sexta-feira, 19 de maio de 2017

Renúncia imediata de Michel Temer e convocação de Eleições Gerais Já!

CSB Central dos Sindicatos Brasileiros
via CSB

O povo brasileiro foi surpreendido no começo da noite de quarta-feira, dia 17 de maio, com notícias sobre a delação premiada dos donos do Grupo JBS envolvendo em atos ilícitos do Senhor Presidente da República, Michel Temer, seu assessor direto, deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB/PR), e o senador Aécio Neves, presidente do PSDB e um dos principais articulares do conjunto de reformas que retiram direitos sociais, trabalhistas e previdenciários duramente conquistados pelos trabalhadores ao longo dos últimos 73 anos.

As revelações de envolvimento direto de Michel Temer e de Rodrigo Rocha Loures nas denúncias de corrupção, com o propósito de obstruir a Justiça, torna insustentável a permanência de Sua Excelência no cargo de Presidente da República, com o agravante da abertura de inquérito pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, para apurar a conduta do Senhor Michel Temer.

O Governo Temer está implementando reformas nos programas sociais, trabalhistas e previdenciários que desmontam os direitos alcançados pelo povo trabalhador nos últimos 73 anos. Suas propostas rasgam a Constituição Cidadã de l988, que consagrou importantes conquistas democráticas e sociais na inclusão da maioria do povo brasileiro nos benefícios do desenvolvimento econômico e social.

O povo brasileiro exige que Michel Temer renuncie imediatamente ao cargo de presidente da República.

Para que se estabeleça a soberania do povo, é necessário que o Congresso Nacional aprecie Proposta de Emenda Constitucional convocando eleições gerais para presidente da República, Câmara dos Deputados e Senado Federal. Somente com eleições livres e soberanas se restabelecerá a democracia em nosso país e a legitimidade dos governantes.

 A Central dos Sindicatos Brasileiros exige a retirada das reformas trabalhistas e previdenciária em tramitação nas duas casas do Congresso Nacional e a revogação de todas as medidas aprovadas nos últimos 12 meses que retiram direitos do povo e afetam a exploração das riquezas e a soberania nacional.

Rio de Janeiro, 18 de maio de 2017

Central dos Sindicatos Brasileiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário