domingo, 28 de fevereiro de 2016

Golpe de videochamada atinge usuários do WhatsApp no Brasil

Golpe WhatsApp
via IDGNow

Um novo golpe tem circulado entre usuários do WhatsApp no Brasil, segundo a Kaspersky Lab que identificou o golpe que promete um um suposto recurso de videochamada, que por enquanto não existe no programa de mensagens instantâneas. A mensagem chega às vítimas por meio de algum contato. Ao acessar o link, o usuário verá uma página com formato específico para dispositivos móveis e que solicitará o número de telefone para continuar.

O site malicioso informa que para receber o suposto recurso, é necessário convidar dez amigos ou compartilhar o convite em três grupos para ativá-lo. Ao completar esta etapa, o usuário será direcionado para diversas redes de afiliados cuja finalidade será oferecer a instalação de softwares de origens duvidosas para serem baixados no telefone. As mensagens usam a técnica do medo para assustar o usuário para que o download seja concretizado, esta tática é típica de um scareware - campanha que visa alavancar um software suspeito ou com benefícios limitados.  

A oferta do software muda de acordo com o sistema operacional móvel usado pelo usuário. Se o acesso for feito com um Android, a mensagem exibida será outra. “Essa campanha segue o mesmo estilo de outras campanhas maliciosas que encontramos disseminadas via WhatsApp”, afirma Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab no Brasil. “Isso demonstra que os golpes anteriores foram bem-sucedidos e que os cibercriminosos seguem com a mesma tática de usar um tema popular para disseminar scareware. Outro agravante foi que encontramos empresas de software legítimos se valendo dessa abordagem para forçar a instalação e distribuição do seu software no Brasil.”

O analista ainda alerta para outro fator importante: o golpe solicita o número de telefone da vítima. “Com essa informação os criminosos podem inscrever a linha em serviços premium, que irão cobrar taxas das vítimas, diminuindo o saldo da linha ou enviando a cobrança na conta mensal”, alerta Assolini.

Após arrecadar mais de 309 itens, Sindpd de Araraquara inicia nova edição de "Cuidar Faz Bem"

Sindpd Araraquara Cuidar Faz Bem
via Sindpd

Segundo dados do Ministério da Saúde, diagnosticados no último Projeto SBBrasil 2010 - Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, a cárie segue como principal problema de saúde bucal dos brasileiros. Considerando a idade de 12 anos, referência mundial para avaliar a situação das crianças, a doença atinge 56% da população. Por este motivo, e para tentar conscientizar sobre o problema, a regional do Sindpd em Araraquara inicia nova edição da Campanha "Cuidar Faz Bem", inciativa que pretende arrecadar itens para a higiene bucal, como pastas de dentes, escovas, fio dental e etc.

Além de celebrar o Dia Mundial da Saúde Bucal, em 20 de março, o objetivo da ação é possibilitar o acesso de crianças e famílias atendidas pela ONG Casa Mater a produtos que assegurem a manutenção da saúde. Na última edição, mais de 309 itens foram arrecadados e estima-se que beneficiaram cerca de 200 pessoas diretamente ligadas à instituição.

"É parte fundante de todo Sindicato se interessar pela transformação social. No nosso caso, o Sindpd busca, além de atender a categoria, se integrar às comunidades das quais faz parte para contribuir com seu desenvolvimento. É mais do que necessário que todos estejamos envolvidos em ações que possam transformar a realidade dos que precisam de ajuda", afirmou Daniel Forini, diretor do Sindpd em Araraquara.

Os interessados em participar da Campanha podem fazer sua doação até o dia 18 de março, das 9h às 17h, na recepção do Sindicato, localizado na Rua Padre Duarte, 151 - Sala 57, Araraquara/São Paulo. Os itens arrecadados devem ser distribuídos em 21 de março.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Facebook lança Central de Prevenção ao Bullying no Brasil

Central Prevenção Bullying Facebook
via IDGNow

O Facebook lança nesta terça-feira, 16/2, no Brasil uma iniciativa para combater a prática de bullying na rede social e no meio digital de forma geral, mas também em outros ambientes, como as escolas, que voltam a ficar cheias neste período com a volta às aulas no país. Chamada de Central de Prevenção ao Bullying no Brasil (Bullying Prevention Hub no original), a nova plataforma da maior rede social do mundo foi criada na Universidade de Yale, nos EUA, em 2013, e está disponível em um total de 52 países e 26 idiomas pelo mundo, incluindo o México, único outro local da América Latina a contar com a iniciativa.

Justamente por funcionar de forma adicional às ferramentas de denúncia e combate que já existiam no Facebook, a Central de Prevenção busca ajudar a evitar e/ou resolver esse tipo de comportamento, além de conscientizar sobre o problema entre os usuários da rede. Para isso, conta com dicas, programas e conteúdos específicos para adolescentes, pais e educadores.

Outro olhar

Para adaptar o conteúdo original em inglês para o idioma e realidade do nosso país, o Facebook contou com a ajuda da Unicef e da organização não-governamental SaferNet Brasil. Entre as mudanças mais importantes para trazer a iniciativa ao Brasil estava a necessidade de deixar bem claro o que é bullying, que, por ser uma palavra de língua inglesa, é mais reconhecida e entendida em outros países com esse idioma, explicam os envolvidos.

Segundo a definição presente no material da plataforma para adolescentes, “brincadeira é quando todos se divertem”. Ou seja, “se você está se sentindo isolado, triste, angustiado quando pensa que vai encontrar com seus colegas de escola, ou com medo da intimidação que está sofrendo, é bem provável que isso seja bullying”. “O material original também falava para a vítima conversar com o agressor sobre o assunto, mas tiramos isso na versão brasileira por entendermos que essa pessoa pode ficar mais vulnerável e/ou desconfortável com uma situação dessas”, afirma a Oficial do Programa Cidadania dos Adolescentes do Unicef Brasil, Gabriela Mora.

Vítimas e agressores

Vale destacar que a seção com conteúdos para adolescentes traz dicas e informações para jovens que sejam vítimas (e seus amigos que queiram ajudar) e também agressores. “Acreditamos que o diálogo e a mediação de conflito seja mais efetivo do que apenas a culpabilização do jovem. Geralmente quem pratica bullying também sofre com algum tipo de prática desse tipo em outro ambiente”, afirma o Diretor de Educação da SaferNet Brasil, Rodrigo Nejm, cuja opinião é ecoada por Gabriela, que destaca que “quem pratica o bullying também precisa de apoio”.

Em uma seção intitulada “Fui acusado de bullying”, o documento do Facebook sugere que o jovem “peça desculpas” e peça a orientação de um amigo ou adulto de confiança caso precise de ajuda para fazer isso. Já as dicas para as vítimas incluem: manter a calma, contar para alguém de confiança, sentir-se seguro (não ficar sozinho com alguém que tenha praticado bullying contra você) e não revidar.

Pais e educadores

A nova plataforma também traz conteúdos especiais pais e familiares e educadores, que ajudam os adultos a identificarem se os jovens em questão estão sofrendo bullying e as melhores formas de lidar com o problema nos diferentes ambientes e situações.

Para Nejm, é preciso acabar com a ideia de que os jovens chamados de “nativos digitais” sabem fazer um uso crítico e consciente da Internet e da tecnologia apenas por terem crescido com um acesso maior às ferramentas digitais. “É preciso desmistificar essa ideia, tirar os pais dessa armadilha de acharem que não podem falar algo sobre isso porque os filhos entendem mais de tecnologia do que eles, por exemplo.” Clique aqui para acessar a Central de Prevenção ao Bullying no Brasil e confira todos os conteúdos criados para a iniciativa.

Apple alerta para trote que pode inutilizar iPhone e iPad

Apple
via G1

A gigante de tecnologia Apple está alertando usuários de iPhone e iPad sobre uma propaganda enganosa na internet que poderia inutilizar permanentemente os dispositivos. Uma mensagem que circula nas redes sociais diz que mudar a data dos aparelhos para 1º de janeiro de 1970 permitiria desbloquear um visual retrô ─ o que, na prática, não acontece. A mudança de data poderia deixar o celular permanentemente congelado após ser religado. O bug afeta iPad Air, Mini 2 e iPhones a partir da versão 5s.

A falha foi descoberta na semana passada, quando uma propaganda falsa circulou nas redes sociais incentivando as pessoas a mudar a data em iPhones 5s e em versões posteriores. O propaganda enganosa dizia que os usuários poderiam desbloquear um visual retrô dos anos 70 caso mudassem a data de seus aparelhos. De acordo com a Apple, qualquer dispositivo iOS com um processador de 64 bits pode ser afetado pelo problema. Sendo assim, a falha abrange iPhones 5s, 6, 6 Plus, 6s e 6s Plus, além do iPad Air 2, iPad Mini 3 e 4, e a sexta geração do iPod Touch.

Solução
A Apple confirmou a falha em seu site, e disse que o problema seria solucionado em uma próxima atualização de seu sistema operacional, o iOS. Para muitos usuários que acreditaram na propaganda, no entanto, a única solução foi a troca do aparelho. Restaurar o dispositivo pelo iTunes, a loja virtual da Apple, também não funciona. Alguns usuários relatam ter conseguido solucionar o problema ao remover a bateria, mas retirá-la pode danificar o dispositivo e anular a garantia.

TV Globo divulga campanha promovida pelo Sindpd em Araraquara

TV Globo campanha Sindpd Araraquara Páscoa Solidária
via Sindpd

A 4ª Campanha "Páscoa Solidária", organizada pela Regional do Sindpd em Araraquara, foi destaque no telejornal  "Bom Dia Cidade", transmitido pela EPTV, filiada da TV Globo, e pelo site G1 na última quarta-feira-feira (17).

A iniciativa tem por objetivo arrecadar chocolates, ovos de páscoa e bombons.  As doações serão destinadas à Casa Mater, instituição que atende cerca de 100 crianças carentes entre 0 a 6 anos. Confira a matéria na íntegra: Araraquara desenvolve campanha para arrecadação de ovos de Páscoa para crianças carentes

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Presidente da Apple se opõe a ordem judicial para ajudar FBI a desbloquear iPhone

Tim Cook Apple
via UOL

O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, disse que sua companhia se opôs a uma demanda de um juiz norte-americano para ajudar o FBI a invadir um iPhone recuperado de um dos atiradores de San Bernardino. Cook disse que a demanda ameaçava a segurança dos clientes da Apple e tinha "implicações para além do caso legal em questão".

A juíza Sheri Pym da corte distrital de Los Angeles disse na terça-feira que a Apple precisava fornecer "assistência técnica razoável" para investigadores que buscava desbloquear dados de um iPhone 5C que era detido por Syed Rizwan Farook. Em uma carta aos clientes da Apple, Cook disse que o FBI pediu que a companhia construa uma "porta dos fundos para o iPhone".

"O governo está pedindo para a Apple hackear seus próprios usuários e minar décadas de avanços de segurança que protegem nossos clientes --incluindo dezenas de milhões de cidadãos norte-americanos-- de hackers e criminosos cibernéticos", disse. "Não encontramos nenhum precedente de uma companhia norte-americana ser forçada a expor seus consumidores a um risco maior de ataque."

Google anuncia fim do Picasa

Google anuncia fim Picasa
via G1

O Picasa está prestes a se juntar ao Orkut e ao Reader. O Google anunciou nesta sexta-feira (12) que deixará de dar suporte ao serviço de fotos com mais de 14 anos em 15 de março de 2016. A empresa decidiu abandonar a ferramenta pioneira para agregar imagens com o intuito de privilegiar o Google Photos.

Google Photos
“Nós acreditamos que nós criamos uma experiência melhor ao focar em um serviço que forneça mais funcionalidades e trabalhe tanto em aparelhos móveis quanto no computador, em vez de dividir nossos esforços em dois diferentes produtos”, afirmou Anil Sabharwal, líder do Google Photos, em comunicado. O Google incentiva que os adeptos do Picasa migrem para o Google Photos. Os que não quiserem ainda terão acesso ao serviço, mas de forma limitada.

Fim do serviço
Assim como ocorreu com outros desligamentos, o Google vai tirar o Picasa do ar aos poucos. Em março, acaba o suporte, ou seja, não haverá mais a criação de novas ferramentas. A partir de 1º de maio, permanecerão na plataforma apenas os álbuns já criados. E haverá restrições: os usuários poderão ver, baixar, apagar, organizar ou editar as imagens, mas não fazer novas inclusões ou criar compilações adicionais. Ao longo dos meses, os desenvolvedores deixarão de poder criar serviços conectados ao Picasa.

História
Criado em 2002, o Picasa foi adquirido pelo Google em 2004, depois de ser integrado ao Blogger e permitir a melhor integração de fotos à plataforma de blogs da empresa. Ao longo dos anos, porém, o serviço de fotos foi perdendo relevância, tanto dentro do Google – a última novidade relevante foi anunciada há mais de seis anos – e perante os usuários, que aderiram a outros aplicativos para exibir suas fotos, como o Instagram. Como o Picasa não possuía uma versão em aplicativo, a invasão dos smartphones, que eclipsaram os computadores, colaborou para o declínio do serviço.

310 trabalhadores recebem benefício de PLR

Sindpd PLR
via Sindpd

Monitora Soluções Tecnológicas Ltda
A empresa firmou, pela primeira vez, acordo de PLR. A negociação foi acompanhada pelo diretor Daniel Forini, no dia 05 de fevereiro, na sede do Sindpd em Araraquara. O benefício será pago em duas parcelas.
- Acordo de Home Office: A Monitora ainda procurou o Sindpd para formalizar o regime de trabalho "home office". O acordo garante aos trabalhadores indenização mensal para cobrir as despesas com aluguel, energia, água, internet, telefone fixo e móvel, além de material de escritório e locação de equipamentos. Segundo Forini, cerca de 50% dos funcionários da Monitora estão inseridos nesse regimento. "A empresa nos procurou para normatizar a situação de cerca de 50% dos seus empregados que já atuavam em home office. O Sindicato se tornou uma referência junto às empresas, que estão buscando a cada dia se enquadrar dentro da lei", disse. O acordo refere-se ao período de 01 de fevereiro de 2016 a 07 de janeiro de 2017.

Soares & Tenani Comércio E Serviço De Informática Ltda - EPP
No dia 04 de fevereiro, os diretores Loide Belchior e Ismael Antonio de Souza participaram da assembleia de votação da proposta de PLR na empresa Soares & Tenani, localizada na cidade de Campinas. O acordo firmado pela primeira vez refere-se ao ano de 2015. Os funcionários vão receber o benefício até o dia 29 de fevereiro.

Solução Informática Jundiaí
Os diretores Loide Belchior e Abaitaguara do Amaral Gonçalves também estiveram na empresa Solução no dia 02 de fevereiro. Segundo Loide, os trabalhadores vão receber a PLR até o dia 30 de abril.

Elucid Solutions
De acordo com o diretor Paulo César de Almeida, a negociação com a comissão dos empregados composta por Rodrigo Tadeu Baptista Martins e Eduardo Maia Rocha, que aconteceu dia 08 de janeiro, foi satisfatória. Os funcionários receberam o valor no dia 29 de janeiro.

Tabmedia Soluções Digitais Ltda - ME
É a primeira vez que a empresa Tabmedia apresenta proposta de PLR. A diretora Sue Ellen Naka, que esteve à frente da negociação, informou que o benefício é referente a 2015 e será pago até o dia 30 de abril.

Multiplataforma Sistemas de Informática Ltda - EPP
A diretora também esteve à frente da negociação da Multiplataforma. Em votação, o acordo foi aceito pela maioria dos funcionários. O valor do benefício será pago até o dia 01 de abril.

Wn Serviços de Informação Ltda - ME/ X-Tab Processamento de Dados Ltda/ Xcati Serviços de Informática Ltda / Axis Serviços de Informação Ltda - ME
O mesmo aconteceu nas empresas Wn, X-Tab, Xcati e AXIS, todas apresentaram propostas de PLR referente a 2015. Segundo Sue Ellen, os empregados beneficiados já receberam o valor no dia 30 de janeiro.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Pixar e Khan Academy lançam curso gratuito de animação

Pixar Khan Academy curso gratuito animação
via IDGNow

A Pixar e a plataforma de ensino online Khan Academy lançaram um curso para ensinar os princípios da computação. E para isso, nada melhor que usar o universo das próprias animações do estúdio para explicar ferramentas e conceitos matemáticos que ganham vida nos cinemas.

Batizado de “Pixar in a Box”, o curso reúne uma série de vídeos e exercícios online. Alunos da plataforma aprenderão com as mesmas ferramentas usadas por engenheiros e artistas da Pixar, explorando exemplos desde como modelar grama a como criar multidões por meio do enxame de robôs em WALL-E, entre outras possibilidades. Todas as lições do “Pixar in a Box” são gratuitas e não necessitam registro ou mesmo alguma exigência para completar o curso. As aulas, porém, são ministradas em inglês. Ficou interessado em fazer o curso? Acesse-o no link.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Trabalhadores de TI conquistam reajuste salarial de 10,67%

Campanha Salarial Sindpd trabalhadores Tecnologia da Informação
via Sindpd

Após seis rodadas de negociação, a Campanha Salarial dos trabalhadores de Tecnologia da Informação de São Paulo encerrou-se com acordo entre o Sindicato e os empresários. Na tarde desta segunda-feira, depois de mais de três horas de reunião, as comissões de negociação do Sindpd e do sindicato patronal fixaram o reajuste salarial em 10,67%. A aplicação do novo índice deverá ser feita em duas parcelas, a serem pagas em janeiro (8,50%) e a partir de novembro (2,17%).

Os trabalhadores de TI ainda garantiram o mesmo índice (10,67%) de aumento para o vale-refeição que, considerando o efeito retroativo à data-base da categoria, passa a ser de R$ 16,60 para todos os profissionais, considerando a jornada de oito horas diárias, sem qualquer distinção por alocação ou número de funcionários; proposta feita pelo sindicato dos empresários desde o início da Campanha. Em um dos processos mais difíceis de negociação dos últimos anos, em razão da situação econômica do País, a comissão do Sindpd resistiu às tentativas de retroceder nos direitos já consolidados na Convenção Coletiva de Trabalho da categoria. Mesmo diante da incisiva dos empresários do setor, que buscavam a retirada da obrigatoriedade de apresentação do programa de Participação nos Lucros e/ou Resultados, a garantia segue inalterada nesta Convenção.

"Por conhecer a história deste Sindicato, posso, com convicção, afirmar que esta foi uma das Campanhas mais duras que o Sindpd enfrentou. O cenário econômico nacional criou uma cortina de fumaça em que os setores não enxergam perspectivas, e isto estimula o medo, a desconfiança na retomada do crescimento. Mas podemos dizer que a categoria saiu vitoriosa. Conseguimos a garantia de reposição das perdas inflacionárias, coisa que poucos setores conquistaram. Temos a segurança de que nossa Convenção Coletiva em nada retrocedeu, mesmo diante da intensa pressão dos patrões", afirmou o presidente do Sindpd, Antonio Neto.

Para o dirigente, a negociação de hoje evidenciou um esforço conjunto para que a Campanha tivesse um desfecho compatível com as possibilidades e expectativas de ambos os lados. "Numa situação de crise, é preciso que todos os atores envolvidos cedam para assegurar uma conciliação justa e equilibrada. E pudemos testemunhar uma manifestação deste gênero aqui. Iniciamos a campanha salarial com o Seprosp oferecendo um reajuste irrisório, além de escalonado e com segmentação para determinados patamares salariais. Conseguimos romper esta disposição e avançar com o indicador de reajuste para repor o poder de compra. Isto, num cenário global de instabilidade financeira, é, de fato, uma vitória", finalizou Neto.

Brasileiros são vítimas de ataques que roubam senhas do Netflix

Netflix
via iG

Usuários brasileiros de Netflix foram vítimas de um grupo de hackers a procura de senhas de usuários para que outras pessoas tenham acesso ao conteúdo da plataforma a preços menores. Os cibercriminosos realizaram campanhas de malware e phishing por meio de arquivos maliciosos disfarçados de software da plataforma de streaming. Ao serem baixados e executados, os arquivos abrem a página da Netflix e instalam um cavalo de Tróia chamado Infostrealer.Banload, responsável por roubar as informações bancárias do usuário.

Em geral, os arquivos maliciosos são baixados pelos próprios usuários, vítimas de propagandas enganosas, como ofertas de acesso gratuito ou preço mais barato para o serviço. Depois de contaminar o equipamento, os hackers também conseguem redirecionar o usuário para um site falso, induzindo-os a fornecer login, senha, informações pessoais e cartões de crédito.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Twitter começa a liberar nova timeline organizada por algoritmos

Twitter
via IDGNow

Após muita polêmica e reclamações de usuários na última semana, o Twitter começou a liberar nesta quarta-feira, 10/2, uma nova versão da sua timeline que ordena os tweets com base em um algoritmo, em vez de seguir a já clássica ordem cronológica da plataforma. Segundo o The Verge, o novo modelo de timeline é baseado nos algoritmos usados no recurso “Enquanto você esteve longe”, que mostra uma seleção de tweets para o usuário com base na popularidade deles e também na interação do usuário com os perfis em questão, de forma parecida com o Feed de Notícias do Facebook.

Por enquanto, a nova timeline é opcional, sendo necessário selecionar uma opção específica em Configurações para ativá-la. A tendência é que o Twitter “vire a chave” da novidade para todos os usuários “nas próximas semanas”. A novidade está chegando a todas as principais plataformas do Twitter, incluindo iOS, Android e web – por enquanto o TweetDeck e o Twitter for Mac parecem estar a salvo.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Uber vai parar serviço em Paris para protestar contra mudança de lei

Uber
via UOL

O alvo de protesto virou protestante. O Uber vai interromper seus serviços em Paris nesta terça-feira (9) e juntar-se a outros motoristas da cidade para manifestar por regulações que podem prejudicar motoristas que usam apps de carona. O The Verge diz que os motoristas do Uber vão se juntar a choferes no protesto, que já ocorre por cinco dias. Esta é a primeira fez que o Uber para de prover seus serviços como forma de protesto.

Apesar da manifestação, o serviço ficará indisponível por pouco tempo na capital francesa. Precisamente, será entre 11h e 15h. O ato de solidariedade, se é que podemos chamar disso, tem relação com restrições propostas que impediriam motoristas empregados de trabalharem para esses serviços de carona baseados em aplicativo. Em Paris, esses tipos de contratos (motoristas que trabalham em outros serviços) representam 30% do total da frota de veículos Uber. Esta não é a primeira vez que o Uber se envolve em polêmicas em Paris. No ano passado, o governo forçou a companhia a encerrar as operações do UberPop (categoria mais barata do app de caronas) em toda da França.

Pirate Bay agora permite streaming de filmes diretamente no navegador

The Pirate Bay filmes streaming
via IDGNow

O Pirate Bay, site de torrents mais conhecido do mundo, agora permite que os usuários façam streaming de conteúdo pirateado, de forma parecida com o Popcorn Time, serviço que mistura o Pirate Bay com o Netflix. A partir de agora, o Pirate Bay tem suporte para o plugin Torrents Time, que permite aos internautas fazerem streaming de conteúdos diretamente em seus navegadores. Com isso, os usuários não precisam mais baixar o próprio arquivo torrent ou um cliente BitTorrent. Basta rodar o processo diretamente no Firefox, IE ou Chrome, no Windows ou Mac OS X.

De acordo com o The Verge, o novo sistema ainda está em fase beta de testes e traz todos os problemas dos conteúdos pirateados, como imagem de má qualidade e a necessidade de esperar que os chamados peers enviem o conteúdo. Vale notar que o plugin Torrents Time foi lançado há alguns dias justamente pela equipe por trás do Popcorn-Tme.se, uma das versões mais populares do “Netflix da pirataria”, e pode ser usado por qualquer site de torrent.

Sindicato patronal melhora proposta, mas índices ficam abaixo da reivindicação

Campanha Salarial 2016 Sindpd
via Sindpd

Na tarde desta quarta-feira, 03, as comissões de negociação do Sindpd e Seprosp se reuniram para tentar firmar acordo. Nesta quinta mesa de negociação da Campanha Salarial, os empresários oferecem 9% de reajuste com abono de 24% (sobre o salário de dezembro de 2015) a ser pago em setembro. O parcelamento do reajuste, em duas vezes (5% em janeiro e 4% em julho), foi mantido. Inicialmente, o Seprosp havia apontado reajuste de 8,5%, com abono na ordem de 29%, mas, diante da negativa da comissão do Sindpd, resolveram pausar a reunião para melhorar a proposta.

Nominalmente, a oferta do sindicato dos empresários se aproxima do índice de inflação medido pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), de 10,67%, mas ainda é insuficiente às expectativas da categoria. "Queremos buscar um indicador integral da inflação. Até aceitamos discutir um índice para o abono, de modo a compor as possíveis reposições, que uma proposta parcelada representaria dentro deste conceito. Avançamos nesta rodada, mas a proposta ainda é incompatível com a realidade do setor", ressaltou Antonio Neto, presidente do Sindpd.

De acordo com o argumento do presidente do sindicato patronal, Luigi Nese, a condição de parcelamento do reajuste é uma medida que visa atender à preocupação das empresas com o fundo de caixa, embora a previsão de investimento do setor continue em números crescentes (US$ 3,5 trilhões em 2016 em todo o mundo) segundo dados da consultoria Gartner. "Acho que [com esta proposta] a gente minimiza o fluxo de caixa das empresas e não prejudica o nível de reajuste total dos trabalhadores. Os recursos chegariam numa forma faseada [parcelada], mas sem ter diminuição dos índices", afirmou Nese.

Para o presidente do Sindpd, os empresários precisam considerar os efeitos da inflação no longo prazo, uma vez que os índices definidos não atuam isoladamente, mas, sim, têm ressonâncias nas negociações futuras. "Eu não abro mão de ter a garantia da inflação, pois o trabalhador não pode arcar com uma perda do seu poder de compra. A inflação corroí os salários no mês a mês, e é preciso ter no horizonte o que isto representa ao longo do ano", afirmou Neto. Na busca por conciliação, as comissões de negociação do Sindpd e do Seprosp convocaram nova reunião (6ª rodada) para o dia 15 de fevereiro, às 14h.

Confira as propostas apresentadas na 5ª rodada de negociação:

Proposta do Seprosp

- Reajuste salarial de 9%, parcelado em duas vezes (5% em janeiro e 4% em julho), com abono salarial de 24% (sobre o salário de dezembro), a ser pago em setembro próximo;
- Vale-refeição (VR) de R$16,50 para profissionais alocados na capital, e de R$ 15,70, para os das demais regiões.

Reivindicação do Sindpd

- Reajuste salarial de 11,28%;
- Vale-refeição (VR) de R$20 e R$ 15 à categoria, considerando jornadas de oito e seis horas diárias, respectivamente;
- Multa em caso de descumprimento do prazo (120 dias) para apresentação da proposta de PLR;
- Assistência Médica sem ônus para os profissionais;
- Licença maternidade de 180 dias;
- Auxílio-alimentação no valor fixo de R$90 reais;
- Reembolso de 50% do valor da mensalidade ao empregado que estiver fazendo curso que vá ao encontro dos interesses da empresa;
- Dia livre em 19 de outubro (dia do Profissional de TI);
- Vale-Cultura;
- E adicional de 3% do salário mensal do empregado, para cada cinco anos trabalhados, a título de quinquênio.

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Chrome vai bloquear páginas que exibam conteúdo ‘enganoso’

Chrome bloquear páginas conteúdo enganoso
via G1

O Google anunciou nesta quarta-feira (3) que o navegador Chrome passará a bloquear páginas que tiverem indícios de exibirem conteúdo “enganoso”, como botões falsos de download, que podem levar arquivos maliciosos, e anúncios mentirosos. A novidade é uma evolução da navegação segura lançada em novembro do ano passado. O objetivo inicial era evitar que os usuários do navegador instalassem softwares indesejados e revelasse informações pessoais. Agora, a atualização visa esquemas de engenharia social.

Nessa conta entram botões falsos de download e anúncios mentirosos. Os primeiros fazem com que o usuário clique em vários elementos antes de achar aquele que, de fato, o levará ao arquivo pretendido. Já os segundos sugerem instalações de arquivos cuja atuação expirou. Ainda que o Chrome bloqueie a página, o usuário pode, se quiser, continuar a navegar pelo site.

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Trabalhadores da Fidelity transferidos para empresa do mesmo grupo econômico devem ter seus direitos preservados

Fidelity Processadora e Serviços
via Sindpd

A Fidelity Processadora e Serviços, empresa especializada em processamento de dados, transferiu, no dia 4 de janeiro de 2016, seus empregados dos setores de call center e telefonia para a nova empresa do grupo, designada Fidelity Serviços e Contact Center. Consequentemente, estes trabalhadores, que estavam na base do Sindpd por liberalidade da empresa, passam a ser representados por outro sindicato. A transferência do funcionário de uma empresa para outra do mesmo grupo econômico é lícita. Contudo é obrigação da empresa e direito do trabalhador a anotação da ocorrência em sua Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), bem como o registro de todos os direitos do contrato de trabalho que vigorou com a empresa anterior.

Deste modo, a transferência não pode gerar nenhum prejuízo ao funcionário, que não recebe verbas rescisórias porque não foi demitido, apenas transferido. Entretanto o contrato permanecerá único. Quando o empregado for desligado da empresa receptora (no caso, a Fidelity Serviços e Contact Center), receberá as verbas rescisórias calculadas sobre todo o período trabalhado - na atual empresa e na antiga companhia (Fidelity Processadora e Serviços).

No caso da Fidelity, mesmo com a mudança de base, os empregados ainda têm direito às condições estabelecidas pela Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do Sindpd, que segue em negociação com o Seprosp (sindicato patronal) referente ao ano-base de 2015. Os trabalhadores têm este direito adquirido, uma vez que estavam vinculados à representação do Sindpd/Seprosp durante o referido período (2015). Se a empresa em que estavam registrados até o dia 31 de dezembro de 2015 não aplicar os índices e vantagens sobre seus salários vigentes naquela data, estará infringindo a lei e a Convenção Coletiva. Neste caso, o Sindpd terá legitimidade para ingressar com ação coletiva defendendo os trabalhadores.

Os funcionários transferidos para a nova companhia (Fidelity Serviços e Contact Center) passam a ter, obrigatoriamente, os contratos de trabalho regidos por outra entidade sindical. Entretanto se a partir da transferência, ocorrer redução de salário, do auxílio-refeição, auxílio-creche e outros benefícios, a empresa estará ferindo o direito particular do funcionário. Partindo desta constatação, o novo sindicato também poderá, ao atestar o eventual prejuízo dos trabalhadores, ingressar com ação coletiva, alegando redução de direitos trabalhistas que ocorram a partir do dia 4 de janeiro de 2016.

Novos acordos garantem PLR para a categoria

Sindpd PLR
via Sindpd

Inetx S/A
A diretora do Sindpd Sue Ellen Naka esteve à frente da negociação do acordo de PLR da Inetx. É a primeira vez que a empresa apresenta o acordo, que foi aceito pela maioria dos funcionários. O valor do benefício será pago até o dia 26 de fevereiro de 2016.

Atikas Soluções Tecnológicas Ltda
O mesmo aconteceu na Atikas, que firmou o acordo referente a 2015. Segundo Sue Ellen, os trabalhadores beneficiados já receberam o valor no dia 30 de dezembro.

Publionline Brasil Ltda EPP
Por votação unânime, os funcionários da Publionline também aprovaram o acordo proposto pela empresa em mediação novamente conduzida pela diretora Sue Ellen. Durante a negociação do benefício de 2015, ficou definido o pagamento em única parcela, que já foi liberada para os trabalhadores no dia 30 de dezembro.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Yahoo vai demitir 15% dos funcionários e fechar escritórios, diz WSJ

Marissa Mayer Yahoo
via IDGNow

O Yahoo deve anunciar más notícias nesta terça-feira, 2/2, incluindo a demissão de cerca de 15% da sua força de trabalho, ou 1.600 funcionários. As informações são do Wall Street Journal. De acordo com o jornal, que cita pessoas próximas do assunto como fontes, a novidade deve ser anunciada nesta terça pela CEO do Yahoo, Marissa Mayer, durante a divulgação do balanço financeiro do quarto trimestre de 2015.

Além disso, o Yahoo confirmou na última semana que vai fechar seus escritórios na Argentina e no México, cujas operações seriam mantidas a partir do Brasil, onde a empresa manterá sua base. Vale lembrar que o Yahoo vem sofrendo pressão por parte de investidores para vender seu negócio principal. Esses cortes poderiam ser vistos como uma forma de tornar a empresa mais interessante para potenciais novos compradores. Como está no chamado "quiet period", antes da divulgação do balanço financeiro, o Yahoo não comentou sobre as notícias dos possíveis cortes de funcionários.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Antonio Neto fala sobre "Conselhão" e dívida pública em entrevista ao Jornal da Record News

Antonio Neto Conselhão dívida pública entrevista Jornal da Record News
via Sindpd

Em entrevista ao vivo para o Jornal da Record News, o presidente da CSB e do Sindpd, Antonio Neto, avaliou a primeira reunião de 2016 do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, que ocorreu na última quinta-feira (28). Durante a análise, o dirigente, que também é um dos membros do chamado "Conselhão", ainda se posicionou sobre temas como a Previdência Social, CPMF e dívida pública.

Clique aqui e assista à entrevista na íntegra

De acordo com Neto, o principal entrave da economia brasileira é o dinheiro destinado ao pagamento da dívida em detrimento dos investimentos públicos. Para o presidente, a solução estaria na realização de uma auditoria cidadã. "Nós pagamos juros sobre juros. Isso é uma inconstitucionalidade. Essa dívida, hoje, no orçamento da União, refere-se a 47,5%.", destacou o dirigente ao jornalista Heródoto Barbeiro.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

"Sem repor a inflação, a gente não negocia", afirma Neto em 4ª rodada de negociação

Campanha Salarial 2016 Sindpd
via Sindpd

A Campanha Salarial dos trabalhadores de TI caminha para a quinta rodada de negociação sem significativos avanços nas propostas apresentadas pelo sindicato patronal. Na reunião desta quinta-feira, 29, os empresários ofereceram reajuste de 8% com abono salarial de 1,6% (sobre o salário anual), a ser pago em setembro. Durante a quarta mesa, a comissão dos empresários permaneceu intransigente sobre a condição de parcelamento (janeiro e julho), sob o argumento de que as empesas do setor estão com dificuldades em seus fundos de caixa, em razão do atual cenário econômico. A alegação, no entanto, vai de encontro ao estudo divulgado pela IDC (International Data Corporation) que, em coletiva de imprensa realizada hoje, apontou que o setor de Tecnologia da Informação deve avançar 2,6% em 2016. No ano anterior, o segmento registrou crescimento de 5%, de acordo com a mesma consultoria.

"Neste momento estamos com uma estabilidade de emprego, não estamos aumentando e o salário está mantendo o nível. É essa a preocupação que as empresas estão trazendo e colocando na mesa de discussão: para continuarmos a manter o emprego e o crescimento, suportável tanto para as empresas quanto para os empregados", destacou o presidente do Seprosp, em alusão a uma possível queda de rendimento do setor.

A comissão de negociação do Sindpd recusou, mais uma vez, a proposta. De acordo com o presidente do Sindpd, Antonio Neto, o pessimismo do empresariado não encontra sustentação nos dados. "Ainda que o percentual de crescimento tenha sido um pouco menor do que nos outros anos, o segmento dá claros sinais de estabilidade mesmo neste momento de maior retração da economia. Outro ponto que precisa ficar claro é que esta negociação busca repor as perdas salariais de 2015, a categoria teve seu salário corroído e precisa ser reparado, afinal o lucro do setor é oriundo desta força de trabalho", afirmou.

Para Neto, qualquer processo de negociação sério tem por base a reposição das perdas inflacionárias, a partir das quais se pode avançar no diálogo para se chegar a ganhos reais para a categoria. "Sem repor a inflação, a gente não caminha. O trabalhador também está arcando com as intempéries do mercado, aliás, é sempre a classe trabalhadora que mais paga nessas horas. Não se pode aceitar continuar uma negociação sem patamares minimente aceitáveis, pois isto, além de comprometer os ganhos da categoria, representaria a abertura de um precedente inaceitável", ressaltou o presidente.

A comissão de negociação do Sindpd só irá considerar novas propostas se o sindicato dos empresários apresentar índice condizente com a inflação do período. Durante a mesa, o presidente do Sindicato lembrou como as mobilizações da categoria, nos anos de 2011 e 2014, foram capazes de garantir, na Justiça, as reivindicações que o empresariado indeferiu. "O Sindpd está disposto a entrar em acordo, mas deste jeito não é possível. Nossa trajetória com o Seprosp nos faz buscar o diálogo sempre como a primeira alternativa. Mas, se for necessário, não hesitaremos em ampliar nossas possibilidades de atuação para garantir os direitos da categoria, ainda que dentre estas esteja o Tribunal", finalizou.

A quinta rodada de negociação está prevista para acontecer na quarta-feira (03/02), às 14h. Até lá, o presidente do Seprosp indicou que realizará nova assembleia com os empresários para discutir possíveis avanços na proposta.

Veja o resumo das propostas apresentadas nessa rodada de negociação:

Proposta do Seprosp

- Reajuste salarial de 8%, parcelado em duas vezes (janeiro e julho), com abono salarial de 1,6% (sobre o salário anual), a ser pago em setembro;
- Vale-refeição (VR) de R$16,50 para profissionais alocados na capital, e de R$ 15,70, para os das demais regiões.

Reivindicação do Sindpd

- Reajuste salarial de 11,28%;
- Vale-refeição (VR) de R$20 e R$ 15 à categoria, considerando jornadas de oito e seis horas diárias, respectivamente;
- Multa em caso de descumprimento do prazo (120 dias) para apresentação da proposta de PLR;
- Assistência Médica sem ônus para os profissionais;
- Licença maternidade de 180 dias;
- Auxílio-alimentação no valor fixo de R$90 reais:
- Reembolso de 50% do valor da mensalidade ao empregado que estiver fazendo curso que vá ao encontro dos interesses da empresa;
- Dia livre em 19 de outubro (dia do Profissional de TI);
- Vale-Cultura;
- E adicional de 3% do salário mensal do empregado, para cada cinco anos trabalhados, a título de quinquênio.

Apple anuncia recall de carregador no Brasil

Apple recall carregador Brasil
via iG

A Apple anunciou recentemente um recall voluntário dos seus carregadores tipo AC no Brasil, Argentina, Austrália, Europa Continental, Nova Zelândia e Coreia do Sul. A empresa diz que em alguns casos raros o adaptador com dois plugues pode quebrar, aumentando assim o risco de choque elétrico caso o usuário venha a tocar na peça. O produto defeituoso foi vendido junto a Macs e de alguns dispositivos móveis com iOS de 2003 a 2015 e também no kit de adaptadores para viagem chamado Apple World Travel Adapter Kit. A Apple diz ter conhecimento de 12 acidentes em todo o planeta.

Os clientes que tiveram problemas ou que desejarem trocar a peça devem acessar a página de recall. Um adaptador de dois plugues defeituoso tem algumas características como ranhuras que a Apple também ajuda a identificar por meio de uma página explicativa.

Java não terá mais plug-in para navegadores, anuncia Oracle

Java Oracle
via G1

A fabricante de software Oracle anunciou nesta quarta-feira (27) que a próxima grande atualização do Java, o Java 9, não terá mais suporte ao plug-in que roda dentro dos navegadores web. Isso significa que aplicações que dependem desse recurso - como alguns sites de bancos brasileiros - terão de migrar para novas tecnologias, como o Java Web Start (JWS), que funciona fora do navegador. O plug-in do Java, assim como outros plug-ins de navegadores, é uma notória porta de entrada explorada por criminosos para contaminar computadores com códigos maliciosos. O programa coleciona diversas falhas de segurança desde a época em que ainda era mantido pela Sun Microsystems.

A Oracle recentemente também teve de entrar em um acordo com um órgão regulador norte-americano por ter, segundo o órgão, enganado usuários sobre a segurança do Java. O caso envolve um problema no instalador do Java que mantinha versões antigas no computador em vez de desinstalá-las, deixando vulneráveis até mesmo os usuários que buscavam a versão mais nova (e mais segura) do produto. O suporte ao Java já vinha diminuindo entre os próprios navegadores. No Chrome, do Google, o Java só funciona com uma configuração especial que em breve será desligada por completo. O Edge, no Windows 10, não tem suporte a plug-ins e, portanto, não dá suporte ao Java.

A tecnologia da Microsoft que concorria com o plug-in do Java, o ActiveX, também foi aposentada com o Windows 10. A tecnologia só funciona no Internet Explorer, enquanto o navegador oficial do novo sistema é o Edge. O Internet Explorer é usado no sistema apenas para fins de compatibilidade com sites que ainda dependem dessas tecnologias antigas. Além do ActiveX e do Java, outra tecnologia já considerada obsoleta é o Silverlight. O Flash ainda é suportado pelos navegadores modernos, mas a tecnologia também deve ser aposentada. Em celulares, ela foi abandonada em 2011. A Adobe também já anunciou que vai abandonar a marca "Flash" em seu produto de animação, hoje chamado de "Flash Professional". A expectativa, como diz o anúncio da Oracle sobre o Java, é de que a web do futuro seja "livre de plug-ins".

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Antonio Neto toma posse no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES)

Antonio Neto posse Conselho Desenvolvimento Econômico Social CDES
via Sindpd

Na tarde de hoje, 28, Antonio Neto, presidente da CSB e do Sindpd, tomou posse no Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES). Durante cerimônia realizada em Brasília, a presidenta Dilma Rousseff comandou a 44ª reunião do Conselho, que terá 92 membros (clique aqui para acessar o edital com o nome de todos os conselheiros). Compõem o CDES representantes dos trabalhadores, dos movimentos sociais, da sociedade civil, dos empresários e do governo.

Criado pela Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, durante o mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social permite e amplia a interlocução entre o governo e a sociedade civil para definir, de forma compartilhada, os rumos do País. A última reunião do CDES foi realizada em junho de 2014 e, desde então, o órgão estava com suas atividades paralisadas. Comandado pela presidenta da República, seus membros são designados por ato formal da Presidência para um mandato de dois anos, com possibilidade de recondução.

O objetivo do governo com a reorganização do Conselho é debater e criar com todos os integrantes uma pauta focada na retomada do crescimento e desenvolvimento econômico sem elevar a inflação. O tema da 44ª reunião foi "Caminhos para a retomada do Desenvolvimento Brasileiro". Para Antonio Neto, reunir novamente o Conselho foi uma decisão acertada. "Este é um espaço que a presidenta tem para conversar com a sociedade civil. Aqui temos mais de 90 pessoas reunidas, além dos personagens do governo, que poderão trocar informações, opiniões e, acima de tudo, buscar alternativas para a retomada do crescimento", disse o presidente da CSB e do Sindpd.

Neto destacou ainda que no atual cenário de crise, "um conselho como este é fundamental na busca de soluções que possam ajudar a consolidar uma série de quesitos e informações para o Brasil sair imediatamente da crise". Dilma Rousseff afirmou em seu discurso que são fundamentais as ideias e sugestões dos membros do CDES para a tomada decisões com celeridade, que possam ajudar a retomar o crescimento do Brasil e garantir um País mais justo e igualitário. "Conselho é um espaço para a construção de consensos em favor do Brasil. Independe das posições políticas ou partidárias dos que o compõem. (...) Conto com vocês para debatermos temas relevantes, em busca das convergências que nos levarão a propostas políticas e socialmente exequíveis", disse.

Confira abaixo a lista dos integrantes do CDES: 

Abilio Dos Santos Diniz (BR-Foods)
Adilson G. De Araujo (CTB)
Alberto Ercilio Broch (Contag)
Alexandre José Da Conceição (MST)
Ana Moser (Atletas Pelo Brasil)
Antonio Fernandes Dos Santos Neto (CSB) 
Antônio Ricardo Alvarez Alban (Fieb)
Arildo Mota Lopes (Unisol/CUT)
Ariovaldo Santana Da Rocha (Sinaval)
Benjamin Steinbruch (CSN)
Bispo Flávio Augusto Borges Irala (Conic)
Camila Lanes (UBES)
Carina Vitral Costa (UNE)
Carlos Buch Pastoriza (Abimaq)
Carlos Fadigas (Braskem)
Carmen Helena Ferreira Foro (CUT e Contag)
Claudia Muinhos Ricaldoni (Ass. Nac. Part. Fundos De Pensão/Anapar)
Claudia Sender (Tam S.A.)
Cledorvino Belini (Fiat Chrisler)
Clemente Ganz Lucio (Dieese)
Creuza Maria Oliveira (Fenatrad)
Décio Da Silva (Weg)
Dom Joaquim Mol (CNBB)                  
Edson Godoy Bueno (Amil)
Eduardo Fagnani (Unicamp)      
Eleuza De Cassia Bufelli Macari (UGT)
Eliel Benitez (UFGD)
Elizabeth De Carvalhaes (Ibá Indústria Brasileira de Árvores)
Enio Candotti (Museu da Amazônia)
Eraí Maggi (Grupo Bom Futuro)
Fabio José Silva Coelho (Google)
Fernando Gomes de Morais (Escritor)
Frederico Pinheiro Fleury Curado (Embraer)
Guilherme Afiff Domingos (Sebrae)
Guilherme De Jesus Paulus (CVC Brasil)
Heitor José Müller (Fiergs)
Helena Nader (SBPC)  
Humberto Eustaquio César Mota (Dufry E Acrj)
João Bosco De Oliveira Borba (Anceabra)
João Carlos Di Genio (Grupo Objetivo)
João Martins Da Silva Junior (CNA)
Joesley Mendonça Batista (J&F Investimentos)
Jorge Abrahão (Instituto Ethos)
Jorge Gerdau Johannpeter (Grupo Gerdau)
Jorge Marques De Toledo Camargo (IBP)
Jorge Nazareno Rodrigues (Sind. Metalúrg. - Osasco Região)
Jorge Paulo Lemann (Ambev)
José Antonio Moroni (Inesc)
José Calixto Ramos (NCST e  CNTI)
José Carlos Rodrigues Martins (CBIC)
José Felix (América Movil)
José Maria Ferreira Rangel (FUP-CUT)
Jose Roberto Ermírio De Moraes (Votorantim)
Josué Gomes Da Silva (Coteminas)
Juvandia Moreira Leite (Sind. Bancários SP, Osasco e Região-CUT)
Luís Roberto Pogetti (Copersucar)
Luiz Carlos Trabuco Cappi (Bradesco)
Luiz Moan Yabiku Junior (Anfavea)
Luiza Helena Trajano Inacio Rodrigues (Magazine Luiza)
Márcio Lopes De Freitas (Ocb)
Marco Stefanini (Stefanini)
Marcos Rochinski (Fetraf Brasil/CUT)
Marcus Vinícius Coelho (OAB)
Maria Izabel Azevedo Noronha (Sindicato Dos Professores do Ensino Oficial De São Paulo)
Maria Lucia Cavalli Neder (Andifes)
Miguel Angelo Laporta Nicolelis (Centro De Neuroengenharia da Univ. De Duke)
Miguel Eduardo Torres (Força Sindical)
Murilo Pinto De Oliveira Ferreira (Vale)
Nair Maria De Jesus Goulart (Força Sindical- Bahia)
Paulo Sérgio Pinheiro (NEV-USP)
Pedro Passos (Natura)
Pedro Wongtschowski (Cnpem/Embrapii)
Rafael Marques Da Silva Junior (Sindicato Metalurgicos Do ABC/CUT)
Reginaldo Arcuri (Farmabrasil)
Renato Alves Vale (CCR)
Ricardo Bielchovski (UFRJ)
Ricardo Patah (UGT e Sindicato dos Comerciários de São Paulo)
Roberto Rodrigues (Centro de Agronegócios da FGV)
Roberto Setúbal (Itaú-Unibanco)
Robson Braga De Andrade (CNI)
Rogerio Cezar De Cerqueira Leite (CCT)                    
Rosangela Piovizani Cordeiro (MMC)
Rubens Ometto Silveira Mello (Grupo Ometto)
Sergio Haddad (Ação Educativa)
Sérgio Paulo Gomes Gallindo (Brasscom)
Synésio Batista Da Costa (Abrinq)
Tania Bacelar De Araujo (Ufpe)
Vagner Freitas De Moraes (CUT)
Viviane Senna Lalli (Fundação Ayrton Senna)
Wagner Moura (Embaixador OIT - Personalidade Cultural)
Warley Martins Gonçalves (COPAB)
Wilson Ferreira Jr (Abdib)

Google Glass encerra contas no Facebook e no Twitter

Google Glass
via IDGNow

O Google colocou mais uma pá de cal na versão para consumidores do seu óculos futurista Google Glass. Isso porque a empresa encerrou neste final de semana as contas do Glass no Facebook e no Twitter. Desta forma, os usuários que seguiam as páginas do Glass nas redes sociais foram redirecionados para fóruns de suporte da empresa.

A iniciativa é mais um passo para posicionar o Glass como um produto para empresas. A versão corporativa do aparelho ainda estaria em desenvolvimento e não tem previsão de chegar ao mercado. Encerrada no começo de 2015, a versão original do Glass (vendido a US$ 1500) não foi bem recebido pelos consumidores e especialistas, que expressaram uma preocupação com a privacidade e consideraram seu lançamento prematuro.

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Regional de Araraquara inicia inscrições para viagem à eclusa de Barra Bonita

Barra Bonita
via Sindpd

A agenda de celebrações do Sindpd para o Dia Internacional da Mulher já começou a movimentar os associados. Isto porque a regional do Sindicato em Araraquara iniciou as inscrições para o tradicional passeio de barco à eclusa de Barra Bonita, com direito a uma bela vista por sobre o rio Tietê que, com 1136 km de extensão, corta todo o Estado de São Paulo. De acordo com o diretor Daniel Forini, a viagem está programada para o dia 5 de março e garantirá aos associados a incrível experiência de superar 26 metros de desnível de água, onde a primeira usina hidroelétrica com eclusa da América do Sul foi construída.

Registros apontam que o conceito de eclusas já era utilizado pelos chineses no século VII. Trata-se de uma espécie de elevador aquático que ajuda as embarcações a transpor rios ou canais em que exista desnível, isto por meio de uma grande câmara de concreto com dois enormes portões de aço. O passeio pela eclusa dura em média três horas, e aos associados e seus acompanhantes será oferecido almoço com cardápio exclusivo. No roteiro da viagem ainda está incluída visita ao Shopping Território do Calçado, em Jaú, considerado o maior shopping de calçados femininos da América Latina, além de sorteios de prêmios e brindes.

A regional do Sindpd em Araraquara irá disponibilizar ônibus fretado para os associados inscritos. Os veículos sairão às 6h45 da manhã da rua Padra Duarte, 151 - em frente ao edifício América. Para participar, é preciso confirmar presença por meio dos telefones 3331-6955/3335-6955 ou, ainda, pelo e-mail: sindpd.araraquara@sindpd.org.br. Cada associada poderá convidar um acompanhante.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

'Kylo Ren baiano' diz que zoação começou na estreia de Star Wars

Kylo Ren baiano Fabrício Sampaio Weindler Bahia Star Wars
via G1

Uma estrela internacional da saga "Star Wars" chamou atenção tirando fotos com um sabre de luz na Campus Party 2016. Ou ao menos alguém bem parecido com ele. O baiano Fabrício Sampaio Weindler, de 24 anos, é alvo de piadinhas dos amigos pela semelhança com o personagem Kylo Ren (o ator Adam Driver), do Episódio VII. As brincadeiras começaram ainda dentro do cinema, quando Fabrício e outros amigos fãs da saga viam a pré-estreia, em dezembro. "No momento em que veio a cena e ele (Kylo Ren) tirou o capacete, meus amigos viraram pra mim, começaram a me olhar... É zoação até hoje. Agora muitos me chamam de Kylo", conta.

O G1 notou a semelhança entre o campuseiro e o personagem no momento em que ele estava vestido com a roupa de Darth Vader, emprestada de um estande na entrada do evento. "Achei bacana. Vi a roupa do Darth Vader ali e falei: é o momento para eu fixar a zoação mesmo", diz. Fabrício é o líder da caravana Breaking Barriers Bahia, que veio de Salvador com 24 pessoas para participar da Campus Party pelo terceiro ano seguido. Natural de Cruz das Almas (BA), ele conta o que espera desta edição. "A gente sempre espera mais no decorrer das edições. Como neste ano houve muitos cortes de gastos, dá pra ver que a diferença está grande. Mas estou na expectativa", afirma.

Facebook adota rede de anonimato Tor para aplicativos Android

Tor Browser

via G1

Usuários do aplicativo do Facebook em celulares que rodam Android podem agora acessar de forma anônima o navegador da maior rede social do mundo por meio do serviço Tor, informou a companhia na terça-feira (19). O recurso expande uma colaboração que permitiu aos usuários do Facebook acessar diretamente o site via navegador Tor em computadores pessoais. A medida ocorre enquanto legisladores e companhias de tecnologia debatem se a privacidade digital deveria ser coibida para ajudar os reguladores a combater hackers.

Kate Krauss, porta-voz do Tor Project, um grupo de desenvolvedores que cuida do software para navegação anônima, disse que o apoio do Android pode ajudar a expandir o Tor devido à alta penetração do Facebook. A rede social tem mais de 1,5 bilhão de usuários ativos mensais. "Todos no mundo precisam de mais privacidade online e quase todo mundo está no Facebook", disse Krauss via Signal, um serviço de mensagens criptografado. "Isso vai permitir que as pessoas escolham se querem compartilhar sua localização ou não." O Tor não tem planos de disponibilizar o serviço no aplicativo do Facebook para o iPhone da Apple, disse Krauss.