suas dúvidas em tempo real
via Sindpd

A terceira mesa de negociação da Campanha Salarial dos profissionais de TI está agendada para quinta-feira, 18, às 15h. Com o intuito de esclarecer as dúvidas dos trabalhadores sobre a negociação que irá definir a CCT de 2018, o presidente do Sindpd, Antonio Neto, irá conversar ao vivo com a categoria logo após o término da reunião. A live acontecerá dia 18, às 19h, no Face do Neto.

Para participar, basta enviar sua pergunta pelo Facebook, comentando no link da transmissão ao vivo. Se preferir, encaminhe diretamente para o Whatsapp do Sindpd (11) 97074-4878.

Vale lembrar que o Whatsapp é um canal de comunicação entre o trabalhador e o Sindicato. Por meio dele você fica a par das novidades e esclarece suas dúvidas. Adicione o número em sua lista de contatos e mande uma mensagem caso deseje saber mais informações.

Relembre o que já aconteceu na Campanha Salarial 2018 

Assembleias de Pauta - em dezembro, milhares de trabalhadores de TI participaram das 15 assembleias realizadas em todo o estado de São Paulo. A pauta de reivindicações para a negociação deste ano foi amplamente debatida e aprovada pela categoria. O documento apresentou a manutenção de 55 das 74 cláusulas previstas na CCT anterior.

1ª rodada - A negociação com o Seprosp teve início dia 10 de janeiro. O primeiro encontro entre o sindicato patronal e o Sindpd aconteceu na sede do Seprosp e baseou-se na pauta de reivindicações aprovada pelos profissionais de TI. Diferentemente dos anos anteriores, o patronato apresentou uma contraproposta global, com alterações em diversas cláusulas da pauta. Durante a mesa, Sindpd e Seprosp decidiram, em comum acordo, que

- A data-base da categoria será mantida em 1º de janeiro;
- As cláusulas da CCT 2017 continuam válidas e devem ser respeitadas até que a nova Convenção Coletiva seja assinada;
- Se não houver acordo na negociação da CCT 2018, as partes, de maneira independente, poderão procurar os caminhos jurídicos necessários para a resolução do caso.

2ª rodada - Após analisar a contraproposta, a comissão de negociação do Sindpd refutou todos os itens apresentados pelos patrões. A pauta, repleta de incongruências, sugere o corte de direitos já consolidados e a perda de conquistas fundamentais presentes na CCT. Entre as incoerências do patronato, estão a alteração da redação de cláusulas centrais para os trabalhadores de TI - como a PLR, o vale-refeição e a homologação - o que configura a retirada de direitos já conquistados.

O reajuste salarial proposto pelo sindicato patronal foi de 1,5%. O índice é muito distante do que foi reivindicado - INPC + 2% de aumento real - e sequer repõe a inflação do período. Ao fim da 2ª rodada, o posicionamento do Sindpd manteve o mesmo seguido por anos - garantir avanços e manter os direitos já alcançados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário