segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Ataque terrorista em Paris vira isca para golpes de hackers na web

Ataque terrorista Paris golpes hackers
via IDGNow

Como costuma acontecer com notícias de grande mobilização popular, os ataques do grupo terrorista Estado Islâmico em Paris na sexta-feira, 13/11, já viraram isca para ataques de hackers na web. De acordo com a empresa de segurança Bitdefender, os cibercriminosos criaram uma versão maliciosa da conhecida campanha “Somos Todos Paris”, mas com imagens falsas – ao clicar nelas, o usuário permite a instalação de um malware que consegue controlar seu computador e smartphone. A companhia destaca que o próprio Ministério do Interior da França fez um alerta sobre essa ameaça, pedindo cuidado aos internautas contra golpes desse tipo.

"Às vezes não é fácil detectar uma falsa notícia. O ideal é acessar as matérias diretamente nos portais que o usuário já conhece e confia, e evitar clicar em links que chegam por e-mail, WhatsApp, SMS ou redes sociais, além de cuidado especial com conteúdos sensacionalistas", explica o CEO da Securisoft e Country Partner da Bitdefender no Brasil, Eduardo D'Antona. Além de tomar cuidado antes de abrir e/ou clicar em qualquer link/arquivo, é recomendado sempre manter seu antivírus atualizado, aponta a companhia especializada.

domingo, 29 de novembro de 2015

Trabalhadores em greve na Cobra rejeitam contingenciamento de 30% pedido pela empresa

Cobra Tecnologia greve
via Sindpd

Na última sexta-feira, dia 20, o diretor do Sindpd Celso Lopes esteve reunido com os representantes da Cobra Tecnologia, na sede da Fenadados, em Brasília, para discutir o pedido de contingenciamento feito pela empresa aos trabalhadores durante o período de greve. A Cobra solicitou que 30% dos funcionários e gestores permaneçam no exercício de suas atividades. Em contraproposta, as entidades de representação da categoria ofereceram 5% dos trabalhadores, percentual por Estado, como medida contingencial, desde que fosse garantido o abono dos dias de paralisação.

A direção da empresa deixou claro o caráter inegociável de sua última proposta - feita na 2ª rodada de negociação -, mesmo que o contingenciamento exigido seja acatado pelos trabalhadores. Além disso, os representantes da companhia afirmaram que os dias de greve só serão negociados posteriormente.
O conjunto da categoria entende que a Cobra Tecnologia não exerce atividade considerada essencial -  conforme descrito no artigo 10, da Lei Nº 7.783, que dispõe sobre o exercício do direito de greve, define as atividades essenciais e regula o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade -, portanto os trabalhadores ficam isentos de aderir à solicitação da empresa.

A representação dos funcionários, percebendo ainda a inviabilidade de qualquer avanço nas negociações, devido ao posicionamento da empresa, entrará com pedido de dissídio coletivo nos próximos dias conforme já previamente deliberado em assembleia. "Mostrando uma boa vontade, resolvemos apresentar uma contraproposta de 5%, e pedimos os dias de greve abonados, mas eles não aceitaram. A grande "cara de pau" da empresa foi pedir a contingência, sem ao menos oferecer algo em troca. Não somos obrigados a atender ao pedido", afirmou Celso Lopes.

Greve

A Cobra reafirmou que a proposta apresentada na 2ª mesa de negociação - na qual ofereceu o reajuste salarial de apenas 4%, abaixo da inflação dos últimos doze meses - que é de 10,33% - segundo o Índice de Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (ICV-DIEESE) -, abono de R$ 500 (parcela única), auxílio-refeição de R$ 700,57 e aumento de 9,49% sobre os demais benefícios constantes nas cláusulas do Acordo Coletivo em vigência - é final e definitiva.

A paralisação dos trabalhadores, que teve início no dia 18 de novembro, segue por tempo indeterminado ou até que se chegue ao mínimo dos percentuais descritos na pauta de reivindicação da categoria, que se refere à Campanha Salarial 2015/2016. Clique aqui para ler a matéria sobre a greve. "Temos esperança em conseguir um índice muito melhor do que os 4% oferecido pela empresa se analisarmos as conciliações realizadas em casos de jurisprudência. A inflação é de 10,33% (ICV-DIEESE) e o IPCA que a empresa costuma usar é de 9,49%, ou seja, muito distante", reiterou o diretor Celso Lopes.

Rede Hilton é alvo de ciberataque para roubar dados de clientes

Hotel Rede Hilton hotéis
via G1

A rede de hotéis norte-americana Hilton anunciou nesta terça-feira (24) que foi alvo de um ataque cibernético destinado a roubar dados bancários de seus clientes. Este ciberataque ocorreu em duas etapas, explicou o grupo em comunicado. Os hackers instalaram um programa malicioso entre 18 de novembro e 5 de dezembro de 2014. Um novo ataque ocorreu de 21 de abril a 27 de julho de 2015, acrescentou o grupo Hilton sem especificar se os dois ataques foram cometidos pelos mesmos hackers.

"Com a colaboração de especialistas, representantes da lei e as bandeiras de cartões bancários, a Hilton Worldwide conseguiu determinar que o programa malicioso buscava informações específicas sobre os cartões de pagamento", incluindo nomes, números, códigos de segurança e datas de vencimento. Não foi roubado qualquer endereço pessoal ou senha, garantiu a rede de hotéis, que no entanto aconselhou as pessoas que estavam em suas dependências a tomarem precauções e verificarem seus extratos bancários mensais, particularmente durante os períodos dos ataques.

Em caso de irregularidades, o Hilton pede aos clientes que entrem em contato com suas entidades financeiras. A revelação ocorreu quatro dias depois que a rede hoteleira Starwood (Sheraton, St.Regis, W, Le Méridien) informou sobre um ataque informático similar.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

SindpdFest: Inscrições encerradas! Clique aqui para obter seu comprovante

SindpdFest Sindpd
via Sindpd

SindpdFest: Inscrições encerradas! Clique aqui para obter seu comprovante.

Os apps 'fantasma' em que adolescentes escondem fotos sexuais

Escola secundária de Canon City Colorado
via G1

Há algumas semanas, na escola secundária de Canon City, no Estado americano do Colorado, foi revelado um escândalo de "sexting" – o envio de mensagens e imagens explícitas pelo celular – que surpreendeu pais de alunos e professores. Pelo menos cem alunos, alguns de apenas 12 anos de idade, estavam compartilhando centenas de fotografias nas quais apareciam nus.

Estas imagens íntimas, feitas pelos próprios adolescentes e enviadas a amigos, estavam armazenadas em chamados "aplicativos fantasmas"; os adultos demoraram meses para perceber o que estava ocorrendo. Os "apps fantasma" tem a aparência de aplicativos normais, como um aplicativo de música ou uma calculadora. Mas, ao digitar uma senha, o usuário ganha acesso a pastas secretas nas quais pode armazenar fotografias e vídeos. Segundo especialistas, estes apps ganharam popularidade nos últimos anos entre os adolescentes. Eles usam os apps para que seus pais não tenham acesso a conteúdos como imagens explícitas.

Investigação

Autoridades da escola de Canon City explicaram que descobriram entre 300 e 400 fotos de adolescentes nus escondidas neste tipo de aplicativo nos celulares dos alunos. No centro do escândalo estavam jogadores da equipe de futebol americano do colégio. De acordo com o jornal The New York Times, alguns dos estudantes poderão ser processados - é crime possuir ou distribuir pornografia infantil.

Mas, como a maioria dos envolvidos tem menos de 18 anos, as autoridades ainda não sabem exatamente como proceder. Os estudantes aparentemente faziam uma espécie de jogo com essas imagens, que envolvia um sistema de pontos. Os que conseguiam as fotos dos alunos mais desejados da escola, ganhavam mais pontos. As autoridades vão investigar se há algum adulto envolvido ou se alguns dos estudantes foram coagidos para compartilhar as fotos.

Calculadoras

Os "apps fantasma" existem no mercado há menos de três anos e muitos deles são gratuitos. Entre os mais populares estão Secret Calculator Folder Free e Calculator%, que têm a aparência de e até funcionam como uma calculadora. Com a senha, estes aplicativos abrem os arquivos secretos. Existem alguns apps que até colocam arquivos secretos dentro de outros arquivos secretos, para dificultar ainda mais o acesso.

"Estes apps são o que chamamos de cavalos de troia, porque aparentam ser algo que não são", disse Steven Beaty, especialista em segurança e professor de computação na Universidade Metropolitana de Denver, no Colorado. Beaty disse à BBC Mundo que "é muito difícil diferenciar estes apps de aplicativos normais". "Os pais deveriam se concentrar nos aplicativos que os telefones normalmente já têm incluídos, como calculadoras, e procurar aqueles que estão duplicados nos telefones de seus filhos", recomendou. "Os aplicativos redundantes são os mais suspeitos", acrescentou.

Controle

Beaty acredita que os adultos deveriam controlar os novos aplicativos que os filhos compram ou baixam entrando nas lojas de aplicativos da Apple ou Google e descobrindo quais são as verdadeiras funções destes apps. Ele também afirma que não adianta conectar o celular a um computador, "já que os arquivos permanecem ocultos." O especialista em cibersegurança afirmou que existem "ferramentas sofisticadas utilizadas pela polícia para ter acesso ao conteúdo oculto dos telefones, mas não estão disponíveis para o público".

"Os pais precisam explicar aos filhos quais são as ramificações ao utilizar estes aplicativos para armazenar certo tipo de conteúdo e as consequências que terão de enfrentar." As autoridades do Colorado dizem que o caso da escola de Canon City não é isolado e que os "aplicativos fantasma" são usados por jovens de todos os Estados Unidos. Um argumento a mais mais para que autoridades alertem pais a aumentar a vigilância das atividades de seus filhos em seus celulares e computadores.

Funcionários da Vantage, 8 BITS, Comap e UniSoma aprovam acordo de PLR

Sindpd PLR
via Sindpd

Vantage Tecnologia da Informação Ltda - EPP
Por maioria dos votos, os trabalhadores da Vantage aprovaram o acordo de PLR de 2015. Os funcionários vão receber o pagamento em única parcela até 20 de dezembro de 2015. Sue Ellen Naka esteve à frente da negociação.

8 BITS Tecnologia Comércio e Serviços de Equipamentos de Informática Ltda - ME
Pela primeira vez, a 8 BITS firmou acordo de PLR. A negociação também foi acompanhada por Sue Ellen Naka. Cerca de 11 trabalhadores serão contemplados pelo benefício, que tem pagamento previsto para fevereiro de 2016 em única parcela.

Comap Coleta e Processamento de Dados Ltda - EPP
Sue Ellen Naka e a comissão de trabalhadores da Comap, composta por Thamiris Teixeira, Karine Veríssimo Brito da Silva e Vanessa de Oliveira de Souza, reuniram-se em assembleia no dia 30 de outubro para a negociação do acordo de PLR de 2015. A empresa fará o pagamento do benefício em duas parcelas até 06 de março de 2016.

UniSoma Computação Ltda
Durante assembleia realizada pelo diretor Ismael Antonio de Souza, na sede da empresa, a maioria dos trabalhadores aprovou a proposta para 2015 feita pela UniSoma. O pagamento do benefício será efetuado em única parcela, em março de 2016.

Amazon construirá novo parque eólico nos EUA para alimentar data centers

Amazon parque eólico EUA
via IDGNow

Nesta quinta-feira (19), a Amazon Web Services (AWS) anunciou que construirá e operará um parque eólico em Ohio, EUA, que irá alimentar os atuais e futuros data centers da companhia. O projeto batizado de Amazon Wind Farm US Central deve gerar cerca de 320 mil megawatts/hora de energia eólica por ano a começar em maio de 2017. Será energia suficiente para sustentar mais de 29 mil casas nos Estados Unidos em um ano.

Enquanto o mais recente parque eólico da AWS é ofuscado por projetos anunciados anteriormente, ele ainda é grande em comparação àqueles normalmente construídos por empresas privadas. Por exemplo, um dos maiores parques eólicos que será concluído este ano é o projeto eólico de 300MW da Jumbo Road localizado no Texas (EUA). O projeto foi encomendado por uma empresa de electricidade que vende energia para Austin Energy. Esse parque eólico custará mais de US $ 1 bilhão. Energia eólica, a segunda maior categoria de geração de energia renovável, deverá crescer em média 2,4% a cada ano para se tornar a maior contribuinte de energia em 2038.

Para além da energia hidrelétrica, todas as outras formas de energia renováveis devem crescer mais rápido - apesar de começarem a partir de uma base menor. Por exemplo, a energia fotovoltaica (solar) de geração de energia deverá crescer 6,8% ao ano, a geotérmica 5,5%, e a biomassa 3,1%, de acordo com a Energy Information Administration dos EUA. A Amazon lançou uma série de projetos de parques eólicos e outras iniciativas de energia renovável ao longo dos últimos dois anos, a medida que busca atingir a meta de 100% de uso de energia renovável.

Em abril de 2015, a AWS anunciou que estava recebendo cerca de 25% de sua energia a partir de fontes de energia renováveis e que planejava aumentar esse nível para 40% até o final de 2016. Em janeiro desse ano, a companhia anunciou o Amazon Wind Farm, em Benton County, Indiana, que deverá gerar 500 mil MWh da energia eólica por ano. Meses depois, em junho de 2015, foi a vez do Amazon Solar US East Farm, na Virgínia, que deverá gerar 170 mil MWh de energia solar por ano. E em julho de 2015, a AWS anunciou a Amazon Wind Farm East, na Carolina do Norte, que deverá gerar mais de 670 mil MWh de energia por ano.

Também este ano, a Amazon lançou um projeto piloto de baterias de armazenamento de energia da Tesla projetado para ajudar a preencher a lacuna entre a produção intermitente a partir de fontes como o vento e a demanda de potência constante de um centro de dados. Junto com o novo Amazon Wind Farm Central, a companhia disse que seus projetos de energia renovável entregarão mais de 1,6 milhões de MWh de energia renovável em redes elétricas, quantidade equivalente de energia necessária para abastecer 150 mil casas.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Facebook cria ferramenta que mostra menos postagens de ex-namorados

Facebook
via G1

Quando se termina o namoro com uma pessoa, a primeira atitude de muita gente é removê-la das suas redes sociais. Mas o Facebook também pensa em quem quer superar, mas não apagar, o ex das redes, e lançou uma ferramenta que mostra menos postagens e reduz as interações possíveis com antigos parceiros sem bloqueá-los ou removê-los do seu grupo de amigos no site.

A função começou a ser testada nos Estados Unidos na versão para celulares do Facebook, e aparece assim que um usuário muda seu status de relacionamento para solteiro. As opções são as seguintes:
- reduzir o número de vezes que o nome e a foto de perfil do ex aparecem no Facebook sem precisar deletá-lo. As postagens da pessoa também deixam de aparecer na sua linha do tempo, e o nome dela não é sugerido ao escrever uma mensagem ou marcar amigos em fotos;
- limitar o que o ex pode ver das atualizações de fotos, vídeos e status;
- editar quem pode visualizar postagens antigas com o ex, ou até se desmarcar de publicações da pessoa.

Segundo o Facebook, "esse trabalho é parte de nosso esforço contínuo em desenvolver ferramentas para pessoas que estão passando por momentos difíceis em suas vidas. Esperamos que essas ferramentas ajudem as pessoas a terminar relacionamentos no Facebook com mais facilidade, conforto e noção de controle".

Estado Islâmico declara guerra ao aplicativo Telegram

Telegram
via R7

O aplicativo de mensagens Telegram, que até pouco tempo era utilizado como meio de comunicação dos terroristas do Estado Islâmico, agora virou alvo para os jihadistas. O grupo responsável pelo aplicativo bloqueou 78 canais que eram utilizados pelo grupo em 12 línguas diferentes.  Esse processo de bloqueio faz parte de uma ação para renovar a imagem do app, que era sempre lembrado por ajudar os terroristas, fazendo pouco caso no processo de ajudar as investigações contra o terrorismo.

Através de um comunicado oficial, o Telegram disse que toda a sua equipe está muito surpresa com o fato de que os canais públicos do aplicativo foram utilizados pelo ISIS para espalhar certos tipo de ações. O comunicado também ressalta que 78 canais ligados ao grupo terrorista em 12 línguas foram bloqueados e a empresa está revendo cuidadosamente os relatórios que estão sendo enviados através do e-mail abuse@telegram.org para que novas medidas possam ser tomadas. O Telegram também fez questão de ressaltar que a companhia não irá fazer parte de nenhum tipo de censura motivada por política. Os canais terroristas serão bloqueados, porém qualquer tipo de manifestação que expressem opiniões políticas não serão excluídas.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Marcha Nacional das Mulheres Negras percorre Brasília em defesa da igualdade de direitos e contra a discriminação

Marcha Nacional das Mulheres Negras
via CSB

Nesta quarta-feira, 18, movimentos sociais reuniram cerca de 15 mil pessoas na Marcha das Mulheres Negras contra o racismo, a violência e pelo bem viver. É a primeira vez que a marcha acontece nacionalmente; a CSB esteve presente no ato em defesa da igualdade racial. O objetivo do evento é reunir mulheres negras e representantes dos movimentos sociais na luta pela igualdade de direitos, por um País mais justo e democrático e pela defesa de um novo modelo de desenvolvimento baseado na valorização dos saberes e da cultura afro-brasileira. A marcha acontece no âmbito da Década Internacional dos Afrodescendentes 2015-2024 e do mês da Consciência Negra.

A marcha foi Idealizada durante o “Encontro Paralelo da Sociedade Civil para o Afro XXI: Encontro Ibero Americano do Ano dos Afrodescendentes”, em Salvador, no ano de 2011. Atualmente, as mulheres pardas e negras representam 25% da população brasileira de acordo com os dados levantados pelas organizadoras da Marcha durante a preparação do evento. No encontro, a CSB destacou que a qualificação profissional é um dos instrumentos para a inserção do negro no mercado de trabalho. “Nós viemos participar da Marcha Nacional das Mulheres Negras para levantar debate sobre qualificação e requalificação da mulher e do homem negro por meio de recursos do CODEFAT (Comissão do Fundo de Amparo ao Trabalhador. O governo precisa investir na criação de cursos que visem a qualificação da população negra, que é constantemente marginalizada pela sociedade”, explicou José Avelino Pereira (Chinelo), vice-presidente da Central.

Segundo o dirigente, o negro está sempre no pior trabalho que há. “Os negros estão sempre em postos de trabalho que exigem menos qualificação. Nós, do movimento sindical, temos que debater a desigualdade de oportunidades profissionais que há entre negros e brancos e buscar ações afirmativas dentro do mercado de trabalho. Nós, sindicalistas, podemos colocar dentro das convenções coletivas de trabalho cláusulas que garantam a inclusão de mulheres e homens negros na empresa, criar cursos de capacitação para a população negra de baixa renda dentro dos próprios sindicatos”, disse. “Para a CSB estar neste evento, que é a primeira mobilização nacional em prol das mulheres negras, é muito emocionante. Estivemos na Marcha com 300 pessoas representantes da CSB lutando por um Brasil mais democrático e igualitário. Também quero destacar que todo dia é dia de negro, não podemos lembrar das lutas dos negros apenas durante o mês de novembro”, afirmou Chinelo.

Encontro com Dilma

Durante o evento, também houve uma audiência com a presidenta Dilma Rousseff, que recebeu um grupo de representantes de diversas organizações e movimentos sociais. Na ocasião, as mulheres entregaram um manifesto que cobra do Governo, entre outras pautas, a redução da mortalidade feminina e medidas que incluam a mulher negra no mercado de trabalho.

Patricia Batista, tesoureira do Sindicato dos Empregados Domésticos de Araçatuba e Região, filiado à CSB, representou a Central no encontro, que reuniu 22 mulheres. “A Marcha foi um grande marco para as mulheres negras e representa o fortalecimento das mulheres dentro da sociedade. Esse evento é um ganho para todas as brasileiras. As mulheres negras necessitam de mais espaço dentro do mercado de trabalho e na política, e a Marcha foi o primeiro passo que demos para o empoderamento das mulheres negras no Brasil”, destacou.

Facebook bloqueia conta de mulher chamada Isis: ‘acha que sou terrorista’

Isis Anchalee
via G1

O Facebook bloqueou sem justificativa a conta de uma engenheira chamada Isis, que coincide com a sigla em inglês para Estado Islâmico. Depois de ter o acesso barrado mesmo comprovando sua identidade, ela desabafou nesta terça-feira (17) no Twitter: “Facebook acha que eu sou terrorista”. Chamada Isis Anchalee, a engenheira trabalha em San Francisco, na Califórnia (EUA), o mesmo em que a rede social está sediada. Ela também é conselheira da entidade Women Who Code, voltada à promoção da maior inclusão das mulheres em empresas de tecnologia.

Recentemente o Estado Islâmico (EI ou Isis) assumiu dois grandes ataques terroristas, a queda do avião da companhia aérea russa Metrojet e dos atentados à cidade de Paris. As duas tragédias deixaram 224 e 129 pessoas mortas, respectivamente. Após ter sua conta no Facebook bloqueada, ela enviou por duas vezes cópias de seu passaporte. O objetivo era comprovar de que se tratava de uma pessoa real e que usava o nome verdadeiro, e não se tratava de um perfil destinado a propagandear as ideias do grupo jihadista. Como não conseguiu sequer uma resposta da rede social, Isis resolveu contatar a empresa pelo Twitter. “Facebook, porque vocês desabilitaram minha conta pessoal? Meu nome real é Isis Anchalee”, escreveu na segunda-feira (16).

Como não obteve resultado nem foi respondida pela empresa, ela voltou à carga no dia seguinte. “Facebook acha que eu sou terrorista. Aparentemente, enviar a eles uma cópia do meu passaporte não é bom suficiente para eles reabrirem minha conta.” Depois de fazer o envio pela terceira vez, a engenheira foi contatada por Omid Farivar, um pesquisador do Facebook. “Isis, desculpa por isso. Eu não sei o que aconteceu. Eu reportei isso às pessoas certas e nós estamos trabalhando para consertar isso”, afirmou, no Twitter. Farivar não só se desculpou como disse que o assunto estava resolvido. “Atualização: sua conta deve voltar. Desculpas novamente.” O incidente não foi o único vivenciado por Isis. Ela reclamou que motoristas do Uber e do Lyft, dois sistemas alternativos de transporte, vivem perguntando sobre a origem de seu nome.

domingo, 22 de novembro de 2015

Comissão geral vai debater realidade das mulheres negras

Dia Nacional da Consciência Negra
via CSB

O plenário da Câmara dos Deputados será transformado em Comissão Geral hoje, às 14 horas, para debater a realidade das mulheres negras brasileiras. O pedido para realização da comissão geral foi feito pela deputada Dâmina Pereira (PMN-MG). A deputada lembrou que, com a proximidade do Dia Nacional da Consciência Negra (20 de novembro), é importante debater a lacuna deixada pela falta de políticas afirmativas para a população negra.

A deputada divulgou dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), segundo os quais as mulheres negras brasileiras recebem em média 47,8% do valor recebido por homens brancos, além de ser o grupo com maior taxa de desemprego. “O problema é tão grave que, mesmo quando a comparação é feita com mulheres brancas, ainda assim as mulheres negras se encontram em grande desvantagem, ocupando os subempregos, desencadeando um processo de exploração e para um cotidiano de racismo”, completou Dâmina Pereira. A deputada acredita que a comissão geral poderá auxiliar na “busca de soluções para efetiva igualdade”.

16 dias de ativismo

Dâmina Pereira destacou ainda que o evento faz parte também dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres. “Nós estamos com uma programação bastante extensa buscando conscientizar a população sobre os diferentes tipos de agressão contra o sexo feminino. Nós pedimos a comissão geral para debater essa realidade das mulheres negras porque a gente sabe que há uma discriminação ainda maior.”

Já para a deputada Tia Eron (PRB-BA), ainda há muito a ser feito no Brasil contra o preconceito racial. A deputada lembrou que casos recentes de preconceito como os contra a atriz Taís Araújo e contra a jornalista Maria Júlia são rotina para os negros no Brasil. Tia Eron lembrou que é preciso conscientizar a população de que racismo é crime. “É preciso reeducar e reabilitar nossa sociedade quanto a este tema para que aqueles que praticam entendam que vão estar praticando um crime todas as vezes que se acharem superior a qualquer um que se apresenta com a melanina acentuada, ou seja, aqueles que são negros e negras dentro do Brasil.”

Sessão solene

Já na quinta-feira (19), vai ser realizada sessão solene do Congresso Nacional. Foram convidados para a homenagem ao Dia da Consciência Negra, a ministra da Cidadania, Nilma Lino; o procurador do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro, Wilson Prudente; o representante do UNFPA Brasil, Jaime Nadal; a consul francesa Alexandra Baldeh Loras, que é negra e tem sofrido preconceito no Brasil. Também estão na lista de convidados os atores Lázaro Ramos e Tais Araujo, além da jornalista Maria Julia Coutinho, a Majú.

Polícia Federal prende grupo por trás do site brasileiro Mega Filmes HD

Mega Filmes HD
via IDGNow

A Polícia Federal prendeu duas pessoas responsáveis pelo site brasileiro de vídeos piratas Mega Filmes HD na manhã desta quarta-feira, 18/11. As informações são da própria assessoria da PF. Batizada de Barba Negra, a operação da PF também realizou quatro mandados de busca e apreensão e ouviu outras cinco pessoas ligadas ao Mega Filmes, espécie de “Popcorn Time brasileiro” que é acusado de oferecer uma quantidade gigante de conteúdo pirata.

De acordo com a organização, o acervo do Mega Filmes inclui cerca de 150 mil títulos de filmes, documentários, séries de TV e shows, que muitas vezes são disponibilizados na página antes mesmo de chegar aos cinemas e/ou TV brasileiros. Como informado pela PF, a principal fonte de renda do site era a publicidade cobrada em suas páginas na web. Até o fechamento da reportagem, o site continuava no ar. Vale notar que a PF bloqueou as contas bancárias dos sete suspeitos de gerenciar o Mega Filmes HD. Eles serão indicados por prática de crimes de constituição de organização criminosa e de violação de direitos autorais.

sábado, 21 de novembro de 2015

Representantes do Sintap debatem consignações e diferença salarial com Seges

Sintap consignações Seges
via CSB

Nesta segunda-feira (16.11), às 16h30, a presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Sistema Agrícola, Agrário, Pecuário e Florestal do Estado de Mato Grosso (Sintap) Diany Dias, o vice-presidente da mesma entidade, Francisco Aurélio e o assessor jurídico, João Celestino, reúnem-se com o gestor da Secretaria de Estado de Gestão, Júlio Modesto. Em pauta o Decreto 303/2015, que disciplina as consignações facultativas em folha de pagamento, entre elas o desconto sindical. O grupo aproveita a reunião para inserir questionamento sobre a diferença para menos do que deveria ser pago de correção salarial pelo INPC, a ser paga no mês de novembro aos servidores.

O vice-presidente da entidade explica que, no caso do Decreto das Consignações a atenção especial será quanto ao Art. 4º, que indica, dentre as consignações compulsórias, as mensalidades para os sindicatos e associações representativas de classe. Já quanto à questão da reparação salarial, ele indica que é urgente a atenção do Governo do Estado quanto ao pagamento da reparação em 3,11% e não em 3,02 como tem previsão de ser feita no fim desse mês. De acordo com Chico o índice de reparação foi de 6,22% no total e dividido em duas vezes de 3,11%. Contudo, no último acerto do índice, a ser feito este mês já existem informações de que será pago apenas 3,02% no salário dos servidores e a categoria já está apreensiva. Por isso é necessário que o Sintap intervenha o quanto antes para evitar esse pagamento menor e garantir o direito dos servidores.

Por que Snowden tem sido apontado como culpado pelos ataques em Paris

Edward Snowden
via IDGNow

Cerca de dois dias após os ataques terroristas que culminaram com a morte de 132 pessoas e centenas de feridos em Paris, ainda não há sinal de como eles foram coordenados e executados. Após o grupo Estado Islâmico reivindicar a autoria dos ataques, representantes da imprensa e políticos começam a atribuir culpa ao ex-agente da NSA, Edward Snowden. A relação estaria nas ações de Snowden que denunciaram o forte sistema de espionagem de governos ocidentais, levando ao desenvolvimento e na popularização de uma criptografia mais robusta. Por meio dela, qualquer pessoa consegue proteger sua atividade na Internet, desde sites de e-commerce, ativistas de direitos humanos, exército e também terroristas.

No caso, a adoção de forte criptografia pelo Estado Islâmico tem colocado luz sobre uma “guerra criptográfica”, uma batalha política que dura décadas sobre a legalidade da criptografia ao redor do mundo. Como aponta o site de notícias DailyDot, o apresentador da Fox News, Greg Gutfeld e Dana Perino, ex-secretária de imprensa de George W. Bush, atribuem culpa dos ataques a Snowden.

Edward Snowden Tweets


Boris Johnson, prefeito de Londres, também defendeu a mesma ligação. “Para algumas pessoas Edward Snowden é um herói. Não para mim”, disse Johnson ao jornal Telegraph. “É bem claro que a semente que ele plantou ensinou algumas das pessoas mais cruéis do planeta a evitarem serem pegas, e quando a história do massacre é explicada, eu gostaria de uma melhor explicação de como tantos agentes foram capazes de conspirar e atacar vários locais, sem algumas das suas conversas chegarem aos ouvidos da polícia”.

No Reino Unido, alguns políticos pedem para que o governo acelere a legislação acerca da política de vigilância após os ataques de sexta-feira. O país quer legalizar uma política de vigilância mais austera, que cobriria aspectos digitais, dando a espiões do governo poderes para monitorar computadores e smartphones de cidadãos. No entanto, vale lembrar que desde os ataques terroristas à redação do semanário Charlie Hebdo, em janeiro deste ano, a França adotou uma das legislações mais agressivas sobre vigilância no mundo ocidental. O governo francês tornou legal que agências monitorem ligações e e-mails de suspeitos a terroristas sem a necessidade de autorização judicial. O que não foi suficiente para impedir os ataques. Até então, Edward Snowden - que possui conta oficial no Twitter - não se pronunciou sobre os ataques.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Trabalhadores da Cobra Tecnologia entram em greve no dia 18

Cobra Tecnologia greve
via Sindpd

Os trabalhadores da Cobra Tecnologia decidiram entrar em greve na última sexta-feira, dia 13, depois de assembleia realizada pelos diretores do Sindpd Celso Lopes e José Hamilton Brandão em frente à sede da empresa, em São Paulo. A paralisação terá início dia 18 de novembro e segue por tempo indeterminado. A decisão foi tomada logo após a empresa não aceitar a proposta descrita na pauta de reivindicação da categoria, que se refere à Campanha Salarial 2015/2016. Em negociação, a empresa propôs reajuste salarial de apenas 4%, abaixo da inflação dos últimos doze meses - que é de 10,33% - segundo o Índice de Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (ICV-DIEESE) -, abono de R$ 500 (parcela única), auxílio-refeição de R$ 700,57 e aumento de 9,49% sobre os demais benefícios constantes nas cláusulas do Acordo Coletivo em vigência.

A direção da Cobra alega ainda que não vai mais negociar os índices, já que o oferecido, na visão da empresa, segue a orientação do cenário econômico atual e que é necessário ter cautela e levar em consideração o que foi disponibilizado em outros anos para os trabalhadores. "A Cobra deixou claro que não vai mais negociar, e mediante isso nossa única resposta é aderir à greve. A atual movimentação está acontecendo pelo fato de que a empresa não soube negociar com os trabalhadores", explica Luiz Felipe, técnico administrativo da Cobra há 3 anos.

Mais de 10 Estados já haviam aderido à greve. Em São Paulo, cerca de 147 trabalhadores estiveram presentes na assembleia para manifestar a indignação diante da resposta da empresa e reivindicar seus direitos. "Acredito que esse movimento grevista força a empresa a levar em consideração a nossa reivindicação, já que temos um grande número de trabalhadores paralisados. A Cobra simplesmente decidiu travar as negociações. Essa atitude mostra a total falta de respeito com os funcionários", afirma Daniel Paulo dos Santos, técnico administrativo da Cobra e representante da OLT.

Para o diretor Celso Lopes, a empresa "forçou" os trabalhadores a entrarem em greve a partir do momento em que se posicionou contra a pauta e decidiu não mais negociar. "Como representantes da categoria, não podemos orientar o trabalhador de outra forma, a não ser entrar em greve. Sem a mobilização não vamos conseguir negociar nenhum reajuste. E isso é um desrespeito aos trabalhadores, que têm desempenhado grande crescimento para o setor", ressaltou. Os diretores Wagner Grassi Gomide, Marcos Antonio Kronka e José Roberto de Souza, das regionais de Bauru, Campinas e Ribeirão Preto, respectivamente, também reuniram os trabalhadores das filiais da Cobra, que - por votação unânime - aderiram à greve durante as assembleias realizadas na sede do Sindicato em cada cidade.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Mercado de serviços de TI apresenta crescimento de 7,4% segundo estudo da IDC Brasil

Mercado de serviços de TI
via R7

O mercado brasileiro de serviços de TI registrou alta de 7,4% na receita no período compreendido entre o segundo semestre de 2014 e o primeiro semestre de 2015, na comparação com o segundo semestre de 2013 e o primeiro semestre de 2014. Os setores que mais se destacaram, mesmo com o cenário de incertezas na política e na economia, foram o de serviços e telecomunicações. A constatação faz parte do estudo IDC IT Services Tracker 2015 H1 realizado pela IDC Brasil, líder em inteligência de mercado, serviços de consultoria e conferências com as indústrias de Tecnologia da Informação e Telecomunicações.

De acordo com Renato Rosa, analista sênior de pesquisas da IDC Brasil, os dados estão de acordo com a expectativa da consultoria. O analista afirma, porém, que o crescimento do mercado começou a desacelerar este ano. “O desempenho nos primeiros seis meses de 2015 foi considerado tímido”, diz Rosa. Isso porque o mercado tem sentido os impactos gerados pelo baixo desempenho econômico atual, fazendo com que vários setores da indústria – principalmente os que não são dependentes da TI, como o de manufatura, por exemplo - diminuíssem os investimentos.

Mesmo com o cenário um pouco desfavorável, o analista sênior da IDC Brasil acredita que a TI ainda tem muito potencial para crescer. “Nossa expectativa é de que o mercado siga crescendo, porém, com menores taxas nos próximos semestres”. Segundo Rosa, parte dos investimentos em TI estão sendo migrados de serviços tradicionais para a 3ª plataforma, sendo que há uma aceleração do uso de cloud computing por conta de alguns dos seus benefícios como a agilidade na implementação e modelo flexível de pagamento. A respeito de big data, o analista diz que “o mercado começa reconhecer e explorar a análise dos dados revertendo isso em melhores decisões para os negócios”.

TV Globo divulga arrecadação de livros promovida pelo Sindpd em Araraquara

Campanha Doe um Livro Sindpd Araraquara
via Sindpd

Assista: Sindicato dos trabalhadores de Araraquara organiza campanha para doação de livros

A Campanha "Doe um Livro"- organizada pelo diretor do Sindpd em Araraquara Daniel Forini - foi divulgada pela EPTV e pelo site G1 nesta segunda-feira (16). A iniciativa chega à sua 5ª edição na cidade. Os livros - que podem ser voltados aos públicos infanto-juvenil e adulto - podem ser entregues na sede do Sindpd em Araraquara, localizada na Rua Padre Duarte, 151 - Sala 57 - Edifício América. Cerca de 100 crianças  carentes com idade de 0 a 6 anos atendidas pela Casa Mater serão beneficiadas pela campanha, que receberá doações até dia 20 de novembro.

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Falha de segurança no Javascript v8 permite assumir o controle de dispositivos Android

Falha segurança Javascript Android
via R7

Um pesquisador ligado a companhia Quihoo 360 descobriu uma nova falha grave de segurança que afeta diretamente dispositivos Android, permitindo que o atacante consiga assumir o controle de terminais equipados com o sistema do Google. A falha foi apresentada durante um evento intitulado MobilePwn2Own, e durante a demonstração o pesquisador visitou um website ligado a um script malicioso, para que o controle do Nexus 6 pudesse ser realizado.

Após concluir o processo de invasão o pesquisador conseguiu instalar um jogo, provando que o aparelho estava controlado. Na apresentação informações técnicas não foram comentadas, a única revelação é que a falha está ligada interligada ao Javascript V8, utilizado no Google Chrome
Um representante do Google estava no evento, e com certeza trabalhará diretamente com o pesquisador para que o problema seja resolvido.

Facebook faz alerta de segurança para quem estava em Paris durante atentado

Facebook alerta segurança Paris atentado
via UOL

O Facebook lançou na noite desta sexta-feira (13) um alerta de segurança para que pessoas que estejam em Paris ou em regiões próximas possam avisar que estão bem. Nesta noite, diversos tiroteios e explosões mataram e feriram pessoas em diversos pontos de Paris. O Safety Check já foi usado em outras ocasiões de desastres e é uma maneira de simplificar a transmissão da notícia entre amigos da rede social.

As três principais funcionalidades do serviço permitem avisar que está tudo bem com você, conferir outras pessoas na área atingida e marcar amigos que você sabe que estão bem. Os amigos recebem notificações a cada pessoa que se marca como segura. Quem está na área afetada recebe uma notificação perguntando se está tudo bem. Todas as pessoas que você conhece que marcaram que moram em Paris, que fizeram check-in na cidade ou que acessaram a internet de lá são acionadas e aparecem na mesma tela. Por lá é possível também acompanhar quem já disse que está seguro.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Cibercriminosos usam vídeos publicitários para espalhar malware

Cibercriminosos malware
via IDGNow

Os cibercriminosos vem entregando malware por meio de anúncios online há anos, mas agora eles parecem estar a caminho de usar um novo método de distribuição: anúncios em vídeo. Ambos os métodos de ataque, conhecidos como malvertising, podem ter um amplo impacto e são uma grande dor de cabeça para o mercado publicitário. Um único anúncio malicioso, distribuído para vários sites com muitos acessos, podem expor dezenas de milhares de computadores a malware em um curto período de tempo.

Algumas redes e publicadores de anúncios tomaram medidas para proteger melhor seus anúncios, mas os criminosos estão sempre em busca de novas vulnerabilidades. Um ataque detectado há cerca de duas semanas mostra como os cibercriminosos estão mostrando mais interesse em criar anúncios maliciosos em vídeo. Os ataques com anúncios em vídeo já foram vistos antes, mas esse mais recente foi notável pelos sites que afetou, incluindo várias das páginas com maior tráfego na web, segundo a consultoria Alexa. O incidente foi registrado pela The Media Trust, uma empresa que desenvolve serviços e ferramentas de segurança para detectar malvertising.

Por cerca de 12 horas, a partir de 29 de outubro, algo em torno de 3 mil sites exibiram o anúncio em vídeo malicioso, que mostrava uma janela pop-up com o apelido “Tripbox”. O pop-up alertava os usuários de que era necessário um update para o navegador, como o Safari, da Apple, e, caso as pessoas seguissem as instruções, uma backdoor era baixada para o computador. Os vídeos publicitários são um alvo atraente para os hackers porque são muito mais difíceis de serem vetados por qualidade do que os banners, afirma o CEO da Media Trust, Chris Olson.

Além disso, os anúncios em vídeo são mais caros de que comprar do que banners, o que ajudou a manter os criminosos afastados. Eles querem infectar o maior número de computadores possível, mas ainda precisam pagar pelas impressões. Mas os preços estão caindo, tornando o vídeo um veículo mais atraente para isso. No incidente de duas semanas atrás, o conteúdo malicioso veio de um domínio chamado brtmedia[.]net. Não ficou claro se esse domínio está conectado com a BRT Media, que parece ser uma empresa de publicidade online. Os responsáveis pela companhia não puderam ser encontrados por e-mail para comentar o assunto.

Olson disse que é difícil estimar quantos computadores podem ter sido expostos ao anúncio malicioso. Mas destaca o que pode ser um problema em ascensão à medida que o vídeo torna-se mais difundido. “Isso significa que as empresas servindo anúncios em vídeos e os publicadores que monetizam por meio de vídeos publicitários precisam prestar atenção ao canal de vídeos, assim como fariam com banners ou outro código de terceiros que são rodados em seus sites”, afirma o especialista.

Câmara promove debate sobre ciclo completo de polícia

debate ciclo completo de polícia
via CSB

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados promoveu, no último dia 9, debate sobre a adoção no Brasil do ciclo completo de polícia (modelo no qual o policial que inicia o processo investigativo deve concluí-lo). Ainda na terça-feira, 10, foi lançada a Frente Parlamentar em apoio à Adoção no Brasil do Ciclo Completo de Polícia.

O ciclo completo de polícia está previsto na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 431/14, do deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG), que inclui entre as atribuições de todas as polícias brasileiras a investigação e a oferta de provas ao Ministério Público para efetivar uma denúncia. Atualmente, essas atividades estão restritas às polícias Civil e Federal. Os encontros trouxeram ao centro das discussões os anseios da população e das diversas forças policiais por melhorias no setor de segurança pública do Brasil. O objetivo da frente parlamentar é promover debates sobre a causa junto aos deputados para que a PEC seja aprovada.

Durante o encontro, a Central dos Sindicatos Brasileiros posicionou-se a favor do ciclo completo de polícia aplicado em vários países – entre eles Chile e Portugal. Para o vice-presidente da CSB e presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal (SINDIPOL/DF), Flávio Werneck, o debate é relevante e extremamente necessário para a modernização e evolução da segurança pública brasileira. “É preciso mudar a arquitetura dos órgãos de segurança pública no Brasil, com uma estrutura que contemple todas as forças policiais. O ciclo completo é uma das vertentes para uma prestação de serviço de segurança pública de qualidade. Os brasileiros exigem respostas efetivas para resolver a falta de segurança, principalmente no combate à impunidade”, avaliou o dirigente.

“A Central é a favor de uma ampla alteração no modelo de segurança pública brasileiro. Além de apoiar o ciclo completo, ela também apoia o ingresso único nas carreiras policiais, a desmilitarização da PM como ferramenta de ampliação dos direitos trabalhistas e a modernização da metodologia de investigação criminal”, destacou o vice-presidente. Werneck explica que o debate de ciclo completo toca numa questão fundamental. Uma grande evidência da falência e do colapso da segurança pública brasileira é o ciclo incompleto; na prática a polícia brasileira é a única do mundo que começa a atender um caso e, em determinado ponto, para e passa para outra polícia. “Em todos os lugares do mundo a polícia é de ciclo completo. Isso é importante porque aumenta e preserva a eficiência do trabalho”, ressaltou.

De acordo com o vice-presidente da CSB, o problema do número de casos não solucionados no País hoje “não é o povo brasileiro, a cultura brasileira ou o ‘jeitinho brasileiro’, e sim a metodologia que é aplicada no País”. “Apenas 6% dos crimes cometidos no Brasil são solucionados e isso demonstra uma ineficiência imensa no atual modelo de investigação policial. O ciclo completo e o ingresso único nas carreiras policiais irão trazer mais eficiência nas investigações, mas também trarão uma justiça mais imparcial”, concluiu Werneck.

domingo, 15 de novembro de 2015

Senha do Wi-Fi no debate do Partido Republicano nos EUA é 'Stop Hillary'

Senha Wi-Fi Partido Republicano
via G1

Em meio à corrida presidencial nos Estados Unidos, o partido Republicano não esconde que tem uma única missão para chegar à Casa Branca: parar Hillary Clinton, ex-secretária de Estado, que lidera como futura candidata do Democrata. Durante um debate realizado nesta terça-feira (10) entre os oito principais candidatos republicanos, todas as pessoas que comparecem ao estúdio de Milwaukee tiveram que digitar uma senha incomum para acessar a internet via Wi-Fi do local. Depois de achar a rede “RNCdebate”, tinham de inserir o código “StopHillary” (Pare Hillary).

O debate foi promovido pela Fox News e pelo jornal "Wall Street Journal". Teve jornalista que achou engraçado. “Brilhante ‘troll’ do Comitê Nacional do Partido Republicano para o debate: fazer todo repórter digitar ‘StopHillary’ para ter Wi-Fi”, escreve em sua conta do Twitter o diretor do site “Independent Journal”. Sem citar a provocação, Hillary Clinton comentou o debate em seu perfil no microblog. "Vezes que os Republicanos ofereceram ideias que ajudem a classe média: 0. Vezes que os Republicanos atacaram Hillary: perdemos a conta", escreveu a candidata, em uma de suas 25 mensagens publicadas no Twitter a respeito do evento.

Sindpd propõe ação contra empresa do Grupo Sonda cobrando PLR

Sindpd Grupo Sonda PLR
via Sindpd

Na condição de substituto processual, o Sindpd encaminhou ao Tribunal Regional do Trabalho cinco de Ações de Cumprimento com o pedido de pagamento da Participação nos Lucros e/ou Resultados contra a Sonda Procwork, matriz e filial, a Quintec e a Telsinc, abrangendo mais de três mil funcionários ativos.

O direito é assegurado pela sentença normativa do Dissídio Coletivo de Greve em 2014. De acordo com o departamento Jurídico do Sindicato, as empresas, pertencentes ao setor de processamento de dados e tecnologia da informação, deveriam, a partir de 1 de janeiro de 2014, ter negociado o pagamento do benefício com o Sindpd, mas não o fizeram. Além de ignorarem a determinação da Sentença Normativa acerca da negociação, as empresas ainda violaram o parágrafo primeiro da cláusula décima que trata das obrigações dos grupos econômicos, nestes termos:

"As empresas abrangidas por esta Convenção Coletiva de Trabalho, pertencentes a grupos empresariais que já praticam a Participação nos Lucros e/ou Resultados a qualquer outra empresa do grupo, obrigam-se a estendê-la, nos mesmo parâmetros, também para seus empregados", aponta a CCT. Segundo as ações encaminhadas à Justiça, a companhia Elucid Solution S.A, que integra o Grupo Sonda, pagou aos seus profissionais a PLR referente ao exercício de 2014, no valor de 50% do salário nominal, conforme Acordo Coletivo celebrado com o Sindicato.

