quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Profissionais de Jundiaí se unem ao Sindpd na luta contra retrocessos da reforma trabalhista

Profissionais de Jundiaí se unem ao Sindpd na luta contra retrocessos da reforma trabalhista
via Sindpd

Na luta para manter e defender os direitos dos trabalhadores de TI do estado de São Paulo em 2018, o Sindpd promoveu, na semana passada, as primeiras assembleias de pauta da categoria. Com o objetivo de apresentar e debater as cláusulas da Convenção Coletiva - que serão levadas à negociação com o patronato a partir de janeiro -, a assembleia junto aos profissionais de Jundiaí aprovou as propostas do Sindicato na última quinta-feira (30).

Compromissada com a batalha dos trabalhadores contra os retrocessos da reforma trabalhista, a campanha salarial do Sindpd para o ano que vem recebeu o apoio unânime dos trabalhadores presentes na assembleia. De acordo com a diretora Loide Belchior, representante da Regional de Campinas, cuja jurisdição abrange o município de Jundiaí, cerca de 60 pessoas participaram da discussão sobre a pauta.

"Os trabalhadores demonstraram estar ao nosso lado. Durante a assembleia, nós apresentamos o que melhoraríamos na Convenção Coletiva e o que incluiríamos, e o apoio foi total. A única reivindicação é com relação à cláusula do vale-refeição. Os trabalhadores pedem que o texto seja mais detalhado para evitar que as empresas questionem a obrigação do pagamento do benefício nas férias e afastamentos dos funcionários. E nós levaremos novamente essa reivindicação à mesa de negociação", garante a dirigente.

Ao longo da assembleia, a importância da atuação do Sindicato após a reforma trabalhista entrar em vigor no dia 11 de novembro também foi tema de destaque da discussão. Segundo a diretora, o Sindpd deixou claro como a entidade sobrevive e a relevância da contribuição sindical para a manutenção e conquista de novos direitos no atual contexto político e econômico do Brasil.

"Toda vez que nos reunimos com os trabalhadores neste ano, sempre esclarecemos o que significa a reforma. Então, na assembleia, eles já estavam bem informados a respeito das consequências da mudança nas leis trabalhistas. Eles entendem que mais do que nunca o trabalhador precisa estar ao lado da entidade que representa seus interesses. Por isso, não houve nenhum questionamento sobre a importância e a obrigatoriedade da contribuição sindical, aprovada pelos trabalhadores de Jundiaí", relata Loide.

Durante a assembleia, os trabalhadores também concorreram a prêmios. Na ocasião, foram sorteados quatro cestas de Natal e um celular.

Também participaram da assembleia os diretores José Gustavo Oliveira, Abaitaguara Gonçalves, Ismael de Souza e Mirian Kronka.

Nenhum comentário:

Postar um comentário