sábado, 16 de julho de 2016

Em acordo inédito, 48 trabalhadores da Trust garantem a PLR

Em acordo inédito, 48 trabalhadores da Trust garantem a PLR
via Sindpd

No dia 6 de julho, trabalhadores da empresa Trust Processamento de Dados estiveram reunidos para deliberar sobre a proposta de Participação nos Lucros e/ou Resultados referente a 2016. Aprovado majoritariamente em assembleia, o acordo simboliza a primeira PLR da empresa. O pagamento, efetuado em parcela única, será realizado no último mês do ano e beneficiará quarenta e oito funcionários.

Na ocasião, estiveram presentes Simone Francisco da Silva, Maísa do Nascimento e Marcos Vinicius Rodrigues de Morais, representantes da comissão de empregados. Pedro Luiz Saldanha, diretor do Sindpd, foi responsável por mediar as negociações com a empresa. Após analisar as metas, os trabalhadores, juntamente com a comissão, optaram por condições factíveis que proporcionam ganhos mútuos - para os funcionários, que contarão com o auxílio financeiro; e para a empresa, que ganhará em motivação e produtividade.

"Nós estamos colaborando com a empresa, e nada mais justo do que o funcionário também ter uma participação desses lucros. Creio eu que [a PLR] também seja uma maneira de motivação - quanto mais benefícios a empresa tiver, mais motivado o funcionário fica", reafirma Dalila dos Santos Pereira Lima, funcionária da área de Recursos Humanos da Trust.

Parceria recente (e crescente)

Com matriz localizada em Vitória, no Espírito Santo, a filial paulista entrou para a base do Sindpd em março desse ano. Por isso, além de estabelecer metas e garantir a PLR, o encontro também possibilitou a troca de conhecimento entre os funcionários e o Sindicato. Com uma Convenção Coletiva de Trabalho considerada a quarta melhor do País, foram inúmeras as conquistas para os profissionais de São Paulo - jornada de 40 horas semanais, PLR e auxílio-creche de até 40% foram algumas das vitórias destacadas por Saldanha durante a reunião.

Com um número significativo de mulheres no rol de funcionários da empresa, o programa de incentivo à saúde da mulher, oferecido aos associados do Sindpd, foi um dos fatores que chamou a atenção dos empregados. Quem se associa tem direito a atendimento médico gratuito na sede do Sindicato, além de uma programação especial planejada em comemoração ao dia 8 de março. Apesar de não beneficiar diretamente empregados do sexo masculino, o atendimento se estende a familiares.

O benefício, juntamente com inúmeras vantagens oferecidas, fez com que dezoito trabalhadores da Trust se associassem ao Sindpd. Para Saldanha, a atitude demonstra o reconhecimento da atuação do Sindicato em favor dos trabalhadores de TI. "Após a conquista da obrigatoriedade de as empresas apresentarem propostas de PLR, além de outros benefícios conquistados na CCT - como as 40 horas semanais, auxílio-creche, etc. -, os trabalhadores começam a criar uma consciência de classe e entendem a importância do Sindpd. Consequentemente, acabam ficando sócios", explica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário