terça-feira, 10 de maio de 2016

Mais de 600 trabalhadores da ClearSale aprovam escala de revezamento

ClearSale
via Sindpd

No dia 3, os diretores do Sindpd Celso Lopes, José Hamilton Brandão e Pedro Saldanha realizaram assembleia com os trabalhadores da ClearSale para deliberarem o Acordo Coletivo de Trabalho em regime de turnos de revezamento. A empresa, que presta serviços especializados em mensuração de fraudes de transações eletrônicas, procurou o Sindpd para formalizar a necessidade de manter um regime de escala de revezamento, já que suas atividades devem ser mantidas 7 dias por semana.

Com a aprovação do ACT, os funcionários, que pertencem às escalas de trabalho 5 por 2 e 6 por 1 (horas de trabalho e de descanso, respectivamente) vão receber, integralmente, adicional de hora extra nos feriados ou quando ultrapassarem o horário do expediente. Pelo acordo, fica assegurado também que a empresa só poderá remanejar colaboradores de horários ou escalas se eles fizerem parte da mesma equipe.

Durante as reuniões que aconteceram ao longo do dia, 640 funcionários aprovaram, por maioria dos votos, a proposta. Danilo Silva do Amaral, empregado da ClearSale, comentou que as assembleias que o Sindicato realiza na empresa são de suma importância, porque mostram idoneidade. "Esse processo é bastante importante, pois demostra transparência, o que já faz parte da cultura da ClearSale. Nunca houve nenhum momento de estresse aqui, no sentido de que tivemos falha na comunicação, porque eles [Sindicato] sempre estão dispostos a esclarecer a dúvida dos trabalhadores", comentou.

Camila Muniz da Silva, que trabalha há 5 anos na empresa, avaliou positivamente a ação do Sindicato junto à ClearSale, destacando que os colegas tiveram, na assembleia, a oportunidade de saber quem luta a favor da categoria. "É importante saber que tem alguém cuidando da gente junto com a empresa, que também é bastante aberta para resolver conflitos ou outros temas que temos por aqui. Apesar de algumas pessoas terem entregue carta de oposição, é fundamental que elas vejam o trabalho do Sindicato, porque assim vão saber o que têm de direito", afirmou a funcionária.

Gustavo Godinho, gerente jurídico da ClearSale, disse que a empresa procurou pelo Sindicato pois deseja proporcionar aos funcionários, primeiramente, qualidade de vida e privacidade. "Com as escalas de revezamento, os trabalhadores vão ter mais liberdade para se programar em suas vidas pessoais. A ClearSale se preocupa com isso e oferece aos colaboradores maneiras de não ter estresse no ambiente de trabalho. Temos turmas que se reúnem para falar de futebol, esporte, religião, sexo, para usar o espaço destinado a música com piano, bateria e outros instrumentos", disse. O gerente conta ainda que a empresa oferece atividades para todos os funcionários. "Além disso, nós oferecemos, gratuitamente ou subsidiadas, aulas de educação física, dança, inglês e várias outras atividades. Tudo isso para que o trabalhador se sinta motivado a ficar aqui", explicou Godinho.

Para Celso Lopes, os trabalhadores e a empresa sentem segurança ao procurar o Sindicato para a formalização de acordos que visam proteger a categoria. "A empresa nos procura, e nosso relacionamento é muito bom, pois isso também é colaborativo para a visão do trabalhador, que sente segurança em ambas as partes", afirmou. Alguns funcionários também procuraram os diretores do Sindpd para esclarecerem dúvidas sobre a Convenção Coletiva do Trabalho, que discorre sobre os direitos da categoria. José Hamilton Brandão e Pedro Saldanha alertaram os trabalhadores sobre as vantagens de serem associados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário