segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

Para comissão de trabalhadores da Borland, Novell e Serena, a "PLR é muito importante e estratégica"

Para comissão de trabalhadores da Borland, Novell e Serena, a "PLR é muito importante e estratégica"
via Sindpd

O acordo de renovação da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) de 2017 foi aprovado pela comissão de trabalhadores da Borland Latin América, Novell do Brasil Software e Serena Software do Brasil, no último dia 24 de novembro.

O acordo, que beneficiará 58 pessoas, será pago até dia 31 de dezembro de 2017.

"Após a nossas considerações e pleitos para a próxima renovação, a comissão nos abraçou e apoiou a nossa atuação para a celebração do acordo. A reunião se deu com a participação de 6 trabalhadores - integrantes da comissão -, e o acordo foi, então, aprovado por unanimidade", contou o diretor Paulo César de Almeida.

A comissão de trabalhadores, composta por Ricardo Kenji de Lima, Alexandre Barreto e Mirella Petruci, avaliou: "a PLR, para a Borland, Novell e Serena, é muito importante e estratégica no intuito de termos todos os funcionários engajados em todos os processos. Mesmo os funcionários que não possuem uma remuneração variável sobre uma possível venda, terão todo interesse de ajudar e participar de forma mais energética em prol do atingimento das metas estabelecidas no PLR, sendo beneficiados por esta adição significativa ao salário inicial".

Para a comissão, "a atuação do Sindpd neste processo foi muito importante no papel de mediador, para que as metas do PLR fossem justas e ambos os lados (empregador e empregados) saíssem satisfeitos após assinatura do mesmo".

Os trabalhadoresTatiana Isabel Agopian, Marcos Jorge Damasceno e Carlos Moreira Guedes Neto integraram a comissão da empresa na negociação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário