quinta-feira, 30 de junho de 2016

EUA planejam analisar redes sociais para negar entrada de viajante no país

EUA planejam analisar redes sociais para negar entrada de viajante no país
via G1

O governo dos Estados Unidos planeja averiguar os perfis nas redes sociais de estrangeiros que queiram entrar no país para combater a disseminação do terrorismo.

O Departamento de Segurança Nacional (DHS, na sigla em inglês) propôs que viajantes indiquem suas contas pessoais em Facebook, Twitter e Instagram. As informações contidas nelas poderão ser usadas para que as autoridades neguem a entrada deles viajantes em norte-americano.

A proposta de revisão das regras atuais de admissão de estrangeiros foi elaborada pelo órgão de Proteção Alfandegária e de Fronteiras (CBP, na sigla em inglês), ligado ao departamento. Apresentado na última quarta-feira (23), o texto está em consulta pública e fica aberto durante 60 dias para receber contribuições de cidadãos americanos.

Presença digital

A ideia é incluir um campo adicional de informação a ser preenchido pelos viajantes nos formulários de entrada nos EUA e também nos de saída. O processo já inclui a coleta de impressão digital, entrevista pessoal e a checagem do local de estadia, motivação da viagem, entre outros.

Se a proposta vingar, os estrangeiros vão se deparar com o campo “por favor adicionar informações associadas com sua presença digital”, em que deverão adicionar as plataformas digitais de que são usuários.

'Opcional'

“Isso será um campo de dado opcional para solicitar identificadores de rede social a serem usadas com o propósito de vetar [o ingresso dos viajantes]”, explica o CBP na proposta. “Coletar dados de redes sociais garantirá os processos de investigações já existentes e fornecerá ao DHS maior clareza e visibilidade de possíveis atividades e conexões nefastas, pois criará um conjunto adicional ferramenta que analistas e investigadores poderão usar para analisar e investigar melhor o caso.”

O CBP explica que a proposta de alteração foi feita na esteira de uma lei assinada ainda em 2015 pelo presidente Barack Obama. Para evitar a entrada de terroristas ou atos durante viagens, a legislação permitiu o endurecimento da averiguação de informação de pessoas que queiram entrar nos EUA.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Facebook muda algoritmo para priorizar posts de amigos e família

Facebook muda algoritmo para priorizar posts de amigos e família
via IDGNow

Para o Facebook, nada é mais importante do que manter você engajado com o seu feed de notícias. É por isso que a companhia anunciou nesta quarta-feira (29) que uma mudança no seu algoritmo priorizará posts de seus amigos e família no feed de notícias ao invés de páginas para celebridades, políticos, marcas e editoras. A mudança chegará a todos os usuários no mundo todo nas próximas semanas.

A rede social também aproveitou a oportunidade para publicar uma espécie de manifesto sobre o News Feed. É uma série de orientações, que o Facebook chama de valores, que informam as decisões da companhia sobre como melhor ajustar o feed para seus usuários, explicou Adam Mosseri, representante do Facebook, acrescentando que a rede social já tem usado tais orientações há anos.

Por que isso importa

Se tudo isso soa familiar é por que o Facebook fez um anúncio semelhante em abril de 2015. Na época, a companhia queria equilibrar publicações de amigos e páginas de conteúdo. Mas agora, aparentemente, está priorizando sua rede de amigos e família sobre qualquer outra coisa.

Como o Facebook priorizará o seu feed

Você pode checar o manifesto nesse link, mas aqui seguem os pontos principais. O Facebook diz que os posts de família e amigos sempre virão primeiro, e com o tempo o algoritmo da companhia aprenderá quais posts entre sua família e amigos ela deverá priorizar. Além disso, o Facebook acredita que o seu feed deve informá-lo baseado em seus interesses para notícias, fofocas de celebridades e coisas semelhantes, como os vídeos de gatinhos e cachorros que você costuma compartilhar.

A companhia também diz que a rede social deve ser uma plataforma para todas as ideias, algo que deve ser uma reação as recentes críticas de que a ferramenta estava suprimindo pontos de vista conservadores inadvertidamente.

O Facebook  disse que se esforça para mostrar histórias que considera genuínas para seus usuários. Finalmente, diz que quer que seus usuários tenham controle do que eles veem na rede com opções para esconder ou deixar de seguir outros usuários, assim como a configuração de “ver primeiro” as publicações de amigos e páginas.

Governo aceita demandas das Centrais e vai vender prédios inativos do INSS

Governo aceita demandas das Centrais e vai vender prédios inativos do INSS CSB
via CSB

Ao menos dois pontos defendidos pelas centrais sindicais avançaram durante a reunião do grupo de trabalho que trata da reforma da Previdência, ocorrida na tarde desta terça-feira (28), em Brasília. O governo anunciou que vai vender os prédios inativos que pertencem ao INSS e também sinalizou que pretende rever a contribuição previdenciária por parte de instituições que hoje são consideradas filantrópicas, mas que, na prática, visam o lucro.

As duas propostas foram sugeridas pela Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e por outras centrais sindicais como alternativas que devem ser adotadas pelo governo para aumentar a arrecadação da Previdência e, com isso, impedir que mudanças na aposentadoria retirem direitos já garantidos pelos trabalhadores.

A reunião desta terça-feira teve a presença dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Ronaldo Nogueira (Trabalho e Emprego). Além da CSB, outras centrais sindicais que estiveram presentes foram Força Sindical, União Geral dos Trabalhadores (UGT) e Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST).

No caso dos imóveis do INSS, ficou acertado que o governo deverá vender 3.485 propriedades que hoje estão inativas, ou seja, que não são utilizadas para atividades operacionais do órgão público. Muitos desses imóveis foram obtidos por meio de ações judiciais de cobrança de dívidas, por exemplo.

De acordo com dados apresentados pelo governo, a estimativa é que a venda possa render cerca de R$ 1,5 bilhão, segundo o secretário de Finanças da CSB, Juvenal Cim, que participou da reunião em Brasília. “O governo informou que essa é uma medida que deverá ser tomada de imediato. Há, inclusive, autorização em lei para isso, não precisa passar pelo Congresso”, explicou. “Foi uma grande vitória para as centrais essa definição”, disse o dirigente.

Outro avanço, ainda segundo Cim, foi a sinalização por parte do governo de que a isenção do pagamento para a Previdência por parte de instituições filantrópicas deverá ser revista. Isso inclui, por exemplo, faculdades particulares que hoje são enquadradas como filantrópicas, mas que auferem lucro e não contribuem para a Previdência. O cálculo é que essa revisão poderá render outros R$ 10 bilhões, de acordo com o secretário de Finanças da CSB.

Grupo técnico

Por outro lado, ainda não houve um consenso entre o governo e as centrais sindicais em relação a valores que envolvem o real déficit da Previdência. Por esse motivo, ficou definida a criação de um grupo técnico tripartite, com a participação de representantes das centrais, do governo e do setor empresarial. Esse grupo técnico vai reavaliar todos os números relacionados ao orçamento da Previdência e, com isso, buscar um consenso.

As centrais sindicais serão representadas no grupo técnico pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Ficou acertado que essa equipe deverá se reunir no dia 6 de julho – a avaliação técnica servirá de base para o próximo encontro do grupo de trabalho que analisa a reforma da Previdência.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Temer diz que mulheres devem se aposentar antes do que homens

Temer diz que mulheres devem se aposentar antes do que homens
via CSB

O presidente interino da República, Michel Temer, disse na última sexta-feira (dia 24) concordar que as mulheres continuem se aposentando um pouco mais cedo do que os homens, principalmente em razão das funções extras que são exercidas por elas, além da rotina profissional. A posição adotada por Temer vem sendo defendida de maneira firme pela CSB, que já se manifestou contra a equiparação das idades para a aposentadoria.

Na sexta-feira, Temer falou que as regras previdenciárias devem garantir que as mulheres saiam mais cedo do mercado de trabalho. “Uma pequena diferença entre o homem e a mulher é razoável, por uma razão. A mulher, além do trabalho externo, ela faz o trabalho interno na sua casa, é mãe etc. Às vezes cuida dos irmãos. Talvez uma pequena diferença valesse à pena”, disse.

A CSB tem se posicionado de forma contrária à equiparação das idades de aposentadoria para homens e mulheres em todas as instâncias, incluindo o grupo de trabalho criado pelo governo federal para debater a reforma da Previdência.

Recentemente, em entrevista à Record News, o presidente da Central, Antonio Neto, também abordou o tema. Ele defendeu a necessidade de as mulheres continuarem se aposentando antes do que os homens.

“As mulheres são geradoras de vida. Criar filhos, educar, trabalhar e ainda ser dona de casa, nós sabemos o quanto é complicado. Por isso, é importante defender e conscientizar que não há mesmo igualdade [de idade para aposentadoria]. Elas têm que ser privilegiadas”, disse Neto na ocasião.

Este é apenas um dos pontos defendidos pela CSB em relação à aposentadoria. A Central se posiciona contra todos os tipos de mudanças que possam causar prejuízos aos trabalhadores e entende que, antes de cortar direitos, o governo precisa ampliar as fontes de arrecadação da Previdência.

Taxistas de Curitiba pedem ajuda de Sergio Moro contra Uber

Taxistas de Curitiba pedem ajuda de Sergio Moro contra Uber
via IDGNow

Disponível desde março em Curitiba, o Uber vem sendo alvo de muitas reclamações por parte dos taxistas da capital paranaense, que chegaram a apelar ao juiz federal Sergio Moro, conhecido pela Operação Lava Jato.

Assim como em diversas cidades pelo mundo, os taxistas acusam o Uber de concorrência desleal e pedem que o aplicativo seja barrado na cidade até ser devidamente regulamentado pela prefeitura local.

De acordo com o jornal paranaense Gazeta do Povo, motoristas do Uber e taxistas se reuniram em frente à Câmara Municipal de Curitiba nesta segunda-feira, 27/06, com pedidos diferentes, mas um objetivo em comum: a regulamentação do Uber na cidade - vale notar que os grupos ficaram separados por um cordão de isolamento da polícia local para evitar novos confrontos.

Depois que a sessão dos vereadores foi interrompida, os taxistas seguiram para outros órgãos públicos da capital, incluindo a sede da Prefeitura, onde pediram apoio do prefeito Gustavo Fruet (PDT), e o Ministério Público.

Por fim, o grupo de motoristas de táxi foi até o prédio da Justiça Federal do Paraná. Lá, eles soltaram foguetes e cobraram uma audiência com Moro para debater o assunto.

No Senado, sindicalistas debatem soluções para preservação do emprego

Senado sindicalistas soluções preservação emprego CSB Itamar Revoredo Kunert
via CSB

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado promoveu uma audiência pública interativa para debater caminhos que possam combater o desemprego. Para o debate foram convidados representantes do Ministério do Trabalho e Previdência Social e das centrais sindicais. A CSB foi representada Itamar Revoredo Kunert, secretário de Organização e Mobilização da Central. O encontro aconteceu nesta segunda-feira, 27, em Brasília.

A atualização do seguro-desemprego e a redução da jornada de trabalho foram apontadas pelos participantes da audiência como possíveis medidas para preservar os empregos no Brasil. Segundo o dirigente da CSB, a saída para o desemprego não é só econômica, mas também política. “Precisamos mobilizar a população e Congresso para que as propostas que precarizem direitos dos trabalhadores, como as mudanças na aposentadoria, sejam barradas”, afirmou Itamar Kunert.

De acordo com dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), existem atualmente no Brasil 11 milhões de trabalhadores desempregados. “O desemprego afeta principalmente os mais jovens, entre os 18 e 25 anos de idade, por isso o governo precisa pensar e criar mecanismos que gerem abertura de postos de trabalho. Também é necessário pensar em programar de qualificação dos jovens, que os preparem para postos de trabalho já existentes”, avaliou o dirigente, que também é secretário de Organização e Mobilização da CSB.

Ainda de acordo com Kunert,  as mudanças no acesso ao seguro-desemprego também afetam a economia nacional como um todo. “Nós tivemos uma onda de demissões entre o fim de dezembro de 2015 e começo de janeiro de 2016, que irá começar a provocar profundas mudanças na economia nacional agora, quando o período de amparo do seguro-desemprego acaba. Como uma forma de enfrentar essa crise econômica, também temos que repensar as regras do seguro-desemprego e amparar o trabalhador desempregado”, argumenta.

Itamar também defendeu o auxílio do Estado no socorro à economia, mas com exigência de contrapartidas para os setores beneficiados. Ele criticou os benefícios concedidos à indústria automobilística nos últimos anos, que não resultaram em reinvestimento dos recursos no País, mas sim em aumento da remessa de lucros para suas sedes no exterior. “Os mecanismos criados no passado para evitar a demissão em massa dos metalúrgicos não beneficiam os trabalhadores, mas as empresas multinacionais que continuam a remeter seus lucros para o exterior. Além disso, muitas empresas recebem os benefícios se comprometendo a não demitir nenhum trabalhador, mas nós sabemos que na surdina muitos trabalhadores já foram demitidos. Temos que debater e criar mecanismos de auxílio do Estado à economia, que abranjam todos os trabalhadores e que sejam voltados para os trabalhadores, não para as indústrias”, concluiu o dirigente.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

CEO do Google é alvo de hackers que sequestraram contas de Mark Zuckerberg

Sundar Pichai CEO do Google é alvo de hackers que sequestraram contas de Mark Zuckerberg
via IDGNow

A conta do Quora, comunidade online de perguntas e respostas, do CEO do Google, Sundar Pichai foi hackeada nesse domingo (26).

O grupo responsável pela invasão é o mesmo que invadiu as contas do Twitter e Pinterest de Mark Zuckerberg, CEO do Google, no início de junho. Pichai também entra para a lista de grandes executivos de tecnologia que tiveram contas invadidas em um passado recente. Além de Zuckerberg, Daniel Ek do Spotify e Dick Costolo, ex-CEO do Twitter, tiveram suas contas do Twitter sequestradas brevemente.

O grupo que se autodenomina OurMine publicou na conta do Quora de Pichai: "Oi, é o OurMine, estamos testando sua segurança, por favor visite o OurMine para melhorará-la".

A mesma mensagem apareceu na página oficial do Twitter de Pichai. Porém, diferente do caso de Daniel Ek e Zuckerberg, os hackers não tiveram acesso a conta de Pichai propriamente, ao invés disso confiaram na função de auto-tweet incorporada ao Quora para notificar seus seguidores sobre a brecha. Os tuítes foram removidos. 

Ainda não está claro como o grupo tem ganhado acesso às contas dos executivos, mas é improvável que envolva brechas de sistema das redes sociais. Quando invadiu a conta do Twitter de Mark Zuckerberg, o grupo informou que usou a senha “dadada” para obter acesso. 

O grupo, que seria formado por três hackers de acordo com reportagens distintas, diz que usa várias técnicas para explorar senhas completas de navegadores de celebridades. A atenção que a OurMine tem chamado seria também uma tentativa de se redefinir como uma empresa de segurança ao oferecer "suporte" as suas vítimas.

Sundar Pichai CEO do Google é alvo de hackers que sequestraram contas de Mark Zuckerberg

domingo, 26 de junho de 2016

Na Movile, acordo de PLR beneficia 250 trabalhadores

Movile acordo PLR Sindpd
via Sindpd

Loide Belchior e Ismael Antonio de Souza, diretores do Sindpd, estiveram na Movile Internet Móvel S.A acompanhando a assembleia de acordo de PLR. A pauta foi aprovada por 250 funcionários da empresa.

Na reunião realizada em Campinas, no dia 14 de junho, ficou estabelecido que o pagamento do acordo será liberado em 30 de junho. Segundo Loide Belchior, a negociação com a Movile foi tranquila, já que, desde 2011, a empresa apresenta proposta de Participação nos Lucros e/ou Resultados. "Levamos a PLR para a Movile em 2011. E mesmo não constando na nossa CCT [a obrigatoriedade de apresentação de proposta], a empresa se mostrou disposta a negociar", relembra.

De acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho do Sindpd, todas as empresas que integram a base devem, obrigatoriamente, apresentar a proposta de acordo de PLR. A diretora Loide Belchior ressaltou ainda que a PLR gera harmonia entre empresa e trabalhador. "Hoje, eles entendem que é bom para todos, e isso gera uma harmonia entre trabalhador e empresa. A PLR estimula o trabalhador, porque lá na frente ele vai ter um plus a mais no salário", concluiu.

sábado, 25 de junho de 2016

Netflix deve oferecer recurso para ver filmes offline

Netflix deve oferecer recurso para ver filmes offline
via Exame

Os usuários da Netflix poderão ter uma grande novidade em breve. Especialistas afirmam que o serviço de streaming está criando um recurso para que seja possível fazer o download de filmes e séries. O grande benefício disso seria a possibilidade de ver conteúdo mesmo sem acesso à internet.

Com isso, pessoas que estejam viajando e sem acesso ao plano de dados, ou mesmo quem estiver dentro de um avião, poderão passar o tempo vendo alguma coisa na Netflix.

“Sabemos de nossas fontes de dentro da indústria que a Netflix irá lançar este produto”, diz Dan Taitz, COO da Penthera -- uma empresa que oferece um software na nuvem similar ao Dropbox, em entrevista para o site Light Reading. Ele estima que a opção seja apresentada até o final do ano para os clientes do serviço.

Dan Rayburn, principal analista da Frost & Sullivan, uma firma de consultoria focada em novas tecnologias, confirma a informação de Taitz. “É uma progressão natural a Netflix querer ter alguns de seus conteúdos disponíveis para que os consumidores possam ver offline. Nós estamos ouvindo há meses que eles irão liberar algo em breve”, conta Rayburn ao Light Reading.

No início deste ano, Reed Hastings, CEO da Netflix, disse em uma entrevista com investidores que estava aberto à ideia de oferecer downloads de vídeo. “Embora nosso foco permaneça na entrega de uma grande experiência de transmissão, estamos sempre explorando maneiras de tornar o serviço melhor", acrescentou Anne Marie Squeo, porta-voz da Netflix, no mesmo evento.

Apesar de interessante, a ideia ainda precisa ultrapassar uma barreira que persegue a Netflix desde a sua criação: os direitos de conteúdo. Para Rayburn, o novo recurso provavelmente será limitado pelos estúdios de cinema. Contudo, ele espera que todo o conteúdo produzido pela Netflix, como as séries House of Cards e Orange is the New Black, fique disponível para download.

Outra desvantagem do download de conteúdo, segundo o analista, é que ele será possivelmente limitado para dispositivos móveis. Afinal, smartphones e tablets não podem armazenar muitos filmes e séries.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Chapa 1 é eleita para nova gestão à frente do Sindpd

Chapa 1 é eleita para nova gestão à frente do Sindpd
via Chapa 1 Sindpd

Chegou ao fim, na madrugada de sexta-feira (24), o processo eleitoral que definiu a Diretoria do Sindpd para os próximos quatro anos. Com 87% dos votos válidos, a Chapa 1 foi eleita para administrar a próxima gestão. Os eleitos desempenharão as funções de Diretoria, Conselho Fiscal e Delegados Representantes ao Conselho da entidade.


A Chapa vitoriosa – liderada pelo atual presidente do Sindpd, Antonio Neto, obteve um total de 4.203 votos. Encabeçada pelo ex-diretor do Sindicato, José Ribamar Dantas, a Chapa 2 recebeu 634 votos. Nulos contabilizaram 296 e brancos 44.

Após a confirmação da vitória, Antonio Neto agradeceu todo apoio recebido ao longo da campanha eleitoral. O presidente reafirmou o compromisso com a categoria e reforçou o histórico de lutas e conquistas do Sindpd para o trabalhador de tecnologia da informação. “Tudo o que nós fazemos aqui dentro é planejado, discutido plenamente e realizado com muito carinho. Por meio do desempenho da Diretoria, não só aqui na capital, mas também em todas as nossas regionais, construímos um importante patrimônio para os trabalhadores de TI. Não é fácil dirigir um Sindicato como este. Por isso digo a vocês – agora, a responsabilidade aumenta”, ressaltou.

De acordo com o Estatuto, o processo eleitoral, realizado entre os dias 21 e 23 de junho, transcorreu normalmente e sem qualquer registro de incidentes. A apuração foi concluída na madrugada do dia 24 e conduzida por Augusta Raeffray Barbosa Gherardi, do Conselho Sindical da OAB-SP. Integraram o quadro de presidentes das mesas eleitorais Alvaro Ferreira Egea – presidente do Sindicato do Vestuário de Guarulhos e secretário-geral da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB); José Avelino Pereira, vice-presidente da CSB; Cosme Ricardo Nogueira, presidente da Federação dos Funcionários Públicos Municipais de Minas Gerais e secretário de Formação Sindical da CSB; e Sandro Jadir de Albuquerque, diretor da Federação dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias de Goias, Tocantins e Bahia e vice-presidente da CSB.

Conforme os editais publicados, urnas foram instaladas na sede do Sindicato, na capital paulista, e nas dez regionais espalhadas por todo o estado de São Paulo. Nos dias 21, 22 e 23 junho, urnas itinerantes também percorreram as empresas do setor para garantir o direito ao voto a todos os associados.

Reino Unido decide deixar a União Europeia em referendo

Reino Unido decide deixar a União Europeia em referendo
 via G1

Em decisão histórica, que tem potencial para mudar o rumo da geopolítica mundial pelas próximas décadas, os britânicos decidiram em referendo deixar a União Europeia (UE). A opção de "sair" venceu a de permanecer no bloco europeu por mais de 1,2 milhão de votos de diferença, em resultado divulgado por volta das 3h desta sexta-feira (24).

A apuração foi divulgada por áreas de votação e a disputa, bastante acirrada. O "sair" começou à frente e chegou a ser ultrapassado pelo desejo de continuar na UE, mas logo retomou a liderança e foi abrindo vantagem até vencer com quase 51,9% dos votos. Foram 17.410.742 votos a favor da saída e 16.141.242 votos pela permanência.

A vitória da "Brexit" derrubou as Bolsas na Ásia e os mercados futuros da Europa e dos Estados Unidos antes mesmo de o resultado oficial ser divulgado. A libra esterlina, moeda do Reino Unido, despencou e chegou a atingir o menor valor frente ao dólar em 31 anos. No Japão, a Bolsa de Tóquio desabou quase 8%.

O referendo derrubou também o primeiro-ministro britânico, David Cameron. "Os britânicos votaram pela saída e sua vontade deve ser respeitada", afirmou o premiê, que deve deixar o cargo em outubro. Ele ponderou que o país precisa de uma nova liderança para levar a decisão adiante. "A negociação deve começar com um novo primeiro-ministro".

Oficialmente, o referendo não é "vinculante", ou seja, ele não torna obrigatória a decisão de sair do bloco europeu. Mas o futuro primeiro-ministro britânico dificilmente será capaz de contrariar a decisão da população. Parlamentares também podem bloquear a saída do Reino Unido, mas analistas consideram que isso seria suicídio político.

O presidente do Banco Central da Inglaterra, Mark Carney, afirmou que levará algum tempo para que o Reino Unido estabeleça novas relações com a Europa e o resto do mundo. Disse também que uma volatilidade econômica "deve ser esperada", mas não vai hesitar em tomar medidas adicionais para levar a economia adiante.

Votação apertada

Um recorde de 46,5 milhões de eleitores foram convocados às urnas para responder à pergunta: "Deve o Reino Unido permanecer como membro da União Europeia ou sair da União Europeia?" (em tradução livre).

Reino Unido decide deixar a União Europeia em referendo
As casas de apostas britânicas, que na quinta apostavam na vitória do "permanecer", mudaram sua tendência na madrugada desta sexta e passaram a prever a vitória da "Brexit" após a divulgação dos primeiros resultados. "Brexit" é a abreviação das palavras em inglês "Britain" (Grã-Bretanha) e "exit" (saída) para designar a saída do Reino Unido do bloco europeu.

Após o fechamento das urnas, às 18h de quinta-feira (23) em Brasília, as casas de apostas de Londres apontavam 90% para a vitória da permanência do Reino Unido na União Europeia. Algumas horas depois, com a divulgação dos primeiros resultados, a tendência inverteu e passou a ser 60% a favor da saída do bloco europeu.

Efeito dominó

A União Europeia é uma união econômica e política criada após a 2ª Guerra Mundial. O bloco funciona como um mercado único, com livre circulação de pessoas, bens, serviços e capitais. Formado por Inglaterra, Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales, o Reino Unido começou a fazer parte da União Europeia em janeiro de 1973.

O Reino Unido, no entanto, não faz parte da zona do euro – formada pelos países que têm o euro como moeda oficial. Dentre os 28 países do bloco europeu, 19 compartilham a moeda única. Os britânicos continuam usando a libra esterlina.

Até hoje, nunca um país membro havia deixado a união política e econômica dos países que formam a União Europeia. Em 1975, houve um referendo muito parecido com o de agora no Reino Unido, mas venceu a permanência no bloco com larga vantagem: 67% dos votos.

Há forte preocupação de que o voto pela saída tenha o efeito dominó, com outros países organizando consultas similares. Marine Le Pen, da extrema-direita francesa, afirmou que seu desejo é que cada país faça uma votação popular sobre a pertinência da União Europeia.

"Como peço há anos, agora é necessário o mesmo referendo na França e nos países da União Europeia", afirmou a líder da Frente Nacional na França pelo Twitter. Na Holanda, o chefe do Partido da Liberdade e membro do Parlamento, Geert Wilders, escreveu: "Agora é a nossa vez! Hora de um referendo holandês! #ByeByeEU".

Reino desunido

O referendo dividiu não só a União Europeia, mas o próprio Reino Unido. Apesar da vitória do "sair", votaram pela permanência a Escócia (62%), a Irlanda do Norte (55,8%) e a região de Londres (59,9%). Todas as outras regiões da Inglaterra e o País de Gales votaram por "sair", com percentuais que variaram de 52,5% (País de Gales) a 59,3% (West Midlands).

Reino Unido decide deixar a União Europeia em referendo
Na Escócia, o "permanecer" venceu em todos os distritos. A chefe de governo escocês, Nicola Sturgeon, disse que o país "vê seu futuro" como parte do bloco europeu. "A votação aqui mostra claramente que os escoceses vêem seu futuro como parte da UE", declarou a dirigente do Partido Nacional Escocês (SNP).

O chefe do movimento Sinn Fein, da Irlanda do Norte, afirmou que vai pedir um referendo sobre a união do país com a Irlanda – que fica na mesma ilha da Irlanda do Norte, mas é um outro país e não faz parte do Reino Unido. “O resultado desta noite muda dramaticamente o cenário político aqui no norte da Irlanda e nós vamos intensificar nosso caso para chamar por um referendo”, disse Declan Kearney, em comunicado.

David Cameron

Cameron é o responsável pela convocação do referendo, mas havia se posicionado a favor da permanência e alertado sobre o risco do Reino Unido deixar a UE. O primeiro-ministro chegou a afirmar que continuaria à frente do governo independentemente do resultado do referendo, mas renunciou pouco depois da divulgação oficial do resultado.

Reino Unido decide deixar a União Europeia em referendo David Cameron
Em entrevista publicada pelo jornal "The Times" no sábado (18), Cameron disse que se sentia "responsável" pela consulta, por ter prometido convocar o referendo caso ganhasse com maioria as eleições gerais de 2015, mas também era a pessoa mais adequada para liderar as negociações necessárias graças a suas "sólidas relações" na Europa.

Líder do Partido pela Independência do Reino Unido (UKIP), Nigel Farage comemorou vitória no Twitter: "Temos nosso país de volta. Obrigado a todos vocês". Pouco depois, defendeu a formação de um novo governo. "Agora precisamos de um governo Brexit", disse Farage à imprensa em frente ao Parlamento.

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, afirmou em entrevista à CNN que constitucionalmente o próximo premiê não precisa ser eleito em novas eleições. "Um novo líder do Partido Conservador pode assumir, mas eu suspeito que haverá uma pressão para eleições gerais de uma nova liderança", afirmou.

Antonio Neto é reeleito presidente do Sindpd-SP

Antonio Neto é reeleito presidente do Sindpd São Paulo
via Computer World

O presidente do Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo), Antonio Neto, foi eleito para um mandato de mais quatro anos à frente da entidade.

A atual diretoria – que disputava contra uma chapa encabeçada por José Ribamar Dantas, ex-diretor do Sindpd e presidente do Partido Pátria Livre (PPL) de Diadema – venceu a disputa com 87% dos 4837 votos válidos.

Em um discurso feito logo após a proclamação do resultado, ainda na madrugada desta sexta-feira (24/06), o presidente reeleito agradeceu a receptividade dos trabalhadores de TI e o empenho de dirigentes que apoiaram a campanha.

A conclusão do processo eleitoral se deu após três dias de uma ampla votação ocorrida em todo o estado de São Paulo. Desde a última terça-feira (21), as urnas ficaram à disposição dos associados na sede do sindicato, na capital, e em mais dez unidades regionais espalhadas pelo estado.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Prodesp proíbe instalação de urnas para a eleição do Sindpd

Prodesp proíbe instalação de urnas para a eleição do Sindpd
via Sindpd

Apesar dos insistentes apelos do Sindpd, a diretoria da Prodesp proibiu a instalação de urnas em todas as suas unidades para o processo eleitoral do Sindicato. As eleições para a escolha da Diretoria, do Conselho Fiscal e dos Delegados Representantes ao Conselho da Entidade começaram na terça-feira (21) e prosseguem até quinta-feira (23).

Desta forma, devido à intransigência da Prodesp, o Sindpd conclama todos os associados da companhia a exercerem o seu direito democrático e votar nas urnas instaladas na sede do Sindicato, na capital paulista, e nas regionais espalhadas pelo estado.

Confira os locais de votação:

Sede: Av. Angélica, 35 - Santa Cecília - São Paulo, SP

Delegacias Regionais

Araçatuba: R. Campos Sales, 97 - Edifício Campos Sales, 9º andar, sala 94 - Centro

Araraquara: Rua Padre Duarte, 151 - Sala 57 - Edifício América

Bauru: Av. Getúlio Vargas, 21-51, cj.21 - Jardim Europa

Campinas: Av. Francisco Glicério, 1717 - 7º andar, Conj. 71/72 - Centro

Sub-Regional de Campinas, em Jundiaí: Av. Jundiaí, 555 - Anhangabaú

Presidente Prudente: Av. Cel. José Soares Marcondes, 871 sl 112 - Bairro Bosque

Ribeirão Preto: Rua Cândido Portinari, 75

Santos: Rua Ana Costa , 79 - Cj 82 - Vila Mathias

São José dos Campos: Rua Major Vaz, 274 - Vila Adyanna

São José do Rio Preto: Rua Silva Jardim, 2.378 - Boa Vista

Sorocaba: Rua Sete de Setembro, 287 - 9º andar, salas 91 e 92 - Centro

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Tencent, dona do WeChat, compra Supercell, de 'Clash of Clans'

Tencent, dona do WeChat, compra Supercell, de 'Clash of Clans'
via G1

A Tencent, dona do aplicativo de mensagem e rede social WeChat, se tornou dona da Supercell, a produtora do game "Clash of Clans". Anunciado nesta terça-feira (21), o negócio eleva o valor de mercado da Supercell para US$ 10,2 bilhões.

A chinesa adquiriu a participação que o banco japonês SoftBank e de outras empresas possuíam da produtora. Com o arranjo, a empresa agora detém 84% da Supercell. Na semana passada, fontes próximas ao negócio ouvidas pela agência Reuters afirmavam que o negócio seria fechado por US$ 6,6 bilhões, no que seria a maior compra de uma empresa de jogos para aparelhos móveis.

Analistas disseram que com o negócio a Tencent pode aumentar a capacidade de pesquisa e desenvolvimento e aumentar a receita no maior mercado de jogos móveis do mundo. A receita de jogos móveis da China deverá crescer 17% este ano para 60 bilhões de iuanes (o equivalente a US$ 9,1 bilhões), representando quase um quarto do total do mundo, de acordo com pesquisa de mercado TrendForce.

Jogos online têm sido uma das principais fontes de expansão da Tencent, cujas receitas cresceram 43% no primeiro trimestre de 2016. No ano passado, a Tencent comprou de 15% da Glu Mobile, que criou os jogos "Deer Hunter" e "Kim Kardashian: Hollywood ", por US$ 126 milhões. O objetivo era ampliar a presença no mercado de games dos EUA. A empresa também adquiriu a Riot Games, de "League of Legends", por um valor não revelado.

Além da Riot Games, a Tencent tem ações em outras gigantes do setor, como a Activision Blizzard ("World of Warcraft") e a Epic Games ("Gears of War"). A Tencent também é responsável por lançar o game "Candy Crush Saga" na China.

Twitter libera publicação de vídeos de até 140 segundos de duração

Twitter libera publicação de vídeos de até 140 segundos de duração
via iG

Conhecido pelo limite de 140 caracteres em mensagens de texto, o Twitter anunciou nesta terça-feira (21) que usuários poderão publicar vídeos mais longos, de até 140 segundos. Anteriormente, a rede social restringia a publicação de vídeos de até 30 segundos.

"Vídeos estão se tornando cada vez mais fundamentais para conversas em tempo real no Twitter", disse Jeremy Rishel, chefe de desenvolvimento da rede social, que contou com 50% mais publicações em vídeo desde o início de 2016.

O novo limite também passa a valer para o site de transmissão de vídeos Vine, que anteriormente permitia vídeos de até seis segundos. Além de aumentar o limite dos vídeos, o Twitter afirmou que os usuários do Vine poderão monetizar o conteúdo publicado.

O Vine vai usar o programa Amplify Open, do Twitter, que exibe anúncios antes do início da execução de vídeo. A medida é mais um esforço do Twitter para impulsionar o crescimento do número de usuários da rede social, que está atrás de redes sociais como Facebook, Instagram e Snapchat.

Investimentos

Além de anunciar mudanças na rede social, o Twitter segue fazendo investimentos no mercado. A rede social anunciou a aquisição da Magic Pony, startup especializada em inteligência artificial. Fundada em 2015, a empresa usa o recurso para melhorar fotos e vídeos de baixa qualidade, inclusive em trasnsmissões ao vivo.

O Twitter não divulgou termos financeiros do negócio, mas o site TechCrunch citou fontes dizendo que a transação era avaliada em US$ 150 milhões (cercade R$ 500 milhões). "A tecnologia da Magic Pony será usada para aumentar nossa força em vídeos ao vivo e abrir várias possibilidades criativas emocionantes para o Twitter", disse o CEO Jack Dorsey em um post no blog da plataforma.

Primeiro dia das eleições do Sindpd é marcado pela participação expressiva da categoria

Eleições Sindpd 2016
 via Chapa 1 Sindpd

Com grande adesão da categoria, teve início, na manhã desta terça-feira (21), o processo eleitoral do Sindpd. Os votos dos trabalhadores escolherão a Diretoria, o Conselho Fiscal e os Delegados Representantes ao Conselho de Entidade.


Eleições Sindpd 2016
No primeiro dia das eleições, associados de todo o estado participaram de maneira expressiva e democrática da votação. Nos próximos dias, 22 e 23 de junho, urnas itinerantes continuarão a percorrer empresas da capital e do interior. Os associados ainda têm à disposição uma urna instalada na sede da Entidade, localizada na Avenida Angélica, 35 – Santa Cecília.

A Chapa do Sindicato

Desde a sua fundação, em 1984, o Sindpd batalha para garantir a representação dos trabalhadores de tecnologia da informação do estado de São Paulo. A partir de então, não houve nenhuma luta do povo brasileiro que não tenha contado com a militância do Sindicato – a Diretoria, sob a presidência de Antonio Neto, participa ativamente de todas as discussões sindicais e trabalhistas do País.

Como resultado de uma postura forte e combativa no meio sindical, o Sindicato tornou-se o responsável pela construção de uma das mais consistentes Convenções Coletivas de Trabalho (CCT), reconhecida pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) como uma das quatro melhores do Brasil. A conquista conduziu o Sindpd ao patamar de maior representante sindical brasileiro da categoria.

A Chapa 1 é responsável por conquistar avanços significativos para a categoria. Apenas nos últimos anos, garantiu ao trabalhador de TI aumento salarial de 32%. Assegurou por meio da reposição das perdas inflacionárias o poder de compra do funcionário. Batalhou por melhores condições e qualidade de vida ao empregado, e, como consequência, conquistou a diminuição da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. Além do auxílio-creche de R$ 420,00, auxílio para filhos excepcionais com o valor de R$ 526,00 e maior estabilidade no emprego.

Eleições Sindpd 2016
Para dar continuidade à gestão mais vitoriosa do Sindpd, a Chapa 1 se compromete a lutar pela política de ganho real do salário e a ampliar os valores dos pisos de maneira considerável. Entre os benefícios já consolidados, o empenho é para obter avanços ainda maiores, como dobrar o valor do vale-refeição e elevar o valor do auxílio-creche para 60% do salário normativo.

Com o objetivo de elevar a representação dentro da base e de estreitar ainda mais a relação de proximidade com os trabalhadores, a luta será para que a escolha de comissões de representantes seja uma prática constante dentro de todas as empresas. A defesa das empresas públicas, aliás, sempre foi uma bandeira do Sindpd. Para a próxima gestão, a Diretoria continuará batalhando pela valorização do servidor público, por mais direitos e benefícios. Tudo para que o trabalhador de TI continue a fazer parte de uma das categorias mais privilegiadas do País.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Comércio de armas avança sem controle no Facebook

Comércio de armas controle Facebook
via Exame

Grupos, páginas e perfis no Facebook anunciam e vendem armas de fogo, munições e acessórios controlados pelo Exército e pela Polícia Federal em um mercado paralelo sem fiscalização. Na lista de ofertas feitas na rede social há revólver, fuzil, cano, silenciador, máquina de recarga e até um kit importado que transforma uma pistola em submetralhadora de uso restrito das forças militares. Tanto o comércio sem autorização legal quanto a publicidade de armamento são crimes com pena de até oito anos de prisão e multa.

A reportagem do Estadão constatou a prática em ao menos dez grupos fechados ou secretos no Facebook, nos quais o acesso de um membro é controlado pelo administrador da página e as informações são bloqueadas ao público externo.

A maioria foi criada nos últimos dois anos e os integrantes se identificam como caçadores, atiradores e colecionadores de armas, os chamados CACs, que têm certificado de registro (CR) do Exército para comprar e portar arma e munição para a prática de tiro esportivo.

Os anúncios dos produtos são feitos pelos próprios membros, por vendedores ilegais ou por despachantes de armas que vendem aos frequentadores serviços para conseguir tirar a posse ou o porte de arma na PF ou no Exército "sem burocracia". Fotos dos equipamentos com os respectivos preços e especificações do produto são postadas na timeline do grupo com o pedido para que os interessados na compra façam contato "inbox" (conversa reservada), por e-mail ou WhatsApp, cujos dados são divulgados na página.

A partir daí não é possível saber se a negociação foi feita dentro ou fora da lei. O artigo 17 da Lei 10.826/2003 (Estatuto do Desarmamento) define como crime, entre outras coisas, "vender" ou "expor à venda" arma de fogo, acessório ou munição sem autorização ou em desacordo com determinação legal.

Pela lei, o comércio só pode ser feito por fábricas e lojas cadastradas, ou entre pessoas que tenham posse ou porte de arma em dia e somente após o deferimento da transferência do registro pela PF ou pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados do Exército, dois órgãos que controlam o registro de armas no País.

O diretor executivo do Instituto Sou da Paz, Ivan Marques, afirma que, caso o repasse da arma seja feito sem aval, as pessoas envolvidas poderão incorrer no crime de posse e porte ilegal, com punição prevista de até seis anos, dependendo do tipo de arma. "A falta de institucionalidade de uma venda pela internet, por não ter uma unidade física para fiscalização, pode facilitar a venda ilegal de arma, que é um produto com alto potencial destrutivo."

A Polícia Federal, a Polícia Civil de São Paulo e o Exército brasileiro se eximiram de responsabilidade pela investigação do comércio de armas de fogo pelo Facebook. O Exército apontou genericamente para "órgãos de segurança pública", a PF disse que o assunto deveria ser tratado com a Civil, que respondeu que o monitoramento cabe aos agentes federais. Para especialistas, a situação demonstra a falta de integração para combater crimes nessa área.

Apreensões

Policiais do País apreenderam 118.379 armas de fogo em circulação ilegalmente em 2014. O dado é o mais recente de abrangência nacional e foi divulgado no 9º Anuário elaborado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

O relatório apontou ainda que a maioria (91%) dos equipamentos foi retirada de circulação por ação das polícias estaduais (Militar e Civil). Em dois Estados (Piauí e Rio Grande do Norte), a participação da Polícia Federal nas apreensões é tão ou mais significativa do que a dos demais agentes.

O relatório pede análise sobre a origem das armas. "É desejável que a melhor compreensão do perfil das armas apreendidas, por meio do rastreamento sistemático, fosse usada para o desenho das estratégias mais eficazes para retirada de armas ilegais de circulação."

Falha de segurança no site da Acer expõe cartões de 34,5 mil clientes

Falha de segurança site Acer expõe cartões de clientes
via UOL

Quem comprou algum computador fabricado pela Acer no site oficial da empresa de Taiwan entre 12 de maio de 2015 e 28 de abril de 2016 pode ter sido vítima de um ataque virtual. A empresa admitiu para o procurador geral da Califórnia que houve uma falha de segurança no site que permitiu o acesso --e possivelmente roubo-- de dados de cartão de crédito de 34.500 clientes afetados nos EUA, Canadá e Porto Rico, diz o site "Engadget".

Diz o comunicado da companhia enviado à Justiça americana: "Com base em nossos registros, nós determinamos que suas informações podem ter sido afetadas, incluindo potencialmente seu nome, endereço, número de cartão, data de validade e códigos de segurança de três dígitos. Nós não recolhemos números de segurança social [similar ao CPF brasileiro] e não temos conhecimento de evidências indicando que a senha ou as credenciais de login foram afetados".

Não foram divulgados detalhes sobre a falha de segurança, apenas sobre as providências tomadas pela Acer. "Tomamos medidas imediatas para remediar essa questão de segurança após identificá-la e estamos sendo acompanhados por especialistas em segurança cibernética. Nós relatamos este problema ao nosso processador de pagamentos de cartão de crédito. Também contatamos e oferecemos nossa plena cooperação à lei federal", continua a mensagem.

A Acer ainda aconselha a quem suspeitar se é uma vítima de roubo de identidade ou fraude nessas circunstâncias: a vítima pode apresentar um relatório da polícia e procurar a Procuradoria Geral do Estado ou a Comissão Federal de Comércio dos EUA para aprender sobre as etapas para proteger-se contra roubo de identidade.

domingo, 19 de junho de 2016

Ativistas invadem perfis do Estado Islâmico no Twitter e publicam textos pró-LGBT

Ativistas invadem perfis do Estado Islâmico no Twitter e publicam textos pró-LGBT
via G1

Ativistas do coletivo Anonymous estão colocando mensagens pró-LGBT em perfis do Twitter que alegam ser de simpatizantes do Estado Islâmico (EI). Os tuítes incluem imagens e textos lembrando o atentado em Orlando ou indicando que os perfis estariam se revelando como gays e links para sites de pornografia homossexual.

O coletivo Anonymous não tem líderes e é formado por qualquer pessoa que diga se identificar com ele. Os Anonymous estão em "guerra declarada" contra o Estado Islâmico desde os ataques em Paris de novembro de 2015. A principal estratégia da "Operação Daesh" e de outras do coletivo que têm o Estado Islâmico como alvo é interferir com a comunicação e o recrutamento de novos membros para o Estado Islâmico. Por isso, a maioria das contas invadidas é denunciada e suspensa pelo Twitter.

Após o ataque em Orlando, em que um atirador deixou 49 mortos e 53 feridos usando um fuzil AR-15 e uma pistola na boate Pulse, voltada para o público LGBT, algumas das invasões de contas ligadas ao Estado Islâmico não têm sido feitas somente para desativar as contas, mas para substituir as críticas a homossexualidade com mensagens e conteúdo pró-LGBT. Apoiadores do Estado Islâmico defenderam a ação do atirador, o que motivou os ativistas a adotarem a nova "tática". Os tuites publicados nas contas invadidas contêm textos que lembram o atentado, como "para as famílias e vítimas em Orlando: nós não esqueceremos". Em alguns casos, as mensagens dizem apenas "eu sou gay" ou "faça mais sexo e menos guerra".

Ainda assim, boa parte dos "alvos" do Anonymous no Twitter já está com a conta suspensa. Em uma lista de alvos conferida pelo G1 datada do dia 10 de junho, apenas um perfil vazio ainda estava on-line. Vários perfis invadidos ainda on-line com mensagens em defesa dos gays têm menos de 100 seguidores, conforme apuração da coluna Segurança Digital do G1.

Funcionários da Viegas Informática comemoram 1º acordo de PLR da empresa

Viegas Informática acordo de PLR Sindpd
via Sindpd

No dia 02/06, os trabalhadores da Viegas Informática celebraram em assembleia o primeiro acordo de Participação nos Lucros e/ou Resultados da empresa. Consequência da atuação do Sindpd na cidade de Campinas, a aprovação do compromisso por unanimidade é mais uma vitória para os profissionais de TI da Grande São Paulo.

Após negociações, os funcionários conquistaram o pagamento do benefício referente ao ano de 2015 em parcela única. De acordo com o diretor Ismael de Souza, o resultado fez com que a "recepção ao acordo de PLR fosse muito boa". O documento prevê a quitação do bônus para o mês de dezembro de 2016.

"Fechar os acordos de Participação nos Lucros e/ou Resultados em pequenas e médias empresas é muito importante. Hoje, graças à nossa Convenção Coletiva de Trabalho, qualquer empresa, independente do número de funcionários, precisa apresentar um programa de PLR. É esse posicionamento que garante dignidade a todos os trabalhadores", afirma Souza.

O dirigente também ressalta que os últimos acordos de PLR realizados pela regional do Sindpd em Campinas foram firmados por aprovação unânime da categoria. No caso da empresa Viegas Informática, 15 funcionários participaram da votação durante a assembleia, que ainda foi acompanhada pela diretora Loide Belchior.

sábado, 18 de junho de 2016

Segunda semana de panfletagem supera estimativas, e Chapa 1 visita mais de cem empresas

Sindpd Eleições 2016 panfletagem Chapa 1 empresas
via Chapa 1 Sindpd

Cento e onze empresas – esse foi o saldo da Chapa 1 ao final da segunda semana de campanha. As ações de panfletagem já haviam levado informação para milhares de trabalhadores de oitenta e oito companhias apenas na semana passada. Dessa vez, foram trinta e três cidades visitadas – São Paulo, Piracicaba, Itu, Lins, Santos, Bauru, Barueri, Guararapes, Presidente Prudente, Sorocaba, Ribeirão Preto, Tietê, Guarujá, Barra Bonita, Porto Feliz, Assis, Americana, São Carlos, São Caetano do Sul, Araraquara, São José do Rio Preto, Jundiaí, Marília, Franca, Bebedouro, Pompéia, Jaboticabal, Lençóis Paulista, Tupã, Araçatuba, Tanabi, Penápolis e Bariri.

Ação de panfletagem na Indra Sindpd Eleições 2016
Ação de panfletagem na Indra
Para reforçar as conquistas e apresentar as propostas da atual gestão, a mobilização continuou com força total nos últimos dias. Nesta sexta-feira (17), a panfletagem ocorreu em São Paulo, na Linx, Indra, Consist, Prodam, Apdata, PRODESP, Portugal Telecon, Simetrias, Getnet, Sonda IT (unidade Dom Aguirre). No interior, foram vinte e seis empresas – FIT Flextronics e Webcargo, em Sorocaba; Empro e Tarraf, em São José do Rio Preto; Pavanelli, em Itu; Control-M e Siplancontrol-M, em Jaboticabal; Softline e FMX, de Araçatuba; Pratic, em Tanabi; Luz Engenharia e Monitora Soluções, ambas de São Carlos; SS Informática, em Penápolis; TN Sistemas, em Bariri; Sum Services, GBV Processamento de Dados, New Standard Software, Amdocs, SHX Informática, Infosys Consulting, Artcon Digitação, S2IT, Hewlett-Packard (HP), NGR Consultoria, Mitra Acesso em Rede e Tecnologia, Intuictive, Techs Internet Corporativa, Cast Informática, todas de Araraquara.


Com o objetivo de defender o profissional de TI e garantir melhores condições de trabalho à categoria, a Diretoria enfrentou barreiras e travou batalhas árduas contra o patronato. Como resultado, o Sindpd consolidou-se como um dos sindicatos mais fortes e atuantes do País. Hoje (17), a Chapa 1 divulgou uma entrevista feita com Antonio Neto. No vídeo, o presidente comenta sua trajetória na área de TI e a luta no movimento sindical, e destaca as conquistas que levaram o Sindpd ao posto de maior representante dos trabalhadores de Tecnologia da Informação da América Latina.

A atual gestão defende os interesses profissionais da categoria. Prova disso é que nos últimos 4 anos o Sindpd conquistou reajuste salarial de mais de 32% e reajuste de 35,87% nos pisos. A estabilidade no emprego também foi uma constante: hoje, a categoria conta mais um mês para as gestantes, dois meses para o pai, dois meses após retorno por motivos de doença e um mês para retorno das férias.

Mas prezar pelo bem-estar o lazer dos trabalhadores e de sua família também é uma das preocupações da Diretoria. Por isso, o Sindpd oferece descontos em hospedagem nas cidades de Ilhabela, Praia Grande, Caraguatatuba e Ubatuba. Até agora, 12.245 associados já aproveitaram os serviços oferecidos pelas colônias parceiras. Para a próxima gestão, a Chapa 1 pretende ampliar ainda mais os benefícios – entre as propostas, está a compra uma colônia de férias própria e a construção de um clube de campo. Além das facilidades para viajar, o associado também pode participar do Campeonato de Futsal, organizado anualmente pela Diretoria. Mais de 2.800 trabalhadores já fizeram parte do torneio, que leva diversão e integração aos participantes. Realizar campeonatos regionais, a criação de um Campeonato de Vôlei e da Copa Estadual dos Trabalhadores de TI são algumas das propostas para os próximos anos.

Ação de panfletagem na Consist Sindpd Eleições 2016
Ação de panfletagem na Consist
Além de garantir os direitos dos trabalhadores, o Sindpd luta pela inclusão social. Esporte, cultura e saúde são algumas das áreas que contam com o incentivo da atual gestão. As parcerias com entidades como o Cadevi (Centro Apoio Deficiente Visual), a Andef (Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos), a Casa Mater, o Teatro Commune e o Festival Criança Feliz demonstram a preocupação da Diretoria em manter vivo o debate sobre questões sociais que afligem o País.

No Cadevi, são mais de quinhentos atendimentos mensais a adultos que perderam a visão. Com o auxílio do Sindpd, a entidade mantém o pagamento de três funcionários fixos. O restante dos atendimentos depende de trabalho voluntário. Lothar Bazanella, presidente do Cadevi, ressalta a importância da parceria. “Além da minha amizade com o pessoal do Sindicato, com o Neto, com o João Antonio, a gente tem mais essa gratidão em ajudar a manter a entidade ativa. Que é uma atividade que eu considero que deveria ser responsabilidade do Poder Público executar, mas ele, além de não colaborar, ainda põe pedrinha no sapato da gente”, comenta.

A iniciativa com o Teatro Commune oferece aulas de teatro e de expressão corporal aos trabalhadores de TI. Ao unir áreas completamente distintas, a experiência permite que o profissional de tecnologia desenvolva habilidades como expressividade, percepção, trabalho em equipe, espírito de liderança e desenvoltura.

George Fernandes de Souza Germino participa do grupo desde a sua formação, em 2014. Fazer aulas de interpretação sempre foi desejo, que só se concretizou com a oportunidade oferecida pelo Sindpd. “Não sei se eu não tivesse esse curso gratuitamente se eu estaria hoje fazendo teatro. Eu acho que é uma iniciativa muito bacana. O teatro, para qualquer tipo de profissão, é um ganho muito grande. É importante para o ser humano se conhecer, saber suas limitações e saber perceber no outro, a gente fica mais perceptivo”, contou George, que atuou na coprodução argentina “Anti Comics – Desconstruindo Super Heróis”, de Sonia Daniel e direção de Augusto Marin.

Ação de panfletagem na Cast Informática Sindpd Eleições 2016
Ação de panfletagem na Cast Informática
Ao longo da semana, representantes de diversas Entidades do País participaram das ações de panfletagem em todo o estado. Entre elas, estão a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (SINDIPOL/DF), Federação Única Democrática de Sindicatos das Prefeituras, Câmaras Municipais, Empresas Públicas e Autarquias de Minas Gerais (FESERP/MG), Sindicato dos Trabalhadores, Diretores, Instrutores de Autoescola de Aprendizagem, Centro de Formação de Condutores A, B,C,D e E do Estado do Espírito Santo (Sintradete-ES), Sindicato dos trabalhadores, empregados, instrutores, diretores em auto escola, centro de formação de condutores A e B, e empregados em despachante documentalista do município de São Paulo e seus anexo e Afins do Município de São Paulo (Sintradete-SP), Sindicato dos Motoristas de Táxi do Ceará (Sinditáxi/CE) e Sindicato dos Trabalhadores no Sistema de Operação, Sinalização, Fiscalização, Manutenção e Planejamento Viário de Fortaleza e Região Metropolitana (SINDVIÁRIOS/CE).

Veja abaixo a lista de empresas visitadas entre os dias 13 e 17 de junho:

PRODESP, TOTVS (unidades Braz Leme, Marginal e Assis), TIVIT (unidades Brigadeiro Faria Lima e Barueri), Prodam (unidades Pedro de Toledo e Franciso Matarazzo), Sonda IT (unidades Barueri e Dom Aguirre), Cobra Tecnologia, Infosys, Workfinity, Atos, Bull, T-Systems, Bematech, G&P (unidade Bela Cintra), Horizon, Grcon Soluções em Informática, IASTECH, Visto Tecnologia, Mandic Cloud Solutions, Amadeus, Mercado Eletrônico, NCR, Grupo Metro, Cast Informática, NetPartners, Cosin, Astrein, Ingenico do Brasil, Prosk8, Advanced, PRODESAN (Progresso e Desenvolvimento de Santos), MSTech, Linx, NM Sistemas, Intersolid, Intersotis, G.P. Magri Informática, VCOM Tecnologia, Infox, S@Net, M2DV, Soft & Cia, G S Cobrança Extrajudicial e Processamento de Dados, Links Technology, Softmatic, GOVBR – Governança Brasil, Citel Software, Ilab Sistemas Especialistas Informática, Coderp (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto), Socin, MSTI, Geometrus, Store, 4R, Webcargo, Web Managers System, VSM Informática, Arius, MicroWork Softwares, Luz Engenharia, Monitora Soluções Tecnológicas, Amdocs, Affiliated Computer, Artcon Digitação, GBV Processamento de Dados, New Standard Softwares, S2IT Solutions Consultoria, Data Manager, RLZ, Serpro, Visual Systems, Shift, Netspeed, CIJUN, Alternate, Lazco, Micro-Mídia, Onclick, Breda’s Informática, Softpool, CHB, AFL Sistemas, Control-M, Siplancontrol-M, Support Informática, Novosis, Newcon, Sophus, Indra, Consist, Apdata, Portugal Telecon, Simetrias, Getnet, FIT Flextronics, Empro, Tarraf, Pavanelli, NGR Consultoria, Mitra Acesso em Rede e Tecnologia, Intuictive, Techs Internet Corporativa, Softline, Luz Engenharia, Sum Services, New Standard Software, SHX Informática, Infosys Consulting, FMX, Pratic, SS Informática e Hewlett-Packard (HP).

Hacker confessa ter vazado dados de militares dos EUA para o Estado Islâmico

Hacker confessa ter vazado dados de militares dos EUA para o Estado Islâmico
via IDGNow

Um homem de 20 anos da Estônia se declarou culpado por ter roubado os dados de mais de 1.300 oficiais militares e do governo dos EUA e os fornecer para o grupo terrorista Estado Islâmico. O objetivo do hacker, chamado Ferizi, era “incitar ataques terroristas”, segundo o Departamento de Justiça dos EUA.

Ferizi já liderou um grupo hacker chamado Kosova Hacker’s Security (KHS), que afirma ter realizado defacement em mais de 20 mil sites. Em junho do ano passado, o hacker invadiu uma companhia de hospedagem dos EUA para roubar dados pessoais, que incluíam endereços, telefones e logins de e-mails.

Vale destacar que Ferizi usou uma conta on-line justamente com o nome KHS, o que levou o FBI a suspeitar do seu envolvimento. O hacker também não se preocupou em cobrir seus rastros. Ao examinar o servidor hackeado, as autoridades dos EUA descobriram o endereço de IP que Ferizi usou para o ataque - o mesmo endereço de IP que era usado para acessar as suas contas do Facebook e Twitter.

O hacker foi preso na Malásia em 2015 e depois extratidado para os EUA, onde será julgado. Ele pode pegar uma pena de até 25 anos de prisão. Os dados roubados foram enviados para um membro do Estado Islâmico chamado Junaid Hussain, que também é hacker e que foi morto após um ataque aéreo na Síria.

Essa não foi a única vez que Ferizi enviou informações para o EI, já que ele tinha feito o mesmo ano passado com dados de cidadãos dos EUA, Inglaterra e França, incluindo fotos de cartões de crédito.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Assédio moral e sexual é tema de palestra na Vivere Brasil

Assédio moral e sexual é tema de palestra na Vivere Brasil
via Sindpd

No dia 8, os funcionários da Vivere Brasil Serviços e Soluções assistiram à palestra "Assédio Moral e Sexual na empresa", da médica do Sindpd Glene Faria, que aborda situações cotidianas nas quais se apresentam as duas formas de assédio.

A especialista em Ginecologia, Psicoterapia Comportamental e Sexologia enfatizou também que assédio moral se caracteriza pela repetição de ações, enquanto o sexual é identificado de maneira imediata. "Quando o indivíduo passa por repetidas situações vexatórias, isso pode ser considerado assédio moral, porém o sexual pode ser facilmente identificado em apenas uma abordagem do agressor com a vítima", explicou a doutora.

Glene falou ainda que é de extrema importância que as empresas façam trabalhos de prevenção. "Promover a prevenção é a melhor maneira de combater casos como esses. Temos o exemplo do governo do México, que lançou diversas campanhas alertando a população sobre os casos de pedofilia que eram registrados diariamente. De cada 7 crianças, uma era vítima de abuso sexual online. E com a prevenção sendo incentivada, os casos de abuso diminuíram drasticamente", argumentou.

Cerca de quatorze empregados participaram da palestra que incentiva a denúncia dos abusos. De acordo com Larissa de Freitas Araújo, campanhas como essas devem ser cada vez mais frequentes nas empresas. "Achei muito interessante, porque esse é um tema que tem que ser abordado nas empresas, para que as pessoas tomem algum posicionamento e denunciem. A palestra foi muito boa", afirmou a funcionária, que trabalha no RH da Vivere.

Para Ana Beatriz Carneiro, também funcionária, é fundamental o suporte que o Sindicato oferece para a categoria.  "Foi bem dinâmica [a palestra], em uma linguagem acessível e esclarecedora. É muito importante a atuação do Sindicato nesse sentido, pois eles não só defendem nossos interesses", elogiou.

Sandra Bueno, diretora do Sindpd que participou da integração com os trabalhadores, ressaltou que o Sindicato oferece palestras com temas ligados a saúde e stress, tabagismo, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, métodos contraceptivos e qualidade de vida, que podem ser ministradas gratuitamente nas empresas. "O Sindpd oferece para as empresas da base 13 palestras gratuitas e de temas variados, que são apresentadas pela Doutora Glene. E a gente [Sindicato] pensou nisso para conscientizar o trabalhador sobre questões cotidianas que damos pouca importância, mas que interferem diretamente no nosso emocional e físico. Por isso, criamos esse leque de palestras para serem apresentadas. O Sindpd tem se preocupado com questões que envolvem a saúde dos trabalhadores", concluiu.

Palestras

O Sindpd já atendeu mais de mil trabalhadores em cerca de trinta empresas em São Paulo com as palestras da Dra. Glene, pós-graduada em psicossomática, sexologia, educação e terapia sexual e psicoterapia comportamental individual e familiar.

São oferecidas palestras com os seguintes temas:

Qualidade de vida no trabalho: Aborda a motivação e qualidade de vida a partir de atitudes necessárias e possíveis para obtenção de uma vida plena e saudável, além da prevenção de LER/DORT (Lesões por Esforços Repetitivos/Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).

Sexualidade e qualidade de vida: A palestrante fala sobre prevenção de crises no casamento e sobre a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que a sexualidade é critério de bem-estar, além da importância da qualidade da relação a dois para o bem-estar pessoal e profissional.

Estresse e qualidade de vida: Como prevenir e administrar o estresse na vida pessoal e profissional.

HPV - Prevenção de câncer de colo uterino e vacina: Aprenda como é diagnosticada a doença e quais são os tratamentos indicados para o HPV.

Prevenção de AIDS e DSTs: A palestra incentiva o conhecimento mais apurado da doença, fala sobre o diagnóstico, ensina o uso da camisinha feminina e masculina, tratamentos e como a doença repercute individualmente e na vida do casal.

Prevenção e promoção da saúde na empresa: Saiba como se tornar um promotor da saúde orientando pessoas sobre melhorar a qualidade de vida, e quais são os exames de rotina que devem ser realizados para prevenir o estresse.

Tabagismo e alcoolismo: Descubra como lidar com uma incidência, como prevenir o que o abuso do cigarro e do álcool causa no organismo e quais são os tratamentos.

Anticoncepção - qual o método ideal para você?: Muitas mulheres e seus companheiros ainda não conhecem quais são os melhores métodos contraceptivos. Conheça na palestra o mais adequado e personalizado para cada mulher e como a escolha repercute na vida familiar, pessoal e profissional.

Relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho: Aprenda formas de desenvolver uma melhor comunicação visual, comunicação não-verbal, como lidar com fofocas e como crescer no trabalho em equipe.

O perfil do profissional do futuro: Progrida profissionalmente aliando competência, relacionamento interpessoal, comunicação e inovação.

Produtividade e a importância da família e no trabalho: Saiba como administrar e prevenir crises no relacionamento e como a família influencia na produtividade pessoal e profissional.

Assédio Moral: Entenda as questões éticas, o conceito de assédio moral e sexual e saiba como prevenir e orientar o assediado e qual a conduta para cada caso.

Mulher no século XXI: A mulher deste século acumula múltiplas jornadas de trabalho, aliando e equilibrando a vida profissional e familiar. Nessa palestra, saiba como organizar e melhorar seu desempenho diante dessa nova realidade.

Como agendar
As palestras podem ser solicitadas de forma gratuita pelo e-mail palestrasaude@sindpd.org.br. Basta informar o tema escolhido, empresa e data de agendamento.

Antonio Neto conta como dissidentes aliados aos patrões tentaram destruir o Sindpd


Antonio Neto conta como dissidentes aliados aos patrões tentaram destruir o Sindpd.
Clique aqui para ver a entrevista completa: https://www.youtube.com/watch?v=b06YN-xCkR4

Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala das dificuldades encontradas na Campanha Salarial 2016


Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala das dificuldades encontradas na Campanha Salarial 2016.
Clique aqui para ver a entrevista completa: https://www.youtube.com/watch?v=b06YN-xCkR4

Antonio Neto relembra a luta para construção e fortalecimento do Sindpd


Antonio Neto relembra a luta para construção e fortalecimento do Sindpd.
Clique aqui para ver a entrevista completa: https://www.youtube.com/watch?v=b06YN-xCkR4

Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala da trajetória profissional e início da carreira sindical


Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala da trajetória profissional e início da carreira sindical.
Clique aqui para ver a entrevista completa: https://www.youtube.com/watch?v=b06YN-xCkR4

Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala sobre seu pai, líder sindical perseguido pela ditadura


Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala sobre seu pai, líder sindical perseguido pela ditadura.
Clique aqui para ver a entrevista completa: https://www.youtube.com/watch?v=b06YN-xCkR4

Mais de 50 trabalhadores recebem PLR na Wareline

Mais de 50 trabalhadores recebem PLR na Wareline Sindpd
via Sindpd

Cinquenta e seis trabalhadores da empresa Wareline já foram beneficiados pela renovação do acordo de Participação nos Lucros e/ou Resultados após onze dias da celebração do compromisso. Aprovado por unanimidade no dia 09/05, os funcionários receberam o bônus referente ano de 2015 em parcela única no dia 20/05. A assembleia aconteceu na sede da companhia, em Campinas.

Para o diretor Ismael de Souza, que acompanhou todo o processo de negociação, a receptividade dos profissionais do setor durante a assembleia representa a importância de todas as empresas cumprirem a Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. Em vigor desde janeiro deste ano, o documento é considerado um dos quatro melhores do País.

"Ficamos felizes em perceber que na maioria dos casos não há resistências à aplicação da cláusula de PLR. Depois da obrigação à elaboração de um programa de Participação nos Lucros, os profissionais passaram a demonstrar mais satisfação no trabalho e algumas empresas, como a Wareline, também ficaram tranquilas com isso", relata o dirigente.

Em parceria com a diretora Loide Belchior, Ismael de Souza também aproveitou a oportunidade para esclarecer dúvidas e colher sugestões dos funcionários com o objetivo de estreitar relações com a base para fortalecer ainda mais a luta da categoria de Tecnologia da Informação do estado de São Paulo.

Nota Oficial sobre declarações do ministro-chefe da Casa Civil referentes a terceirização e reforma trabalhista

CSB Central dos Sindicatos Brasileiros
via CSB

Causou-nos estranheza as declarações do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, publicadas nos meios de comunicações, informando que o atual governo pretende pressionar o Senado pela aprovação do Projeto de Lei sobre a terceirização e sobre uma eventual reforma trabalhista.

É importante ressaltar, no caso da terceirização, que o fundamental é defender a regulamentação dos doze milhões de trabalhadores que, hoje, estão submetidos a uma legislação precária, que os penaliza de forma perversa. Reafirmamos que somos contra a terceirização nas chamadas atividades-fins.

O governo interino tem de estar atento e precisa entender que a terceirização, na forma que é praticada hoje, nada mais é que uma maneira de diminuir direitos. Nas últimas décadas, o crescimento da terceirização resultou em relações de trabalho precarizadas, com aumento das situações de risco e do número de acidentes de trabalho e doenças profissionais, baixos níveis salariais, ampliação das jornadas de trabalho e crescimento da rotatividade da mão de obra.

Um projeto de lei deve garantir proteção social aos trabalhadores e estar assentado na isonomia de direitos, de salário e de tratamento dos terceirizados.

Vale destacar que, em todas as crises, os oportunistas de plantão levantam a bandeira da reforma trabalhista, apontando a mesma como solução para os problemas da economia e do mundo do trabalho. Não vamos permitir qualquer mudança na legislação trabalhista que retire direitos dos trabalhadores. E qualquer ação de alteração, neste momento, sofrerá uma forte reação do movimento sindical.

As prioridades do movimento sindical concentram-se na defesa de uma pauta trabalhista baseada na imediata redução da taxa de juros e na implementação de políticas que priorizem a retomada do investimento, do crescimento da economia, a geração de empregos, a redução da desigualdade social, o combate à pobreza e a distribuição de renda.

Antonio Neto
Presidente da CSB

Paulo Pereira da Silva
Presidente da Força Sindical

Adilson Araújo
Presidente da CTB

Entrevista com Antonio Neto, Presidente do Sindpd


Antonio Neto, Presidente do Sindpd, fala sobre sua trajetória na área de TI e a luta no movimento sindical, passando pela construção do Sindicato e os obstáculos vencidos para que a Entidade se consolidasse como a maior representante dos trabalhadores de Tecnologia da Informação da América Latina.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Sindpd prepara seminário para debater regulamentação da profissão de TI

Sindpd seminário debater regulamentação profissão de TI tecnologia
via Sindpd

O Sindpd planeja para o segundo semestre um seminário para debater com toda a categoria o projeto de regulamentação da profissão de TI no País. O objetivo do Sindicato é construir de forma democrática e participativa o texto do projeto de lei, que posteriormente será enviado ao governo federal.

Na última sexta-feira (10/06), o presidente do Sindicato, Antonio Neto, se reuniu com o presidente da República em exercício, Michel Temer, para entregar uma série de reivindicações em defesa dos trabalhadores de TI. Neste encontro, foi acertado que o Sindpd ficará responsável pela produção da minuta do projeto de regulamentação que, em seguida, será remetido pelo governo federal ao Congresso.

Com a realização do seminário, o Sindicato pretende dar voz aos trabalhadores para que o texto do projeto contemple todas as demandas dos profissionais. "Nós entendemos que não há ninguém melhor e mais capacitado do que o próprio trabalhador para nos ajudar no avanço dessa proposta", diz o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

O evento também será uma oportunidade para esclarecer dúvidas e deixar claro o real objetivo da regulamentação: garantir a valorização dos profissionais e combater a precarização. Não se trata de criar reservas de mercado nem de burocratizar o setor, mas, sim, de proporcionar padrões mínimos para todos, sejam eles salariais ou outros benefícios trabalhistas e, com isso, evitar a atuação de empresas predadoras.

A regulamentação é uma luta antiga na qual o setor patronal sempre se colocou contra. As empresas temem esse avanço porque sabem que, com a regulamentação, os trabalhadores se tornarão mais fortes, pois terão regras de atuação bem definidas. É o que ocorreu em várias profissões que já passaram por esse processo há muitos anos.

Universalização de direitos

O projeto também beneficiará um grande número de trabalhadores de TI que atualmente desempenham atividades relacionadas com setor, mas que acabam não tendo nenhum tipo de respaldo por estarem enquadrados em outras áreas. São os casos, por exemplo, de profissionais de TI que hoje atuam dentro do comércio e que, pela inexistência de uma regulamentação, são enquadrados como comerciários. Isso se repete em vários outros segmentos, sejam eles na indústria ou no setor de serviços.

No estado de São Paulo, o Sindpd já conseguiu uma série de avanços que melhoraram as condições dos profissionais que atuam dentro das empresas de TI. Houve redução na jornada de trabalho para 40 horas semanais, exigência de pagamento de Vale-Refeição em todas as empresas, obrigatoriedade de acordos de PLR (Participação nos Lucros e/ou Resultados), 100% de horas extras, auxílio-creche, entre outros benefícios.

Com a regulamentação, avanços semelhantes poderão ser garantidos mesmo para os profissionais de TI que não são empregados de empresas de tecnologia, como técnicos, analistas e programadores que atuam em indústrias e no comércio.

Outros profissionais que serão diretamente beneficiados são aqueles que desenvolvem projetos e sistemas para áreas sensíveis, como segurança, saúde e transportes. A regulamentação poderá definir direitos e proteger os trabalhadores que se relacionam com essas áreas estratégicas, nas quais há mais riscos.

"O setor de TI é muito dinâmico, está em constante evolução. Por isso, não defendemos um engessamento. Apenas queremos garantir que o trabalhador seja valorizado, tenha direitos e seja reconhecido dentro da profissão que escolheu", afirma Neto.

Saiba mais: Sindpd leva demandas a Michel Temer e obtém avanço na regulamentação da profissão de TI