Para efeito de reparação, o Sindpd pleiteia no processo que as cinco empresas paguem PLR, integral ou proporcional ao tempo de prestação de serviços de cada funcionário atuante no período de 1 de janeiro a 31 de dezembro de 2014, sem prejuízo daqueles afastados por doença ou acidente de trabalho, nos mesmo moldes do oferecido pela Elucid. Isto é, valor equivalente a 50% do salário nominal, considerado o salário do mês de dezembro ou o do mês de dispensa, em caso de desligamento no curso do ano, além de pagamento de multa, calculada em 7% do salário normativo, em razão da violação da cláusula 16º da decisão normativa do dissídio coletivo de greve, além de juros e correção monetária. Além das cinco ações propostas em São Paulo e Santana do Parnaíba, o Sindpd está autuando outra, em São José dos Campos, onde a Sonda tem filial, com pedido idêntico em favor daqueles empregados.

sábado, 14 de novembro de 2015

Hackers invadem servidores do Exército e vazam CPFs de militares

Exército Brasileiro
via G1

Hackers invadiram servidores de rede do Exército Brasileiro entre domingo (8) e segunda-feira (9). Após o ataque, confirmado pelo Exército, números de CPF de ao menos 800 militares foram vazados em fóruns de hackers na internet. Além dos números de CPF, os hackers também divulgaram senhas de militares utilizadas para acesso a diversas páginas do Exército.

De acordo com publicações de hackers veiculadas na internet, o ataque teria sido um revide a um comportamento do integrantes do Exército em uma recente competição de segurança digital. Segundo os hackers, os militares teriam infringido regras da competição. Procurado pelo G1, o Exército confirmou a invasão dos servidores e informou que o assunto está sendo tratado pelo Centro de Coordenação para Tratamento de Incidentes de Rede do Exército. Além disso, o Exército informou que o incidente não comprometeu os sistemas estratégicos de defesa dos servidores.

Leia abaixo a nota divulgada pelo Exército:

O Centro de Comunicação Social do Exército confirma a ocorrência do incidente e informa que o assunto está sendo tratado pelo Centro de Coordenação para Tratamento de Incidentes de Rede do Exército. Informa ainda que o incidente não comprometeu os sistemas estratégicos de defesa.

Comissão aprova reintegração de funcionários da Dataprev demitidos em 1999

Deputado Daniel Almeida PC do B
via Sindpd

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou o Projeto de Lei 1080/15, do deputado Celso Jacob (PMDB-RJ), que determina a reintegração dos funcionários da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev), em exercício em postos do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), que tenham sido demitidos entre 1º de janeiro de 1999 e 31 de janeiro de 2000 e manifestarem formalmente o interesse em ser readmitidos.

O autor explica que, a partir de 1993, em razão da descentralização de suas atividades e da modernização dos equipamentos utilizados pelo Dataprev, diversos funcionários da empresa, admitidos por concurso público e cujas funções passaram a ser consideradas obsoletas, foram, em comum acordo com o Ministério da Previdência e o INSS, cedidos a esta autarquia para que operassem novos equipamentos diretamente nos postos de atendimento do INSS.

A situação perdurou até 1999, quando, então, esses funcionários foram devolvidos à Dataprev, sendo, em seguida, "sumariamente demitidos", inclusive com inobservância de norma interna, o Regulamento de Recursos Humanos (Resolução 550/85), que determinava: "Antes de efetivar a demissão, o órgão de lotação do empregado deverá verificar a possibilidade de remanejá-lo ou reaproveitá-lo em outra unidade da empresa, a menos que tenha sido cometida falta grave".

O parecer do relator, deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA), foi favorável à proposta. "Muito embora vinculados ao regime celetista, não se pode admitir que empregados contratados por concurso público estejam sujeitos à demissão arbitrária, sem que lhes sejam asseguradas as garantias constitucionais do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa", afirmou. De acordo com o texto, o servidor deve ser reincorporado ao cargo que ocupava antes ou, quando for o caso, naquele resultante de eventual transformação, assegurada a respectiva progressão salarial e funcional. A reintegração não será retroativa, ou seja, só gerará efeitos financeiros depois do efetivo retorno ao serviço. Outras propostas semelhantes já tramitaram na Câmara (PL 1786/07 e PL 898/11), mas foram arquivadas ao final das respectivas legislaturas.

Íntegra da proposta: PL - 1080/2015

Tramitação: A proposta será analisada, em caráter conclusivo, pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Justiça condena TIM a pagar R$ 50 mi por falhas em plano pré-pago no MA

TIM
via UOL

A Justiça do Maranhão condenou a operadora de telefonia móvel TIM a pagar R$ 50 milhões de indenização por falhas em plano pré-pago em 89 municípios do Estado. Segundo a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), os consumidores foram vítimas de 502.527 interrupções telefônicas, que chegaram a gerar prejuízos no valor de R$ 129.869,25. A decisão, divulgada nesta segunda-feira (9), é resultado da Ação Civil Pública ajuizada pela 2ª Promotoria de Defesa do Consumidor de São Luís, em dezembro de 2013, que denunciou a má qualidade do serviço oferecido aos consumidores da TIM nos municípios maranhenses cobertos pela empresa.

A Justiça determinou ainda a devolução dos valores pagos pelos clientes adeptos ao plano Infinity no período entre 29 de março de 2009 --data de lançamento do plano--, até a publicação da decisão judicial (nesta segunda-feira). A TIM tem o prazo de 20 dias para enviar a lista dos usuários do plano Infinity, com datas de adesão e de eventual saída. Em caso de descumprimento, o juiz Clésio Coelho Cunha, da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, estipulou a multa diária de R$ 100 mil. Os valores a serem pagos serão revertidos ao Fundo Estadual de Defesa do Consumidor.

O magistrado proibiu ainda a empresa de comercializar e/ou habilitar novas linhas no Maranhão, até que cumpra os requisitos do Plano Nacional de Ação de Melhoria do Serviço Móvel Pessoal e das Metas de Qualidade para o Serviço Móvel Pessoal estabelecido pela Anatel.

Prejuízos aos usuários

Segundo o MPE (Ministério Público Estadual), a Anatel verificou que os índices de queda de ligações nas linhas da TIM no Maranhão, entre abril e setembro de 2011, estavam acima dos 2% tolerado pela agência reguladora. "Analisando todas as ligações efetuadas no Brasil, em 8 de março de 2012, a Anatel constatou que, no Maranhão, 234.272 usuários do plano Infinity, foram lesados por 502.527 desligamentos, gerando prejuízo de R$ 129.869,25", disse o órgão. A promotora de Justiça Lítia Cavalcanti apontou que "a Anatel também constatou que no Maranhão, entre 12 de agosto de 2012 e 11 de agosto de 2013, as interrupções de serviço totalizaram 24.115 horas, o que equivale a, aproximadamente 1.005 dias de falta de sinal."

Na ação, o MPE destacou ainda a existência de um acréscimo de 300% nas quedas das chamadas de tarifação por ligação quando comparadas às chamadas por tarifação por minuto. "O órgão ministerial ofereceu à empresa de telefonia ampla oportunidade de defesa, bem como de adequação dos serviços e solução negociada para o conflito, porém não obteve respostas positivas no sentido da celebração de um termo de ajustamento de conduta", destacou a decisão judicial. A TIM informou que ainda não foi intimada formalmente da sentença.

Datamec realiza primeira rodada da negociação de PLR

Datamec PLR
via Sindpd

Na última quinta-feira, 05, foi realizada e primeira rodada de negociação da PLR da Datamec para 2015. A reunião, que aconteceu na sede do Sindpd, em São Paulo, reuniu a comissão de representantes dos trabalhadores - composta por membros do Sindpd (São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal), da Feittinf, da Sindados (Minas Gerais e Bahia) e da Fenadados -, o secretário de finanças do Sindicato, Paulo Roberto de Oliveira, e representantes da Datamec. Depois de firmado, o acordo vai beneficiar cerca de 400 trabalhadores em nível nacional.

Paulo Roberto, que esteve à frente da mesa, comentou que a Estatal tem apresentado crescimento, e as expectativas de finalizar o acordo com bons resultados são grandes, considerando que o setor de TI apresenta estabilidade apesar da crise econômica. "Nossa expectativa é receber algo maior que o proposto no ano passado, pois o setor de TI está estável e a empresa tem crescido em resultados", explicou o diretor. A 2ª rodada acontece dia 17, às 10h, na sede do Sindpd Rio de Janeiro.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Google abre vaga para contratar pilotos de drones

Pilotos Google drones
via G1

O Google abriu vagas, mas engana-se quem pensa que a empresa busca programadores. A gigante da internet está recrutando pilotos de teste para operar os drones de dois de seu projetos na área. Abertos em outubro, são dois os postos de trabalho oferecidos pelo Google. O primeiro deles é para trabalhar na Titan Aeroespace, fabricante de drones movidos a energia solar e que têm a missão de fornecer sinal de internet.

Nesse emprego, o escolhido terá de atuar não só com a cabeça nas alturas, mas com os pés no chão. Isso porque, além de realizar voos de teste, o piloto terá de conduzir o andamento de processos para desenvolver as aeronaves. Esse profissional trabalhará como gerente do programa. O posto requer que o candidato seja norte-americano, tenha seis anos de experiência em teste de voos e esteja com os certificados para atuar como piloto em dia. A segunda vaga é para trabalhar no projeto Wing, do laboratório de projetos especiais do Google, o Google X. O Wing é um serviço de entrega com drones, que o Google espera colocar para funcionar em 2017.

O piloto de testes contratado trabalhará junto à equipe de engenharia de hardware para aperfeiçoar o drone. Ele deverá fazer a manutenção da aeronave, atuar como observador durante voos autônomos e inspecionar as configurações do equipamento. Nas descrições das duas vagas, o Google informa que os pilotos contratados trabalharão em Mountain View, na Califórnia (Estados Unidos). Informações importantes como, por exemplo, a remuneração não são divulgadas.

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Proposta de 3% de reajuste salarial provoca greve na Cobra Tecnologia

Cobra Tecnologia
via Sindpd

Com uma proposta de reajuste salarial de 3%, a direção da Cobra Tecnologia iniciou a primeira rodada de negociação da Campanha Salarial 2015/2016, realizada no Rio de Janeiro, na última terça-feira (27). Bastante inferior à inflação dos últimos doze meses (10,33%) - segundo o Índice de Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (ICV-DIEESE) -, a oferta foi considerada ofensiva pelos trabalhadores da companhia que, em assembleias deliberativas realizadas em todo o Brasil, aprovaram o estado de greve, bem como reafirmaram a pauta de Reivindicações 2015/2016.

De acordo com as entidades de representação dos profissionais da Cobra, há alguns eixos políticos que devem nortear as negociações deste ano, dentre os quais a dignidade dos trabalhadores, a garantia de conquistas, a não retirada de direitos, a não precarização das condições e relações de trabalho, o fim do assédio moral e a igualdade de direitos. Preliminares que, para a representação, sequer foram consideradas pela estatal ao elaborar sua oferta. "Os trabalhadores e as trabalhadoras da Cobra não irão pagar pela crise. A empresa tem divulgado os bons resultados econômicos, e estes frutos são resultado da participação e dedicação de cada trabalhador da empresa", aponta Ata oficial.

Em seu argumento, a direção da Cobra afirmou que a construção da proposta, que também oferece abono de R$ 500, em parcela única, auxílio-refeição de R$650 a partir de 1º de outubro e manutenção das demais cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho em vigência, teve por orientação o cenário econômico. "É um momento de cautela e reflexão onde as partes devem procurar os direitos já conquistados ao longo dos últimos anos", destacou. A alegação sobre a conjuntura econômica desconsidera o cenário de "ascensão e crescimento" pelo qual passa a companhia, segundo afirmações da organização dos trabalhadores. "Neste sentido, reiteramos a necessidade da aplicação de ganho real aos salários, que estão bem defasados", aponta.

Para o diretor do Sindpd Celso Lopes, o processo negocial irá exigir ampla capacidade de mobilização dos profissionais da Cobra. "Como vimos no ano passado, será nossa união a única capaz de garantir os direitos pelo quais lutamos e que esbarram a cada negociação na resistência do empresariado. Persistimos para que seja preservada a dignidade da categoria, e isto passa por reajuste com ganho real e benefícios compatíveis com a importância destes profissionais para País", ressaltou. Na perspectiva de avançar na negociação do Acordo Coletivo, a segunda rodada foi agendada para 5 de novembro, na sede da Cobra Tecnologia, no Rio de Janeiro.

Uber confirma chegada a Porto Alegre, mas já enfrenta resistência

Uber
via IDGNow

Pouco mais de um mês após abrir uma vaga de gerente em Porto Alegre, o Uber confirmou que está realmente chegando à capital gaúcha. A assessoria de imprensa do serviço no Brasil afirma que o Uber será lançado em Porto Alegre até o próximo mês de dezembro. Enquanto o lançamento não começa, a empresa já começou a realizar o cadastro de motoristas. Até o momento, o Uber atua em quatro cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. Assim como em diversos outros países, o aplicativo de transporte já causou diversas polêmicas no Brasil, enfrentando resistência principalmente por parte dos taxistas, que acusam o serviço de concorrência desleal.

Resistência

E os taxistas não devem ser a única preocupação do Uber em Porto Alegre. Em entrevista ao jornal Zero Hora, o prefeito da capital, José Fortunati, afirmou que o aplicativo não opera na cidade enquanto não existir uma regulamentação para isso. "Não vamos permitir que o Uber chegue em Porto Alegre fazendo o que já fez em outras cidades: entrar e operar sem um debate democrático e sem uma regulamentação. Não se pode deixar de cumprir com a lei porque novas tecnologias vão aparecendo", afirmou Fortunati, que se disse aberto ao debate e destacou que não foi procurado por ninguém do Uber até o momento.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Sindpd convoca trabalhadores para as assembleias de pauta da Campanha Salarial 2016

Campanha Salarial 2016 Sindpd
via Sindpd

Pronto para os novos desafios da Campanha Salarial 2016, o Sindpd realizará assembleias nas 10 delegacias regionais e na sede, em São Paulo, para apresentar à categoria a pauta de reivindicações para o próximo ano, baseada em aumento real e na ampliação dos benefícios. Os trabalhadores de TI obtiveram conquistas históricas em 2015. A CCT deste ano consolidou o direito ao auxílio-refeição e à PLR para todos, sem qualquer fator de limitação. E para fortalecer esta luta, a consolidação dos benefícios e a união da categoria, o Sindicato convoca todos os profissionais de TI para, juntos, decidirem a respeito da proposta aprovada pela diretoria durante o Seminário de Pauta.

Antonio Neto, presidente do Sindpd, afirma que a participação dos trabalhadores é fundamental. "Ao longo deste período, fomos incansáveis na defesa da inserção do vale-refeição e da PLR em nossa Convenção Coletiva de Trabalho para todos os profissionais. De janeiro a outubro, fechamos 1.131 acordos, que beneficiaram mais de 100 mil trabalhadores. Por isso, convocamos toda a categoria para seguirmos juntos em mais essa luta", afirma. Participe das assembleias da Campanha Salarial 2016!

Confira abaixo as datas em cada regional e na sede:

Campanha Salarial 2016 Sindpd
Campanha Salarial 2016 Sindpd

Conheça as 25 universidades mais inovadoras do mundo

Universidades mais inovadoras mundo
via IDGNow

A Thomson Reuters divulgou sua lista das 100 universidades mais inovadoras do mundo. Trata-se do primeiro estudo da corporação a rankear universidades pela propriedade de patentes e número de artigos científicos publicados. Na lista, 50 das universidades mais inovadoras do globo se concentram nos Estados Unidos, sendo que nove delas estão no top 10, com Stanford University sendo a primeira, seguida pelo MIT e Harvard em terceiro lugar. A Korea Advanced Institute of Science & Technology (KAIST) se encontra na decima posição. O Brasil não configura na lista.

O estudo defende a “inovação” como aquilo que direciona a economia global, os avanços de melhores tecnologias, medicina, assim como serviços simplificados, novos produtos e soluções. Seguindo uma metodologia própria que emprega 10 métricas, os critérios da pesquisa focam em papers acadêmicos, que indicam a base da pesquisa realizada na universidade, pedidos de patentes, que apontam o interesse de universidades em comercializar e proteger suas descobertas. Os dados foram compilados pela Intellectual Property & Science, braço da Thomson Reuters.

Localizada no Vale do Silício, Califórnia, a Stanford University ganhou a reputação de hub de inovação na computação de hardware e software. A Reuters lembra que alguns de seus mais brilhantes alunos foram responsáveis, por exemplo, pela fundação de algumas das companhias mais valiosas do mundo - incluindo aí Google, Yahoo e Hewlett-Packard. Um estudo de 2012 encomendado pela própria Stanford , cita a Reuters, estimou que todas as companhias formadas por empreendedores da universidade geram uma receita global de US$ 2.7 trilhões anualmente.

A seguir, confira as 25 universidades mais inovadoras segundo a Thomson Reuters:

1. Stanford University - EUA
2. Massachusetts Institute of Technology (MIT) - EUA
3. Harvard University - EUA
4. University of Washington - EUA
5. University of Michigan - EUA
6. Northwestern University - EUA
7. University of Texas - EUA
8. University of Wisconsin - EUA
9. University of Pennsylvania - EUA
10. Korea Advanced Institute of Science & Technology (KAIST) - Coreia do Sul
11. Imperial College London - Inglaterra
12. Pohang University of Science & Technology (POSTECH) - Coreia do Sul
13. University of California System - EUA
14. University of Southern California - EUA
15. University of North Carolina Chapel Hill - EUA
16. KU Leuven - Bélgica
17. Duke University - EUA
18. Osaka University - Japão
19. Johns Hopkins University - EUA
20. California Institute of Technology - EUA
21. University of Illinois System - EUA
22. Kyoto University - Japão
23. Georgia Institute of Technology - EUA
24. University of Tokyo - Japão
25. University of Cambridge - Inglaterra

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

TI Nect entra para a base do Sindpd

TI Nect Sindpd
via Sindpd

A TI Nect Serviços de Informática é a mais recente empresa da base do Sindpd. A instituição, que desenvolve softwares, presta consultoria, suporte técnico e manutenção para computadores, aderiu à nova representação sindical no dia 30 de outubro. A diretora Loide Belchior teve a oportunidade de acompanhar o processo e apresentar para os trabalhadores as vantagens de fazerem parte do Sindicato, que há 31 anos trabalha em defesa da categoria. Os empregados também conheceram as conquistas e os benefícios da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) do Sindpd, eleita pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) a 4ª melhor do Brasil.

Segundo Loide, durante a reunião, cerca de 50% dos funcionários presentes associaram-se ao Sindicato. "Eu deixo bem claro que entrar para nossa base fortalece a Entidade, e eles tomam ciência de como a mudança traz melhorias, entre elas a obrigatoriedade de se respeitar a carga horária de até 40 horas semanais, o direito ao vale-refeição, auxílio-creche, plano de saúde e outros benefícios. Mais uma empresa entra para a categoria, e nos tornamos mais fortes", comentou.

Google firma acordo para ligar Uruguai e Brasil por fibra óptica submarina

Uruguai Cone Sul Google
via UOL

O Uruguai e o Google assinaram nesta quinta-feira (5) um acordo para instalar um novo cabo submarino de fibra óptica que conectará a cidade uruguaia de Maldonado com Santos (SP) e que, junto a outro já em fase de implementação, unirá e melhorará a conectividade de banda larga entre os Estados Unidos e o Cone Sul. Esse cabo, que deve estar pronto no fim de 2017, tem 2.000 quilômetros de extensão e seis pares de fibras, aumentando a capacidade de banda do sistema atual para 90 terabits por segundo, cerca de 15 milhões de vezes mais rápido que um modem normal.

"Abre ao Uruguai e à região grandes possibilidades de interconexão regional e com o mundo", explicou Pedro Less de Andrade, diretor de Políticas Públicas e Assuntos Governamentais do Google na América Latina, em um ato realizado na sede da empresa estatal de telecomunicações do Uruguai, Antel, em Montevidéu. "A expansão da infraestrutura e da capacidade de banda larga é um esforço que não pode ser realizado por uma só entidade, por isso achamos que é importante juntar forças", explicou Less, sobre a aliança com a Antel para o desenvolvimento da iniciativa.

O projeto, conhecido como Tannat, representa para a Antel um investimento de US$ 30 milhões. Ele complementa outro programa, o Monet, que ligará Santos e Boca Ratón (Flórida, EUA) por cabos submarinos, já em fase de implementação. O Monet, aprovado no ano passado, também foi feito pelo Google com um consórcio de empresas, incluindo a Antel, que investiu quase US$ 50 milhões nessa ocasião. "É uma grande alegria para todos os uruguaios que esse projeto se concretize, o projeto mais importante que o Uruguai levou adiante em termos de infraestrutura", disse a ministra de Indústria, Energia e Mineração, Carolina Cosse.

Para ela, a ligação facilita o acesso a uma "enorme" capacidade de banda larga internacional, que permite a Antel deixar de ser somente cliente para ser fornecedora no Uruguai e na América Latina.
Nesse sentido, lembrou que há cinco cabos que ligam os EUA e a América do Sul, e apenas dois deles vão até o Uruguai. A última instalação de cabos submarinos para ligar Brasil e Uruguai ocorreu em 1994. Já a nova instalação terá vida útil de 25 anos, conforme a ministra. O presidente da Antel, Andrés Tolosa, disse que todos os países da região tem "necessidade" de ampliar sua capacidade de internet, por isso o novo cabo abre a possibilidade de venda à Argentina, Paraguai, Chile, Brasil e outros países. Atualmente, 333 milhões de pessoas na América Latina têm acesso à internet.

A Alcatel-Lucent Submarine Networks foi escolhida para realizar os trabalhos "desde a construção do cabo a sua instalação na praia Brava de Punta del Este", no Uruguai, explicou o presidente da empresa, Phillipe Dumont. "Sonhamos em conectar todo o mundo à internet e que os usuários possam ter acesso em qualquer lugar com a melhor qualidade de serviço para aproveitar todos os benefícios da rede. E, dessa maneira, integrá-los à sociedade da informação e do conhecimento", disse o porta-voz do Google.

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Twitter substitui botão de favorito pelo botão gostar

Twitter botão gostar like
via IDGNow

Usuário do Twitter foram surpreendidos hoje pela substituição do ícone de "favorito" do microblog, em forma de estrela, por um ícone em forma de coração que, quando acionado, inclui o tweet em uma página identificada como "Like" (gostar). A mudança, segundo a empresa, é parte dos esforços para tornar o serviço mais amigável e fácil de usar diante da contínua desaceleração do crescimento de usuários. "Você pode gostar um monte de coisas, mas nem tudo pode ser seu favorito", informou o Twitter em um post no blog do serviço nesta terça-feira.

"Sabemos que, por vezes, a estrela pode confundir, especialmente os recém-chegados. (...) O coração, por outro lado, é um símbolo universal e mais expressivo, que permite  transmitir uma gama de emoções e facilmente se conectar com as pessoas", disse a empresa. A mudança é extensiva ao Vine. A partir de hoje o ícone do coração surgirá nos apps do Twitter para  iOS e Android, no twitter.com, no TweetDeck, no Twitter para Windows 10, e em tweets através da Internet, bem como sobre o aplicativo do Vine para a plataforma Android.

E para comunicar a mudança a usuários ausentes do serviço por muito tempo, o Twitter está enviando e-mails com a mensagem: "Mostre como você se sente sem perder nem um segundo. Corações são o novo cumprimento. Ou Abraços. Ou agradecimentos. Basta tocar no coração em qualquer Tweet para compartilhar instantaneamente como você se sente, não importa o que seja".

Lúcio Bellentani: Preso na Volkswagen por se filiar ao Partido Comunista Brasileiro

Lúcio Bellentani
via CSB

Aos 28 anos, Lúcio Bellentani trabalhava na Volkswagen de São Bernardo do Campo (SP) como ferramenteiro, profissão muito requisitada na época. Entrou para o Partido Comunista Brasileiro (PCB) e tentava organizar uma base do partido em grandes empresas da região. Foi preso em julho de 1972, na ala de prensas em que trabalhava, às 23h30, numa ação acompanhada por seguranças da companhia. Outros 12 operários também foram detidos.

Bellentani primeiro foi levado a uma sala do setor de Recursos Humanos, onde conta ter levado socos, chutes e pontapés. Depois foi transferido para o Dops, e passou por frequentes sessões de tortura: palmatórias nas mãos, pés e cabeça, pau de arara, choque elétrico e chegou a ser arrastado em um veículo amarrado pelas mãos. Teve dentes arrancados com alicate e, até cinco anos atrás “era banguela, pois não tinha coragem de ir ao dentista”, conta Bellentani, hoje com 71 anos. “Só nos anos mais recentes criei coragem e fui fazer tratamento”, diz ele, que também tem pesadelos e afirma não ficar em quartos escuros.

Ele passou, ao todo, um ano e oito meses na prisão. Após ser solto, mudou-se para o interior de São Paulo, pois não conseguiu emprego no ABC, onde morava a família. “As empresas trocavam lista de pessoas que não deveriam ser contratadas, mas como não havia internet, em cidades pequenas era mais fácil conseguir uma vaga”. Além disso, os atestados de antecedentes políticos solicitados na época levavam em média seis meses para serem enviados. O ex-metalúrgico vive atualmente em Jacareí (SP) e há três meses fundou o Sindicato dos Aposentados da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB). Ele esteve na reunião no Ministério Público Federal, onde encontrou-se com Manfred Grieger, diretor da Volkswagen.

“Não reivindicamos nenhuma questão de penalidade ou de criminalização. Queremos que a empresa reconheça que fez besteira, e se responsabilize por seus desmandos”, diz Bellentani. “Que a verdade venha à tona, pois várias empresas também foram responsáveis pelo que ocorreu em nosso País”.

terça-feira, 3 de novembro de 2015

União Europeia aprova resolução para proteger Edward Snowden

Edward Snowden Twitter
via IDGNow

O Parlamento Europeu aprovou nesta semana uma decisão para que o ex-funcionário da NSA, Edward Snowden, tenha asilo garantido no velho continente. O órgão pede que os 28 países membros da União Europeia deixem de perseguir o ex-agente da Agência Nacional de Segurança dos EUA, que ficou conhecido mundialmente há cerca de 2 anos por revelar o esquema de espionagem do órgão federal americano. Além disso, a nova resolução pede também que seja garantida a defesa jurídica de Snowden.

Aprovada por pouco, 285 votos a favor e 281 contrários, a decisão também protege Snowden de uma possível extradição para os EUA, que o acusa de traição. Por meio do seu Twitter, Snowden, que está exilado em Moscou, na Rússia, desde 2013, elogiou a decisão do Parlamento Europeu, que classificou como revolucionária: “Isso não é um golpe contra o Governo dos EUA, mas uma mão aberta estendida por amigos. É uma chance de seguir em frente”, afirmou.

Salvar documentos da empresa em pen drive pessoal justifica demissão por justa causa, define TST

Direito & TI
via Direito & TI

A Quinta Turma do Tribunal Superior do Trabalho manteve a condenação para uma analista administrativa da Manthos Serviços Administrativos, em São Paulo, que tentava reverter a despedida por justa causa por ter gravado em pen drive particular arquivos da empresa. O caso foi considerado quebra de confiança.

Ela disse na reclamação trabalhista que resolveu salvar os arquivos em pen drive depois de ter havido uma falha no seu computador. Após auditoria interna em que foi constatada a cópia dos arquivos, veio a demissão por justa causa. Em sua defesa, a Manthos disse que os dados eram sigilosos e que houve quebra de confiança. Já a analista disse que não sabia da proibição e que as informações não foram compartilhadas. O juízo de primeiro grau reverteu a justa causa e condenou a empresa a pagar todas as verbas trabalhistas da trabalhadora. De acordo com a sentença, salvar as informações em pen drive pessoal, por si só, não justificaria a justa causa e que o uso de dispositivos externos de armazenamento é uma prática comum nas rotinas de trabalho.

O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP) reformou a sentença, validando a justa causa por quebra de confiança. “Quem decide o que é, ou não, sigiloso é o empregador e a cópia dos arquivos poderia ter sido feita em dispositivo que era fornecido pela empresa”, informou o regional.

No recurso ao TST, a analista defendeu que a falta não teria sido tão grave a ponto de ensejar a justa causa. Porém o relator do recurso, ministro Emmanoel Pereira, informou que, para se chegar à conclusão diversa da adotada pelo TRT, o TST teria que rever fatos e provas, o que é vedado pela Súmula 126. Ficou vencida a ministra Maria Helena Mallmann.