domingo, 12 de março de 2017

Sindicatos de TI se unem em luta conjunta durante 2º Seminário de Pauta das Estatais Federais da Feittinf

Sindicatos de TI se unem em luta conjunta durante 2º Seminário de Pauta das Estatais Federais da Feittinf
via Sindpd

Entre os dias 6 e 8 de março, dirigentes de todo o País estiveram em São Paulo para participar do 2º Seminário de Pauta das Estatais Federais. Promovido pela Federação Interestadual dos Trabalhadores em Tecnologia da Informação (Feittinf), o evento reuniu sindicatos de TI de São Paulo, Paraná, Mato Grosso, Alagoas e Santa Catarina para deliberar sobre as reivindicações pleiteadas nas negociações salariais das estatais Cobra, Dataprev e Serpro.

De maneira conjunta, sindicatos e representantes das Organizações no Locais de Trabalho (OLTs) definiram as diretrizes que guiarão as próximas campanhas. Entre os principais pontos de luta estão o enfrentamento das mudanças prejudiciais à classe operária - a exemplo da PEC 287, que propõe a Reforma da Previdência Social -, a preservação dos direitos já consolidados, o combate à precarização do trabalho e à desvalorização dos salários e a união da categoria em defesa do desenvolvimento do setor de TI.

"É importante que os trabalhadores estejam organizados. A Feittinf vem para colaborar, para que não haja perdas, mas avance nas conquistas. Os direitos têm que ser preservados. E é isso que estamos apostando nesse momento, na força que temos que ter para impedir a retirada dos direitos e a precarização das relações de trabalho", defende Walfredo Luz de Pitombeira Junior, do Sindpd/AL.

Em outubro do ano passado, a Feittinf foi reconhecida oficialmente pelo Ministério do Trabalho para representar a categoria em âmbito nacional. Durante o Seminário de Regulamentação da Profissão de TI, evento realizado pelo Sindpd, o presidente Antonio Neto recebeu das mãos do representante do Ministério do Trabalho em São Paulo, Eduardo Anastasi, a certidão sindical de abrangência nacional.

Ivan Girardi, representante da OLT Cobra Tecnologia, acredita na importância de fortalecer e ampliar a representação da entidade. "O evento tem sido de grande valia para conhecermos a visão que a Federação tem para o futuro, que é representar um número cada vez maior de trabalhadores. Dessa maneira fortalecemos a Feittinf tanto local, quanto nacionalmente, atendendo as reivindicações e buscando melhorias sociais e trabalhistas", avalia.

Diálogo nacional 

Ao reunir representantes de diversos estados, a segunda edição do Seminário de Pauta das Estatais Federais promoveu a discussão acerca das dificuldades e reivindicações específicas de cada região do Brasil. "É muito sadio trazer diferenças culturais e regionais para a discussão. Cada funcionário tem uma realidade diferente. É bom trazer essas realidades para debate de maneira democrática. Estamos aqui para fortalecer e atender a todos", ressalta Bruno Umburanas Miguel, representante da OLT da Cobra Tecnologia.

Como resultado do diálogo entre os sindicatos e da integração promovida nos dias de debate, tem-se o fortalecimento da representação dos trabalhadores, que atuarão de maneira unificada e combativa em busca de novas conquistas. "Os estados trazem as propostas retiradas de assembleias, para que ao chegar aqui possamos unificá-las. O contato com os trabalhadores é muito importante, pois conhecemos as necessidades de cada localidade. O mundo sindical tem que ser baseado no contato com a categoria, não pode ser diferente. É isso que a Feittinf incentiva ao promover o Seminário", explica José Hamilton Brandão Ferreira, diretor do Sindpd em São Paulo.

Em defesa da transparência e democracia

Atuar de maneira transparente e promover o debate consciente acerca da realidade dos profissionais das estatais de tecnologia da informação é uma das prerrogativas do Seminário da Feittinf. Ao levar em consideração as peculiaridades de cada estado e englobar os anseios dos trabalhadores em uma pauta de reivindicações unificada, os sindicatos passam a caminhar em direção única rumo a melhores condições de trabalho. "O Seminário é fundamental para que possamos unir forças para as negociações e alcançar novas conquistas aos trabalhadores", enfatiza Julio Cesar Novaes, do Sindpd/PR.

Para Pedro Luiz Saldanha, diretor do Sindpd em São Paulo, o principal mérito e diferencial do Seminário é dar voz a todos os trabalhadores de TI do País, que são verdadeiramente representados pelas OLTs e sindicatos. "O mais interessante é ouvir da categoria e dos dirigentes que foi a primeira oportunidade que eles tiveram de falar, emitir opinião. Agora estamos todos alinhados com a mesma proposta para as pautas que serão entregues para as empresas", comenta.

O posicionamento transparente da Feittinf foi tema recorrente e alvo de elogios dos dirigentes. Para José Paulo da Silva Vianna, do Sindpd/MT, a atitude reflete a postura democrática da Federação. "Eu vejo como uma vitória, um ganho em termos de democracia na hora de discutir as propostas. O diálogo e o respeito pela opinião de cada um são um avanço também para a categoria", finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário