quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Sem proposta de reajuste, trabalhadores da Cobra irão deliberar sobre greve

Sem proposta de reajuste, trabalhadores da Cobra irão deliberar sobre greve
via Sindpd

No último dia 17 de novembro, representantes de dezoito estados estiveram reunidos em Brasília para a 4ª rodada de negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017 da Cobra Tecnologia. A negociação, porém, não obteve grandes avanços. Ao contrário do esperado, a empresa compareceu à reunião sem uma proposta definitiva de reajuste salarial.

Celso Lopes, diretor do Sindpd, conta que representantes da Cobra ainda tentaram adiar a reunião. "Tínhamos a expectativa de uma nova proposta. Porém, no dia da mesa, a empresa atrasou o início da reunião em quase duas horas. Quando começamos, quiseram suspender a negociação. Sob a alegação de impasses com o órgão regulamentador, a empresa não apresentou uma proposta definitiva", explica. Sem avanço na oferta econômica, a reunião seguiu com renovação de outras cláusulas.

Durante a 3ª rodada, realizada dia 27 de outubro, o reajuste de 4,5% foi rejeitado pela representação dos trabalhadores. O valor, além de não repor a inflação do período, corresponde à uma perda de quase 50%. Segundo Paulo Roberto de Oliveira, a morosidade na negociação e a falta de empenho da empresa em apresentar uma proposta digna levou à mobilização da categoria. "Os trabalhadores estão se organizando para poder conseguir conquistar o que reivindicaram", afirma o secretário de finanças do Sindpd.

A próxima reunião está agendada para o dia 23 de novembro (quarta-feira), em Brasília. No dia seguinte (24), trabalhadores irão participar de assembleias em todo o País. A expectativa é que a proposta apresentada pela empresa não atinja o índice aceitável pela categoria. Por isso, com o intuito de cumprir os prazos determinados em Lei, editais já foram publicados, e a paralisação está prevista a partir do dia 29 de novembro. "Os trabalhadores irão deliberar pela greve por prazo indeterminado, independente do que a empresa apresentar", explica Celso Lopes.

Fique por dentro

Clique aqui e acompanhe a cobertura completa da negociação do Acordo Coletivo de Trabalho 2016/2017 da Cobra Tecnologia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário