quinta-feira, 8 de junho de 2017

Veja os senadores que votaram pelo fim dos direitos trabalhistas

Veja os senadores que votaram pelo fim dos direitos trabalhistas
via CSB

Na votação do projeto de reforma trabalhista da Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), realizada nesta terça-feira (6), 14 senadores votaram pela retirada de direitos de todos os trabalhadores, principalmente dos mais pobres e das mulheres. A CSB e 70% da população brasileira repudiam a decisão.

Desta forma, os senadores, mais uma vez, rasgam a Consolidação das Leis do Trabalho. “Um triste momento para a história do País e para a história do Senado. Parte dos senadores abriu mão de seu papel de revisar questões legislativas, avançando em mais uma etapa do processo que visa enterrar os direitos trabalhistas, sobretudo, a carteira assinada através da substituição dos celetistas por sistemas precários de contratação. Os trabalhadores e os movimentos irão agir de forma unitária na luta contra mais esse duro golpe”, afirmou o presidente da CSB, Antonio Neto.

Entre os pontos mais críticos, defendidos pelos inimigos dos trabalhadores, estão o estabelecimento do trabalho intermitente, a pejotização, a prevalência do negociado sobre o legislado e a total precarização das relações de trabalho.

De acordo com Neto, “essa mudança desestrutura não só a relação capital-trabalho, ela faz uma inversão bastante complexa que é acabar com o direito coletivo e transformá-lo no direito individual”, pontuou.

A reforma agora será analisada pelas comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado antes de seguir para o plenário da Casa.

Veja abaixo a lista dos senadores que votaram contra os brasileiros:

Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)
Raimundo Lira (PMDB-PB)
Simone Tebet (PMDB-MS)
Valdir Raupp (PMDB-RO)
Ricardo Ferraço (PSDB-ES)
José Serra (PSDB-SP)
Ataídes Oliveira (PSDB-TO)
José Agripino (DEM-RN)
Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)
Sérgio Petecão (PSD-AC)
José Medeiros (PSD-MS)
Armando Monteiro (PTB-PE)
Wellington Fagundes (PR-MT)
Cidinho Santos (PR-MT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário