terça-feira, 28 de novembro de 2017

21ª SindpdFest reúne 8 mil trabalhadores pela Campanha Salarial 2018

21ª SindpdFest reúne 8 mil trabalhadores pela Campanha Salarial 2018
via Sindpd


Foi dada a largada para a Campanha Salarial 2018 em grande estilo. Mais de 8 mil pessoas comparecem ao Clube Juventus, neste domingo, 26, na 21ª SindpdFest para confraternizar, e, acima de tudo, se unir ao Sindicato na batalha pela manutenção dos direitos dos profissionais de TI no próximo ano.

"Não há justiça no mundo a menos que a façamos"

A frase do autor da série de televisão norte-americana Game of Thrones, George R. R. Martin, estampa o tema da Campanha Salarial 2018 e reflete o espírito com que o Sindpd entrará na luta contra os patrões para defender os direitos dos trabalhadores de TI de São Paulo, sob a bandeira "Unidos para defender os direitos, o mercado de trabalho e o desenvolvimento do Setor".

O presidente do Sindpd, Antonio Neto, lembrou os desafios da próxima Campanha Salarial e reforçou a importância das conquistas da categoria ao longo dos 33 anos de luta do Sindicato. "Vamos pegar a nossa Convenção Coletiva. Vocês sabem que às vezes as pessoas chegam na empresa e, quando recebem as propostas de benefícios, acham que isso é uma bondade das empresas. Não é não, gente", lembrou o presidente. "As empresas são obrigadas a oferecer esses benefícios porque nós conquistamos".

As empresas de TI são obrigadas pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do Sindpd a cumprir com a obrigatoriedade do vale-refeição, da apresentação da PLR, do auxílio-creche, participação no plano de saúde e, especialmente, a manter as 40 horas de jornada de trabalho. "Vocês sabem que na lei, a hora extra é 50%? A de vocês é 75% nas duas primeiras horas!", explicou Neto.

Durante a festa, os trabalhadores assistiram ao lançamento de um vídeo que resume o sentimento da categoria para 2018 e as negociações com o patronato no próximo ano. A apresentação é baseada em uma das cenas de GoT. Para Antonio Neto, o vídeo mostra a importância de voltar a debater e defender os direitos já conquistados pelo Sindicato, agora ameaçados com a aprovação da reforma trabalhista.

"A reforma trabalhista foi feita para cortar os nossos direitos. A principal delas foi a tentativa de enfraquecer as entidades de trabalhadores, tirando a estrutura para tentar nos colocar de forma subalterna diante dos patrões. Para as categorias mais fracas, essa reforma será terrível para os trabalhadores na ponta. Para as categorias fortes e organizadas como nós, a situação só será benéfica se ficarmos unidos e conscientes do nosso papel", disse Neto.

Segundo o presidente, a reforma estipula que, ao final de cada ano, se a categoria quiser manter essas conquistas, será necessário negociar. Elas não são mais válidas de forma automática.

"Vamos pegar o exemplo da jornada de 40 horas semanais. Há mais de seis anos, todos vocês recebem 10% a mais no salário. Agora o patrão pode querer voltar às 44 horas, é o sonho deles. Se não resistirmos, se não mostrarmos força, isso pode acontecer. E o Sindpd, podem ter certeza, não permitirá que isso ocorra", declarou o presidente.

Festa e reconhecimento

Além do vídeo inédito, a festa desse ano foi especial, não só por congregar ainda mais os trabalhadores de TI, mas também pela quantidade de artistas que ocuparam o palco da SindpdFest. Com Henrique e Diego, Jéferson Moraes, Hugo e Thiago, Loubet, Alex Fava, George Henrique e Rodrigo, Péricles, Pixote, Paula Mattos e Edson Hudson, o público tremeu o chão do Clube Atlético Juventus, na Mooca.

As 8 mil pessoas dançavam, cantavam e pulavam, agitando a festa. Mas os associados do interior não deixaram nada a desejar: as dez regionais marcaram presença e integraram o animado público da SindpdFest.

De acordo com Luis Ricardo Ramos de Souza, da Sonda de São José dos Campos, a premiação é um ótimo incentivo, além dos shows. "Nesses 6 anos, eu vim em todos praticamente porque é um evento legal e tem os prêmios. É muito gratificante participar desse evento", disse.

Esse ano foram sorteados uma televisão de LED de 47", um iPhone 6s e um vale-viagem CVC no valor de R$ 3.000,00 e um carro 0 km. Clique aqui e veja matéria dos ganhadores.

"No SindpdFest é a quinta vez que venho. Eu vim todos os anos desde que me associei. A gente volta sempre pelo sorteio do carro e a festa em si, mas o sorteio é o principal [motivo]", concordou Andre da Silva Ribeiro, da Prodesan, na Praia Grande.

A massiva presença da categoria tanto para a festa quanto para a apresentação da pauta da Campanha Salarial demonstrou a confiança no trabalho que o Sindpd tem realizado na atual gestão, ratificado pela categoria. "Eu gosto do Sindicato, eu valorizo, sempre incentivo as pessoas a serem sindicalizadas porque eles defendem nossos direitos", afirmou Sueli Ferreira, da Prodesp.

Sindicalizado desde 2002, Hugo Dias Souza, da CTIS, torce por mais uma conquista do Sindpd na negociação salarial. "Eu espero que a gente consiga pelo menos a inflação, está tendo tanto desemprego, todo mundo sendo demitido, reforma trabalhista, da Previdência, País em crise, se a gente conseguir pelo menos a inflação, para mim já está bom", afirmou.

José Augusto da Silva, da Prodam, sócio do Sindpd há 10 anos, opinou sobre a reforma trabalhista. "Acho que o Sindicato deve garantir os direitos trabalhistas. Com essa nova legislação, precisamos procurar manter o que já tinha, e o Sindicato é quem está representando a gente neste momento. Esperamos que o Sindpd continue lutando pela gente e brigando pelos nossos direitos conquistados a vários anos", disse.

De Bauru, a associada Priscila Carla Ramires Siqueira, da Linx Sistemas, reforçou a importância do Sindpd para os trabalhadores de Tecnologia da Informação. "O Sindicato é o caminho para brigar, com força maior por todos os colaboradores de TI. Isso em todas as empresas. Hoje, um funcionário não tem força sozinho para conseguir ir lá e brigar por uma Campanha Salarial, por exemplo, que é um dos maiores focos dos funcionários hoje. E entre os benefícios também. E aí o Sindicato vem com uma força maior para poder brigar por todos nós. Então eu acho que a campanha que eles fazem para todos os funcionários é bem interessante".

Nenhum comentário:

Postar um comentário