sexta-feira, 27 de maio de 2016

Neto defende direitos previdenciários em reunião no Planalto

Antonio Neto defende direitos previdenciários reunião Planalto CSB
via Sindpd

O presidente do Sindpd, Antonio Neto, participou nesta segunda-feira (16) de uma reunião com o presidente interino, Michel Temer, para discutir questões relacionadas à Previdência. O encontro, ocorrido no Palácio do Planalto, em Brasília, reuniu dirigentes de entidades sindicais, incluindo a Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), que também é presidida por Neto. Ao abordar sobre a possibilidade de mudanças na Previdência, o presidente do Sindpd afirmou que, antes de debater qualquer alteração, é preciso buscar alternativas. Isso inclui, por exemplo, a revisão da política de isenção nas contribuições previdenciárias de empresas exportadoras do agronegócio.

"Também é preciso discutir como fazer com que as empresas que estão devendo para a Previdência paguem suas dívidas, além de debater outras formas de arrecadação", afirmou. "O trabalhador não pode, mais uma vez, pagar essa conta", ressaltou Neto. A reunião com Temer foi importante para estabelecer um canal de diálogo entre as entidades sindicais e o governo. Como resultado do encontro, foi criado um grupo de trabalho com representantes das centrais sindicais para debater possíveis alterações na Previdência. Isso garantirá que nenhuma mudança ocorra sem que os representantes da classe trabalhadora sejam ouvidos.

Clique aqui e confira a matéria completa do Jornal Nacional

Em entrevista ao Jornal Nacional, da TV Globo, Neto listou uma série de pontos em defesa do trabalhador. "Idade da mulher com idade do homem para aposentadoria, para mim é inegociável. A questão do trabalhador rural é inegociável, o salário mínimo com indexador básico da Previdência também é inegociável. Agora, vamos ver o que apresentam, talvez tenha alguma fórmula que possa nos agradar e nos convença a mudar de opinião", completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário